Eurocopa 2024

Real Madrid vê plano traçado para Arda Güler funcionar perfeitamente na Turquia

Meia de 19 anos sofreu com lesões na última temporada, mas se forteleceu fisicamente e brilha na Eurocopa

Ao ver as seleções classificadas para as quartas de final da Eurocopa 2024, enxergamos uma “intrusa”, a Turquia. Não é sem méritos que os turcos chegaram até ali, mas as expectativas não eram essas.

Para alcançar tal fase, o selecionado treinado pelo italiano Vincenzo Montella avançou em segundo no grupo F e eliminou a sensação Áustria no jogo mais legal do mata-mata.

Só perdeu uma vez, 3 a 0 para Portugal na segunda rodada dos grupos e, óbvio que não por coincidência, foi o único jogo que a joia Arda Güler, de 19 anos, não começou dentre os titulares – por risco de lesão, entrou faltando 20 minutos para acabar.

O meia do Real Madrid vem justificando todas as expectativas depositadas nele. Guler abriu o torneio com um golaço de fora da área, que encaminhou a vitória contra a Geórgia, além de participar dos dois gols no 2 a 1 sobre a Áustria.

O desempenho em alto nível surpreende diante das dificuldades físicas enfrentadas pelo jovem nos últimos meses. Isso porque o turco vem de uma temporada de estreia na Espanha marcada por lesões. Tudo muito bem planejado para o que o Real pensou para a joia, conforme publicou o jornal espanhol Marca.

Transformação física de Güler ajuda Turquia, e Real agradece

O garoto turco chegou à Madri no meio do ano passado por 20 milhões de euros (cerca de 120 milhões de reais, de acordo com a cotação atual) pagos ao Fenerbahçe. No entanto, logo na pré-temporada, sofreu uma grave lesão no joelho e outros problemas físicos em sequência.

Até então com peso de apenas 62 quilos, o meia iria receber um tratamento especial do clube para ganho de força, mas foi adiado por conta das lesões.

Demorou muito, enfim, até Arda vestir oficialmente a camisa blanca, em janeiro, o que veio junto de um plano de fortalecimento do atleta.

Ele passou a fazer exercícios de ginástica para aumentar a massa muscular, especialmente na parte inferior do corpo para impedir futuras lesões.

Em novembro do ano passado, Montella se reuniu com o técnico do Real, Carlo Ancelotti, para que o craque chegasse com tudo na competição de seleções.

Se mostrou uma aposta certeira: o atleta ganhou oito quilos de músculos e nesta Eurocopa já mostra estar menos franzino, mais forte e capaz de sustentar duelos físicos – tem média de dois desarmes por jogo, o segundo no elenco turco.

Em quatro partidas no torneio, atuou 252 minutos, mais do que a metade em todo 2023/24 (440).

Tecnicamente, se mostra muito diferente. Canhoto, com a bola colada no pé, tem capacidade de superar adversários no drible, encontra ótimos passes e ainda mostra qualidade na finalização.

Com um time montado ao seu redor, não teme a responsabilidade e colocou a bola embaixo do braço para cobrar os dois escanteios que resultaram nos gols turcos na classificação para as quartas.

A lição vinda dos colegas no Real Madrid

Güler deve ter aprendido muito ao ver os companheiros extremamente vencedores no Real Madrid ainda correrem e se dedicarem como se fossem garotos.

– Todos [no Real] vão para os treinos com concentração e disciplina, isso é algo que aprendi aqui e que me ajuda a melhorar ainda mais a cada dia. Eles têm um caráter incrível, nunca aceitam a derrota, são muito ambiciosos. – disse o jovem ainda antes da temporada passada acabar.

O jovem turco, com o mental fortalecido após os altos e baixos dos últimos meses, passará por uma provação na próxima temporada.

Chegaram ao clube espanhol Kylian Mbappé e Endrick, dupla que pode atrapalhar o meia de jogar com a camisa blanca.

Para o setor ofensivo, além dos citados, o Real conta com Vinicius Júnior, Rodrygo, Jude Bellingham e Brahim Díaz, ainda com Federico Valverde às vezes utilizado como meia pela direita.

Neste cenário, Güler estaria no mesmo patamar de Endrick, talvez um pouco acima, mas com cinco colegas à frente na disputa por uma vaga no ataque.

Tudo isso serão questões para Ancelotti resolver a partir de agosto. Até lá, Arda Güler quer brilhar ainda mais com a Turquia e seguir surpreendendo na Euro 2024.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Nascido e criado em São Paulo, é jornalista pela Universidade Paulista (UNIP). Já passou por Yahoo!, Premier League Brasil e The Clutch, além de assessorias de imprensa. Escreve sobre futebol nacional e internacional na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo