Brasileirão Série A

O motivo por trás da mudança de tom de Fernando Diniz no Fluminense

Fernando Diniz admite mau momento do Fluminense após derrota dura para o Corinthians e semana cheia de problemas no clube

Mais do que perder de 3 a 0 para o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, no domingo (28), o Fluminense viu na Neo Química Arena que está sem rumo em 2024. Irregular, com desempenho ruim e sem dar resultado em campo, o Tricolor parece um rascunho do time que conquistou a Libertadores no ano passado. Não à toa, Fernando Diniz admitiu a má fase.

Corinthians
28/04/24 - 16:00

Finalizado

3

-

0

Fluminense

Corinthians - Fluminense

Brazil Serie A - Neo Quimica Arena

4° Turno

Depois de muitas vezes usar um tom mais forte, questionar a imprensa e defender seu elenco, Diniz, dessa vez, reconheceu que o Flu não vive bom momento. O técnico vê sua equipe “em busca de ajustes”.

— Não é por conta do jogo de hoje, por conta do ano que a gente está fazendo que está abaixo. Tanto em termos de resultado como em termos de performance. E tirando a semana que a gente decidiu a Recopa, a gente está jogando abaixo, jogando abaixo em rendimento e em resultado — disse o treinador em sua coletiva.

Por que Fernando Diniz mudou o tom no Fluminense

Além dos resultados e do desempenho estarem aquém do esperado, a semana turbulenta mexeu com o ambiente do clube. Após afastar quatro jogadores por indisciplina, o Fluminense perdeu André, lesionado. Os problemas se somaram e a derrota para o Corinthians só aumentou a crise.

Não à toa, Fernando Diniz mudou de tom. O técnico está insatisfeito com as atuações do time, e o elenco, por outro lado, vive momentos de pressão depois de uma temporada inesquecível em 2023. Mas agora é hora de deixar isso no passado e focar no presente.

— A gente está jogando abaixo do que a gente pode e tendo resultados abaixo do que a gente deve, as duas coisas. Mas a gente tem outra coisa que a gente precisa de consistência, a gente não tem. A gente precisa parar imediatamente de errar esse tipo de erro, que o modelo de jogo não permite. São erros muito fáceis de serem evitados, então isso é uma coisa. E outra coisa é saber que passou a Libertadores, que passou a Recopa, que o ano 2024 começou. A gente precisa melhorar bastante, principalmente no que diz respeito a parte tática, na construção — opinou.

Fluminense nega, mas problemas atrapalham clima

A semana pesada, claro, fez o Fluminense mudar muita coisa. Os constantes desequilíbrios causados por indisciplina, lesões e atuações ruins atrapalham o time, que passou a jogar com cada vez menos confiança. Se conquistou a Libertadores e a Recopa nos últimos meses, o clima é outro no CT Carlos Castilho.

Fernando Diniz conversa com os jogadores antes do treino de segunda-feira (22), já sem os afastados - Foto: MARINA GARCIA / FLUMINENSE F.C.
Fernando Diniz conversa com os jogadores antes do treino de segunda-feira (22), já sem os afastados – Foto: MARINA GARCIA / FLUMINENSE F.C.

O elenco se reapresenta nesta segunda-feira (29) e treina às 15h30 (de Brasília). O próximo jogo é contra o Sampaio Corrêa, na quarta-feira (1), às 16h, no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo, pela Copa do Brasil.

O clube maranhense vendeu o mando de campo da partida, e o Tricolor ficará mais um período em terras capixabas, onde também enfrenta o Atlético-MG, no sábado (4), às 16h (de Brasília), pelo Campeonato Brasileiro.

Próximos jogos do Fluminense

Veja os próximos confrontos do Fluminense na continuação da temporada:

  • Sampaio Corrêa x Fluminense — Copa do Brasil — quarta-feira, 1º de maio — 16h (horário Brasília);
  • Fluminense x Atlético-MG — Campeonato Brasileiro — sábado, 4 de maio — 16h (horário de Brasília);
  • Colo-Colo x Fluminense — Libertadores — quinta-feira, 9 de maio — 21h (horário de Brasília).
Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo