Copa Ouro

Matt Turner foi o herói dos EUA, que venceram o clássico contra o Canadá rumo às semifinais da Copa Ouro

Matt Turner pegou dois pênaltis contra os canadenses e encaminhou a classificação do time B dos Estados Unidos, que faz bom papel no torneio continental

Os Estados Unidos dominam a Concacaf nos últimos anos, mas chegaram à Copa Ouro sem grandes obrigações. O US Team priorizou a disputa da Liga das Nações, conquistada em meados de junho, e mandou uma equipe B para o principal torneio continental. Mesmo assim, os EUA fazem uma campanha irretocável na Copa Ouro e seguem com chances claras de título. Nas quartas de final, neste domingo, os americanos pegaram o Canadá – que também poupou suas principais estrelas, mas manteve um número maior de jogadores da base titular. Apesar disso, o US Team avançou numa dramática disputa por pênaltis, após o empate por 2 a 2 com bola rolando. Seu herói foi justamente o “mais titular dos convocados”, o goleiro Matt Turner, que defendeu dois pênaltis canadenses e assegurou o triunfo por 3 a 2 na marca da cal.

Os Estados Unidos dominaram o Canadá durante os 90 minutos, mas com problemas para abrir o placar. O gol do US Team saiu apenas no fim do segundo tempo. Depois de algumas boas chegadas, Brandon Vázquez anotou de cabeça aos 43 minutos. Porém, o Canadá conseguiu ressuscitar nos acréscimos, numa partida em que só tinha dado duas finalizações até então. Um pênalti bobo por toque de mão dos americanos permitiu a Steven Vitória balançar as redes aos 48.

A prorrogação era animada. O goleiro Dayne St. Clair fez boas defesas para o Canadá. E os Canucks viraram o placar aos quatro minutos do segundo tempo extra, numa ótima jogada individual de Jacob Shaffelburg. No entanto, cinco minutos depois, os EUA tiveram a sorte do seu lado. Num chute defendido por St. Clair, a bola rebateu em Scott Kennedy e entrou nas próprias redes. Gol contra. A sobrevida levou a definição para os pênaltis e o US Team contou com seu goleiro. Matt Turner defendeu as duas primeiras cobranças canadenses, enquanto Charles-Andreas Brym ainda carimbou o travessão na última. Triunfo por 3 a 2, que leva os americanos para as semifinais, em busca do segundo título consecutivo na Copa Ouro.

EUA x Panamá e México x Jamaica

O adversário dos Estados Unidos na semifinal é o Panamá, que busca sua primeira decisão na Copa Ouro desde 2013. A Maré Vermelha não tomou conhecimento do Catar e aplicou uma sonora goleada por 4 a 0 ainda no sábado. Yoel Bárcenas abriu o placar de cabeça aos 19 minutos, num primeiro tempo de mais chances dos panamenhos. De qualquer maneira, o placar elástico se deu na segunda etapa, muito por conta de Ismael Díaz. O ponta começou seu show aos 11 minutos, com o segundo gol num contra-ataque. Díaz assinalou mais um aos 18, numa sobra na área. Já a tripleta do camisa 11 estava completa aos 20, graças a um chute rasteiro. Os catarianos foram um saco de pancadas na metade final, sem funcionar a defesa de Carlos Queiroz.

Já do outro lado da chave, o México confirmou seu favoritismo sobre a desfalcada Costa Rica, com a vitória por 2 a 0. O primeiro tempo não teve muitas finalizações, mas os dois times criaram chances para marcar e pararam nos goleiros. A vitória de El Tri só começou a se delinear no início do segundo tempo, com um pênalti sofrido por Henry Martín. Orbelín Pineda converteu com enorme categoria aos sete minutos. Os Ticos tentaram o empate, mas sem pontaria. Os mexicanos fecharam a conta aos 42, num contragolpe em que Roberto Alvarado avançou à linha de fundo e rolou para a conclusão de Érick Sánchez.

O desafio do México será bem maior nas semifinais, contra a Jamaica. Os jamaicanos têm decisões recentes na Copa Ouro, com os vices em 2015 e 2017, mas possuem um elenco mais qualificado e competitivo neste momento – especialmente pelos jogadores da Premier League. Os Reggae Boyz também aproveitaram um caminho mais aberto nas quartas, com a vitória por 1 a 0 sobre a Guatemala, surpresa na fase de grupos. O primeiro tempo teve equilíbrio e muitas chegadas, mas poucas chances concretas. O gol decisivo saiu aos seis do segundo tempo. Demarai Gray deu uma enfiada excelente e o lateral Amari'i Bell se infiltrou na área, com a finalização no canto. Andre Blake fez defesas importantes na meta jamaicana, enquanto Leon Bailey perdeu chance clara para o segundo.

Quando acontecerão as quartas de final da Copa Ouro

  • 12/07, quarta-feira, 20h30 – Estados Unidos x Panamá
  • 12/07, quarta-feira, 23h00 – Jamaica x México

*Partidas transmitidas pelos canais ESPN e pelo Star+

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo