Brasileirão Série A

Grêmio vence apatia inicial, confirma vaga na Libertadores e rebaixa o Goiás

Apático, Grêmio saiu atrás no primeiro tempo, mas virou com gols de Ferreira e Cristaldo, garantiu vaga na Libertadores e rebaixou o Goiás

O Grêmio está de volta à Copa Libertadores da América. Apático, o Tricolor Gaúcho incomodou sua torcida no primeiro tempo, mas virou no segundo e, com a vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, na noite desta quinta-feira (30), em Porto Alegre, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, garantiu matematicamente uma vaga na principal competição continental em 2024.

Com o resultado, o Tricolor Gaúcho segue na 5ª colocação, mas agora com 62 pontos, o que significa que não pode mais ser alcançado pelo Athletico-PR, primeiro time fora do G-6 que não tem presença garantida na Libertadores do ano que vem. Por outro lado, o Goiás, que é o 18º colocado, com 35, é a terceira equipe a ter rebaixamento sacramentado para a Série B do ano que vem.

Renato surpreende com Caíque e Nathan Fernandes entre os titulares

O técnico Renato Portaluppi surpreendeu na escalação inicial do Grêmio. Não no esquema tático, que voltou a ser o 4-2-3-1, mas nas peças. Caíque começou no gol no lugar de Gabriel Grando, e o jovem Nathan Fernandes foi titular do profissional pela primeira vez, na ponta esquerda. Ambos tiveram boas atuações. Apesar de alguma demora para sair debaixo das traves no gol do Goiás, o goleiro fez boas intervenções ao longo do jogo, e um milagre em cabeçada de Vinicius no segundo tempo. Já o atacante, ainda que tenha recebido cartão amarelo bobo por deixar o braço no rosto do adversário, deu chapéu, foi incisivo pelos lados e criou boas oportunidades.

Apático, Grêmio faz péssimo primeiro tempo, e Goiás sai na frente

O Grêmio até começou o jogo em cima, como era esperado. Aos 3 minutos, Carballo cruzou fechado da direita, mas a bola passou por Suárez e Nathan Fernandes, que não conseguiram concluir. Um minuto depois, após novo cruzamento vindo da direita, Carballo cabeceou na segunda trave, mas Lucas Halter afastou.

Porém, essa pressão inicial do Grêmio foi ilusória. O Tricolor errava demais, principalmente com jogadores visados pela torcida, como Fábio, Bruno Alves e Galdino. Por outro lado, com o rebaixamento próximo, o Goiás parecia jogar sem muita responsabilidade. Saía jogando com troca de passes, superando com alguma facilidade a primeira linha de marcação do Grêmio, e mantinha a posse de bola na maior parte do tempo.

O jogo era de poucas emoções na Arena. Sabendo que o protagonismo deveria ser de sua equipe, a torcida gremista não demorou para ficar incomodada. Aos 27 minutos, as primeiras vaias foram ouvidas. E foi logo após elas que o Goiás abriu o placar. Em lançamento de Bruno Melo, Palacios desviou de cabeça, e Morelli, em posição legal, avançou sozinho e bateu na saída de Caíque, que demorou a sair.

Imediatamente após o gol, Renato mandou os reservas para o aquecimento. Insatisfeito, não esperou muito para mexer. Aos 34, Ferreira ingressou no lugar de Galdino, com Nathan Fernandes passando para o lado direito. Mas o Grêmio seguia apático. Aos 36, Vinícius arrancou com liberdade pela esquerda, trouxe para dentro e rolou de calcanhar para Palácios. Perto da pequena área, o camisa 10 argentino foi abafado por Caíque, que fez importante defesa para salvar o Grêmio. Dois minutos depois, Morelli pegou sobra de bola parada e mandou sobre o gol.

O Tricolor só voltou a finalizar nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 41, Suárez lançou Reinaldo no lado esquerdo da grande área, mas o lateral finalizou fraco, o que facilitou a defesa de Tadeu. Aos 46, Suárez e Cristaldo foram travados em tentativas de fora da área. Na sequência, Cristaldo cruzou, e Carballo cabeceou para defesa de Tadeu. O final do primeiro tempo foi marcado por muitas vaias da torcida gremista na Arena do Grêmio.

