Copa Ouro

Honduras atropela Granada, enquanto Catar e Panamá fazem um empate cheio de gols

Hondurenhos atropelam na sua estreia, enquanto os panamenhos buscaram o empate três vezes diante do convidado Catar

Honduras estreou na Copa Ouro com uma vitória avassaladora sobre Granada. Jogando em Houston, os hondurenhos venceram Granada por 4 a 0, com uma grande participação de Jerry Bergston. O atacante marcou o primeiro gol e teve uma boa atuação na vitória, que só se transformou em goleada nos minutos finais da partida.

LEIA TAMBÉM: 15 jogadores que merecem destaque na Copa Ouro de 2021

Os dois goleiros foram acionados desde o começo do jogo, mas Luis Lopez, de Honduras, mostrou mais segurança. Aos 28 minutos, Jerry Bergtson abriu o placar, aproveitando uma falha terrível de Reice Charles-Cook.

O segundo gol só saiu no começo do segundo tempo. Aos sete minutos, Edwin Solano recebeu assistência de Deybi Flores e tocou na saída do goleiro. No final do jogo, aos 40 minutos, Johnny Leverson ampliou o placar depois de receber de Alexander López e marcar, também tocando na saída do goleiro. Por fim, aos 42 minutos, Romell Quioto recebeu de Alberth Elis e mais uma vez venceu o goleiro de Granada.

Os três gols de Honduras que o time construiu foram pela esquerda, aproveitando a fragilidade e o espaço dado por Granada na partida. Os hondurenhos, assim, assumem a liderança no Grupo D.

Catar e Panamá empatam por 3 a 3

Hassan Al Haydos, camisa 10 do Catar, comemora seu gol de pênalti com cavadinha (Imago / OneFootball)

O Catar estava programado para jogar a Copa América 2020, mas desistiu da participação depois do adiamento por causa da pandemia de COVID-19. Vir para a América do Sul não parecia a melhor das ideias mesmo, ainda que um ano depois. Mas na Copa Ouro, onde também atuaram como convidados, eles participaram. E estrearam nesta terça-feira à noite, com um empate por 3 a 3 com o Panamá.

E olha que no primeiro tempo os dois times saíram sem fazer gols. As equipes trocaram chances, tentaram, mas pararam nas defesas ou nos goleiros adversários. Foi só no segundo tempo que o festival de gols começou. O primeiro vaio aos dois minutos. Depois de cruzamento da esquerda e uma bola ajeitada para o meio, Akram Afif finalizou bonito para marcar 1 a 0 para os campeões asiáticos.

Nem deu tempo de comemorar por muito tempo. Logo a seis minutos, depois de escanteio com jogada ensaiada que Rolando Blackburn aproveitou para tomar de cabeça e marcar 1 a 1 no placar. Mais uma vez, a resposta viria rápido: Afif fez o passe para Almoez Ali recebeu em profundidade e finalizar forte, cruzado, e sem chance de defesa: 2 a 1, aos oito minutos.

A loucura continuou aos 13 minutos, quando Édgar Barcenas fez o cruzamento e Rolando Blackburn marcou mais uma vez, igualando o placar mais uma vez: 2 a 2. O Catar chegou ao terceiro gol aos 17 minutos. Desta vez, de pênalti, Hassan Al Haydos cobrou com uma categoria imensa, com cavadinha, e marcou 3 a 2 para os asiáticos. Mas o jogo ainda tinha mais um capítulo, este sim o final: também de pênalti, Eric Davis marcou e cravou 3 a 3 no placar.

Na próxima rodada, Granada enfrenta o Catar no dia 17, sábado, quando o Panamá enfrenta Honduras. Os dois jogos serão novamente em Houston, no Texas.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo