Brasileirão Série A

Com história inusitada de superação, Caíque ganha titularidade e carinho da torcida do Grêmio

Titular e dono de boas atuações contra Goiás e Vasco, goleiro Caíque caiu nas graças da torcida do Grêmio após ganhar confiança de Renato

O final da temporada 2023 tem sido especial para o goleiro Caíque, do Grêmio. Após assumir a titularidade e ter tido boa atuação na vitória sobre o Goiás, que garantiu a classificação do Tricolor Gaúcho à Libertadores, o arqueiro de 26 anos voltou a se destacar no triunfo gremista sobre o Vasco da Gama, que marcou a despedida de Luis Suárez da Arena do Grêmio. Com apenas três jogos como titular, o Cat Black, como se autointitula, já caiu nas graças da torcida tricolor, que chegou a gritar seu nome em uníssono no último domingo (3).

História de Caíque é comovente

A história inusitada, de superação, e a personalidade de Caíque contribuem para esse carinho quase que instantâneo dos gremistas. Muito promissor no Vitória, o Cat Black viveu altos e baixos na carreira, e iniciou a temporada no Ypiranga, da Série C do Campeonato Brasileiro. Após se destacar contra o próprio Grêmio, no Gauchão, mandou mensagem para o vice-presidente de futebol Antônio Brum pedindo oportunidade. E ela apareceu.

A alegria de Caíque em sua chegada, e a emoção em seu primeiro jogo como titular, na vitória sobre o Cuiabá, comoveram. Quando olha para o telão da Arena do Grêmio, no momento de cantar o hino nacional, um filme passa pela cabeça do Cat Black. Que também não esconde a satisfação de jogar ao lado de um craque do futebol mundial como Suárez.

Caíque tem passado mais segurança do que o contestado Gabriel Grando

Mas nada disso bastaria se Caíque não fizesse bem seu trabalho embaixo das traves. E apesar de um ou outro deslize, talvez fruto do nervosismo, o goleiro passou mais segurança, especialmente na bola aérea, do que o contestado Gabriel Grando, que para muitos perdeu a titularidade tardiamente.

Pode-se discutir o quanto o fato de o Grêmio ter a quarta pior defesa do Campeonato Brasileiro, com 54 gols sofridos em 37 jogos, passa por Grando. Mas os números jogam a favor de Caíque. Nos três jogos em que atuou, contra Cuiabá, Goiás e Vasco, todos na Arena do Grêmio, o Tricolor Gaúcho venceu. E Cat Black só foi vazado contra o Esmeraldino.

Nesse mesmo jogo, quando o Grêmio perdia por 1 a 0, Caíque fez grande defesa em cabeçada à queima-roupa de Vinicius, atacante do Goiás, no início do segundo tempo. Poucos minutos depois, Ferreira e Cristaldo construíram a virada por 2 a 1. A vitória por 1 a 0 sobre o Vasco também foi garantida a partir de espetacular intervenção do Cat Black, nos acréscimos da segunda etapa, em chute colocado e rasteiro de Praxedes.

— Estava me preparando o tempo todo. Quando o Renato optasse por me colocar em campo, eu estaria pronto. Graças a Deus tive essa segunda oportunidade em sequência, e pude fazer meu melhor dentro de campo, ajudar o Grêmio da melhor forma possível — comemorou Caíque em entrevista na zona mista da Arena do Grêmio após a vitória sobre o Vasco.

Caíque quer ficar, mas Grêmio também deve buscar outro goleiro

Mesmo com bom desempenho, Caíque ainda não tem permanência garantida para 2024. Isso dependerá de renovação de contrato, já que este se encerra no próximo dia 31 de dezembro. O goleiro já deixou claro seu desejo.

— Agora é deixar na mão do meu empresário, o Lucas [Leiva], para ver com o presidente [Alberto Guerra]. Mas minha vontade, já deixei claro, é de que quero ficar. Quero viver ainda mais essa atmosfera, aqui dentro do clube, na Libertadores — destacou Caíque.

Nos bastidores do Grêmio, crescem especulações sobre a venda de Grando, que pelos 23 anos é visto como importante ativo do clube. Por outro lado, o Tricolor Gaúcho deve buscar um goleiro afirmado. De acordo com Jeremias Wernek, de GZH, o nome que mais interessa é o de Santos, que está sem espaço no Flamengo.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho. Formado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Antes de escrever pela Trivela, esteve na Rádio Grenal e na RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo