Eurocopa 2024

Técnico da Itália provoca ‘supervalorizada’ Espanha antes de final antecipada da Euro

Luciano Spalletti fez questão de colocar a Espanha em seu lugar ao valorizar o trabalho de sua Itália antes do confronto decisivo na Eurocopa

Nesta quinta-feira (20), às 16h (horário de Brasília), a Itália enfrenta a Espanha, na Veltins-Arena, pela 2ª rodada do Grupo B da Eurocopa. E a partida tem tudo para ser uma ‘final antecipada' do torneio.

Favoritas ao título, Squadra Azzurra e La Furia precisam apenas de uma vitória para garantir a classificação às oitavas de final da Euro. Antes da bola rolar, Luciano Spalletti fez questão de colocar o rival em seu devido lugar.

Durante coletiva nesta quarta-feira (19), o treinador da seleção italiana provocou a seleção espanhola ao mandar um recado bem direto: os Azzurri respeitam la Roja, mas o adversário não pode ser superestimado:

– Temos respeito, mas você não deve se crer melhor do que é, porque também temos a possibilidade de fazer nosso jogo. A Espanha não é a única seleção que joga um belo futebol, há outras. Não se supervalorizem.

O técnico da Itália deixou claro que também vai impor seu jogo para tentar superar a Espanha. Ciente da escola de sucesso de La Furia Roja, Luciano Spalletti também explicou como irá montar a Squadra Azzurra.

Itália já sabe o que precisa fazer

Após ser campeão da Serie A com o Napoli – encerrando um jejum de 33 anos sem o scudetto -, Spalletti assumiu o comando da Itália em agosto de 2023 com uma missão bem clara: recuperar o protagonismo.

Apesar de serem os atuais campeões da Eurocopa, os Azzurri sequer classificaram para a Copa do Mundo 2022. Isso também aconteceu no Mundial de 2018, quando a seleção italiana ficou pelo caminho nas Eliminatórias.

Em seu primeiro compromisso de renome à frente da Itália, o técnico já sabe o que precisa fazer para fazer um jogo de igual para igual com a Espanha.

Luciano Spalletti quer que a Squadra Azzurra mantenha o mesmo ritmo aplicado na vitória sobre a Albânia por 2 a 1, na estreia da Euro:

– Quero ver uma Itália que repita o bom desempenho que apresentou contra a Albânia, apesar de ter pela frente uma das maiores escolas de futebol do mundo. O segredo é jogar um bom futebol, segurando mais a bola. Queremos pressioná-los. Não podemos jogar apenas no contra-ataque.

A ideia do treinador da seleção italiana é tentar propor o jogo sempre que possível, e não entregar a bola nos pés da seleção espanhola. Até porque, La Roja se consagrou nas últimas décadas justamente por ter a posse de bola.

A preocupação de Spalletti com a Espanha

Muito influenciada pelo tiki-taka, a Espanha viveu o momento mais vencedor de sua história a partir de 2008. De lá para cá, La Furia conquistou duas Euros (2008 e 2012) e uma Copa do Mundo (2010).

A receita para isso era bem simples: um jogo repleto de troca de passes, com bastante paciência para encontrar o caminho rumo ao gol. Na opinião do treinador da Itália, quase nada mudou após 15 anos.

Luciano Spalletti expôs sua preocupação com a seleção espanhola, destacando que a seleção italiana precisará lidar também com a velocidade do rival:

– Estou convencido de que, se lhe dermos a bola, sairemos mal. Vamos tentar fazer nosso jogo e controlar a partida. Acho que a Espanha não mudou. Eles têm um estilo ofensivo, pressionam alto. As vezes teremos que sofrer.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus CristianiniRedator

Jornalista formado pela Unesp, com passagens por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia. Na Trivela, é redator de futebol nacional e internacional.
Botão Voltar ao topo