Grêmio vira logo no início do segundo tempo

Renato promoveu mais duas trocas na volta para o segundo tempo: Gustavo Martins improvisado na lateral-direita, no lugar de Fábio, e Pepê, recuperado de lesão, na vaga de Carballo.

As primeiras chances da segunda etapa foram do Goiás. Logo com um minuto, Luis Oyama arriscou de fora da área, e Caíque deu um tapa pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Vinicius desviou de cabeça, sozinho, na primeira trave, e Caíque fez espetacular em cima da linha.

Praticamente em seu primeiro ataque no segundo tempo, aos 4 minutos, o Grêmio chegou ao gol de empate. Reinaldo encontrou Suárez, que deu de primeira para Ferreira, infiltrando no lado esquerdo da grande área. O camisa 10 matou no peito, cortou a marcação de Lucas Halter e mandou no ângulo esquerdo de Tadeu.

Aos 7, Vinicius sentiu a parte posterior da coxa ao receber lançamento na ponta esquerda e precisou ser substituído. Breno Herculano entrou em seu lugar, e Mário Henrique também aproveitou para colocar Apodi na vaga de Palácios.

Pouco tempo depois, aos 10, o Grêmio conseguiu a virada em um presente de Bruno Melo. O zagueiro rebateu de cabeça para trás, no pé de Cristaldo, que acertou bonito chute, de primeira,  de perna direita, para colocar o Tricolor Gaúcho em vantagem.

Nos minutos seguintes à virada, Grêmio baixou o bloco de marcação e o Goiás passou a ficar mais com a posse de bola. Aos 22, Morelli chutou rasteiro, de fora da área, e Caíque caiu no canto direito para fazer boa defesa.

Apostando nos contra-ataques e em jogadas de velocidade, o Tricolor quase ampliou um minuto depois. Nathan Fernandes tabelou com Suárez, cortou a marcação e bateu para grande defesa de Tadeu. No rebote, Maguinho travou providencialmente Ferreira.

Nathan Fernandes infernizava a vida do Goiás pelo lado direito de ataque do Grêmio. Aos 25, o garoto cruzou rasteiro na segunda trave, e Lucas Halter mandou pela linha de fundo antes que Suárez conferisse para as redes.

Tadeu voltou a evitar o terceiro gol tricolor aos 33. Suárez chutou rasteiro, da meia-lua da grande área, e o goleiro esmeraldino fez mais uma grande defesa. O Goiás tentou a resposta nos minutos seguintes, mas os chutes de Breno Herculano e Anderson, de fora da área, saíram sem direção.

Após Nathan Fernandes sair, muito aplaudido, para a entrada de André Henrique, Tadeu levou mais uma vez a melhor em duelo com Suárez, aos 40. El Pistoleiro recebeu passe em profundidade de Ferreira, no lado esquerdo da grande área, e chutou de canhota na saída do goleiro esmeraldino, que abafou bem para fazer nova defesa.

As poucas tentativas de reação do Goiás aconteciam pela esquerda, com Anderson. O ponta esmeraldino conseguiu cortar duas vezes a marcação gremista, mas não teve sucesso na continuidade. Aos 43, Bruno Melo pegou sobra e arriscou de muito longe, mas Caíque se esticou e encaixou com tranquiliade. Dois minutos depois, sedento pelo gol em seu penúltimo jogo na Arena, Suárez tentou surpreender Tadeu, por cobertura, mas o goleiro estava esperto.

Estatísticas – Grêmio 2 x 1 Goiás

Posse de bola: 50% x 50%

Chutes: 13 x 14

Chutes a gol: 7 x 6

Gols: Ferreira, aos 4′ do 2T, e Cristaldo, aos 10′ do 2T (GRE) Morelli, aos 28′ do 1T (GOI)

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho. Formado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Antes de escrever pela Trivela, esteve na Rádio Grenal e na RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo