Brasileirão Série A

Diniz admite preocupação com o Fluminense de 2024: ‘O culpado sou eu’

Tricolor volta a jogar mal e perder, e Fernando Diniz admite responsabilidade por desempenho e resultados abaixo dos últimos anos

O Fluminense jogou mal mais uma vez e foi derrotado pelo Botafogo em clássico no Estádio Nilton Santos. O Tricolor está mal no Campeonato Brasileiro, com apenas seis pontos em oito jogos e ocupa a 16ª colocação. Motivos de sobra para preocupar Fernando Diniz, que admitiu os problemas da equipe em 2024.

— A responsabilidade é minha. Eu sou o culpado — afirmou o treinador.

Questionado sobre os motivos que fazem a equipe que venceu e convenceu em 2022 e 2023 estar mal na temporada, Diniz assumiu a culpa.

— Não são os jogadores. Se tiver que escolher um culpado, sou eu. Estou aqui há dois anos e pouco e precisamos jogar melhor — resumiu.

Na avaliação do técnico, no clássico com o Botafogo, o placar foi menor do que a diferença entre as equipes. O técnico não poupou as palavras ao consentir que sua equipe poderia sofrer uma derrota pior no Nilton Santos.

— O Botafogo jogou melhor que a gente e mereceu ganhar, até de mais gols. Análise contundente do que definiu o jogo é isso. Tiveram mais volume, correram mais, guerrearam mais e mereceram a vitória — opinou.

Diniz é contra, mas evita usar grama sintética como desculpa

A derrota foi mais uma do Tricolor para o Alvinegro, rival que ainda não venceu desde que o Nilton Santos passou a usar gramado artificial. A atuação do Flu foi tão ruim, entretanto, que Fernando Diniz evitou usar a grama sintética como desculpa.

— Não foi por isso que perdemos. Não dá para falar de campo quando a gente tem uma performance abaixo como a gente teve hoje. Mas hoje não é o melhor dia para falar isso, porque a gente poderia ter jogado muito melhor mesmo na grama sintética — afirmou o treinador, que, por outro lado, voltou a criticar o piso.

— Eu sou terminantemente contra. Muda, é outro jogo. Muda muito. Campo sintético é rápido, os caras encharcam o campo e favorece. É o mesmo que jogar na altitude — afirmou.

Diniz vê ‘falha coletiva’ em novo gol sofrido na bola aérea

O gol da vitória do Botafogo foi o 14º sofrido pelo Fluminense no Campeonato Brasileiro, número que dá ao time a segunda pior defesa de toda a competição. Mais uma vez, o Tricolor foi vazado em uma jogada aérea, o que Diniz chamou de “falha coletiva”.

Fluminense sofreu mais um gol de jogo aéreo contra o Botafogo - Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC
Fluminense sofreu mais um gol de jogo aéreo contra o Botafogo – Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

— Tá sendo treinado e muito. O Botafogo teve outras maneiras de fazer gol na gente, especialmente de transição e bola longa. Mas bola parada a gente treinou sistematicamente para não tomar gol. Foi uma falha coletiva, mais uma que a gente tem na temporada, de bola aérea — opinou.

Como está o Fluminense em 2024

Próximos jogos do Fluminense

Veja os próximos confrontos do Fluminense na continuação da temporada:

  • Fluminense x Atlético-GO — Campeonato Brasileiro — sábado, 15 de junho — 21h (de Brasília);
  • Cruzeiro x Fluminense — Campeonato Brasileiro — quarta, 19 de junho — 21h30 (de Brasília).
Foto de Caio Blois

Caio Blois

Jornalista pela UFRJ, pós-graduado em Comunicação pela Universidad de Navarra-ESP e mestre em Gestão do Desporto pela Universidade de Lisboa-POR. Antes da Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo