Libertadores

Bastidores: como afastamento de jovens repercutiu no elenco do Fluminense

Marcelo faz piada em vídeo, mas elenco do Fluminense também teve conversas sérias entre lideranças e comissão técnica para manter bom ambiente

O Fluminense se prepara para enfrentar o Cerro Porteño pela Libertadores, mas a ida ao Paraguai foi cercada de polêmicas. Antes de anunciar os relacionados para a viagem para Assunção e, posteriormente, São Paulo, onde o Tricolor pega o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro na sequência, o clube soltou uma nota oficial na que informou o afastamento de quatro jovens. O restante do elenco, claro, não passou ileso ao assunto.

Ainda no embarque, o experiente Renato Augusto comentou o caso. O meia admitiu “surpresa” com o episódio ocorrido na concentração antes da vitória sobre o Vasco no final de semana.

— Faz tempo que a gente não vê coisas assim. É ruim para a imagem de todos, do clube, dos atletas. A situação é delicada, mas não podemos deixar que isso interfira no campo. Vamos focar no jogo de quinta-feira e não criar ainda mais problema — lamentou, ao canal Jornada 1902.

John Kennedy, Alexsander, Arthur e Kauã Elias foram afastados por indisciplina por tempo indeterminado pelo Fluminense por conta de uma festa feita no hotel em que o clube se concentrava. A Trivela apurou que a reincidência dos três primeiros foi o motivo da decisão conjunta de comissão técnica e diretoria.

Como elenco do Fluminense reagiu ao afastamento

Lideranças do elenco do Fluminense já sabiam do episódio de indisciplina dos jovens antes da decisão da diretoria. Felipe Melo, Marcelo, Ganso, Renato Augusto e Cano, entre outros, costumam ter preocupação grande com os mais jovens, e são constantemente vistos em rodas de conversas com eles, seja para orientações dentro de campo como também fora dele.

— Sempre tentamos ajudar os garotos. Vão aprender e vai ficar marcado no pensamento deles, que não têm que voltar a fazer isso — opinou Cano, já no Paraguai.

Embora Marcelo, Renato Augusto, Marquinhos e Douglas Costa tenham aparecido em vídeo fazendo piada com o aniversário do jovem Isaac, a conversa interna foi séria.

Parte do grupo teve uma conversa com os afastados antes mesmo de Fernando Diniz e comissão técnica. A diretoria apenas respaldou a decisão pelo castigo. O quarteto está afastado até que os jogadores que viajaram retornem. Só depois haverá uma nova reunião para decidir a duração da suspensão.

Fernando Diniz conversa com os jogadores antes do treino de segunda-feira (22), já sem os afastados - Foto: MARINA GARCIA / FLUMINENSE F.C.
Fernando Diniz conversa com os jogadores antes do treino de segunda-feira (22), já sem os afastados – Foto: MARINA GARCIA / FLUMINENSE F.C.

Na conversa, os jovens pediram desculpas às lideranças pelo ocorrido e assumiram a responsabilidade dos fatos. A Trivela procurou o Fluminense, que não irá se pronunciar sobre o caso para além da nota publicada.

O grupo concordou com a punição e voltou suas atenções para o confronto na Libertadores contra o Cerro Porteño, na quinta (24), às 19h, em La Nueva Olla, em Assunção, no Paraguai. O clima segue bom entre os jogadores, que fizeram piada também de um suposto rompimento entre experientes e jovens baseado em boatos de redes sociais.

John Kennedy vira ‘decepção’ para lideranças do Fluminense

Um caso em especial magoou bastante os principais jogadores do elenco: John Kennedy. Mais experiente entre os afastados, o atacante convive com casos de indisciplina, mas gozava da confiança dos mais velhos.

O jovem de 21 anos é visto internamente como um jogador diferente tecnicamente, e seu esforço nos treinamentos faz muitas vezes com que o clube releve episódios fora de campo. A Trivela ouviu algumas pessoas do dia a dia do Fluminense que usaram a palavra “decepção” para falar do jogador.

Fluminense afastou John Kennedy e mais três jogadores por indisciplina - Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Fluminense afastou John Kennedy e mais três jogadores por indisciplina – Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Ninguém no CT Carlos Castilho, entretanto, trata o atacante ou os outros três afastados como “casos perdidos”.

A ideia é que os quatro jogadores aprendam com a punição, que lhes tirará de dois jogos importantes. Arthur e Kauã Elias ganhavam espaço no banco de reservas. Alexsander e John Kennedy, voltavam a ser mais utilizados saindo do banco depois do destaque em 2023. O quarteto segue rotina normal de treinamentos no clube até o retorno do elenco principal.

Veja relacionados do Fluminense para enfrentar Cerro Porteño

  • Goleiros: Fábio, Felipe Alves e Vitor Eudes
  • Defensores: Antonio Carlos, Calegari, Diogo Barbosa, Felipe Andrade, Felipe Melo, Guga, Justen, Manoel, Marcelo e Samuel Xavier
  • Meias: André, Lima, Martinelli, PH Ganso, Renato Augusto e Terans
  • Atacantes: Douglas Costa, Germán Cano, Isaac, Jhon Arias, Lucumí, Marquinhos e Matheus Reis

Fluminense tenta manter liderança do grupo A da Libertadores

O Fluminense é o líder do grupo A da Libertadores com 4 pontos em dois jogos. O Tricolor continua invicto e joga para manter sua liderança na chave. O Cerro Porteño é o terceiro colocado com três pontos e briga para subir na tabela. Na noite de terça (23), Colo-Colo e Alianza Lima empataram sem gols no Chile e seguem como segundo e quarto colocado, respectivamente.

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo