Europa

Pretendido por Liverpool e Bayern de Munique, Xabi Alonso terá uma difícil decisão a tomar na próxima temporada

Demissão de Thomas Tuchel aumenta especulações sobre o futuro do técnico espanhol

Thomas Tuchel foi desligado do cargo de treinador do Bayern de Munique nesta quarta-feira (21) e vai permanecer na equipe somente até o final da atual temporada. Com isso, várias especulações sobre o novo técnico dos Bávaros pairam no ar. Sensação da Europa neste momento e fazendo uma campanha histórica à frente do Bayer Leverkusen, Xabi Alonso, ex-jogador do time alemão, apareceu como possível novo alvo para assumir o cargo na equipe vermelha em 2024/2025.

O espanhol também é alvo do Liverpool, que não terá Klopp a partir da próxima temporada. O treinador dos Reds anunciou sua saída do time inglês na próxima temporada e segundo informações do The Guardian, Xabi Alonso também pode receber propostas dos Reds por conta de sua identificação com o clube. Vale lembrar que o comandante foi campeão da Champions League em 2004/2005 em sua época de jogador. Portanto, ingleses e bávaros prometem fazer uma disputa intensa pela contratação do atual treinador do Leverkusen.

Um ponto interessante sobre o contrato do espanhol é que não há cláusula de rescisão, ou seja, caso Xabi Alonso deseje aceitar um novo desafio em sua carreira, poderá sair sem custo algum para outro clube. O treinador de 42 anos, campeão mundial com a Espanha em 2010 e com identificação nos dois times que estarão sem técnico em 2024/2025, vão obrigar o profissional a tomar uma decisão importante sobre o seu futuro. Quem apresentar o melhor projeto provavelmente vai contar com o trabalho do excepcional profissional a partir de junho.

Klopp descarta voltar ao mercado e abre ainda mais concorrência por Xabi Alonso

Masrc Kosicke, agente de Jürgen Klopp, assumiu que o seu cliente pretende parar por ao menos um ano e aproveitar o período sabático longe do futebol. Em entrevista à Sky Sports, o agente afirmou que o técnico alemão não aceitaria nenhuma proposta para voltar ao comando de algum time neste momento. O nome do treinador foi atrelado ao Bayern de Munique por conta dos maus resultados do Bayern de Munique e aumentou ainda mais a força das especulações com a saída de Tuchel nesta quarta-feira.

Portanto, a bola da vez no futebol europeu é Xabi Alonso, que pode entrar para a história do futebol alemão como responsável direto pela quebra da hegemonia dos Bávaros, que venceram nada mais nada menos do que 11 edições consecutivas da Bundesliga. O estilo ofensivo do Leverkusen e o sistema de jogo implementado pelo espanhol nos Leões, vai ao encontro do que Liverpool e Bayern tem aplicado nos últimos anos e assumir um dos times parece um caminho natural para o espanhol.

A ausência de Klopp dos gramados neste momento abre ainda mais concorrência pelo ótimo treinador e quem apresentar a melhor proposta de trabalho primeiro, terá vantagem ao final da temporada.

Saída de Tuchel foi acordada após pedido do treinador

O técnico do Bayern de Munique tinha contrato com o clube até 2025, mas os maus resultados em campo o fizeram chegar até a diretoria do clube bávaro e decidir pelo seu desligamento do clube ao final da temporada. O clima dentro e fora de campo não era dos melhores e a relação com os jogadores também estava estremecida. Na derrota para o Bochum no último final de semana, Kimmich e o auxiliar de Tuchel, Zsolt Löw discutiram após o volante ter sido substituído e precisou ser separado pelo treinador.

“Concordamos que encerraremos nossa relação de trabalho no final desta temporada. Até então, é claro que continuarei a fazer tudo o que puder com minha comissão técnica para alcançar o máximo sucesso. disse Tuchel. “

Jan-Christian Dreesen, CEO do Bayern de Munique, afirmou ter tido uma conversa séria e aberta com Tuchel, na qual foi decidido pelo encerramento da relação do treinador com o clube. A partir de agora, a direção de futebol dos Bávaros corre contra o tempo para tentar encontrar um substituto à altura para tentar amenizar a crise que paira sobre o clube, que corre o risco real de não vencer um título sequer após 12 anos de conquistas seguidas.

“Em uma discussão boa e aberta, tomamos a decisão de encerrar nossa relação de trabalho por acordo mútuo no verão. Nosso objetivo é seguir uma nova direção futebolística com um novo treinador para a temporada 2024-25. Até então, cada indivíduo do clube é expressamente chamado a alcançar o máximo possível na Liga dos Campeões e na Bundesliga”, afirmou Dreesen.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo