Brasileirão Série A

Nova derrota do Corinthians em sua Arena é simbólica e prolonga sofrimento do seu torcedor em 2023

Caso tivesse somado apenas um ponto diante do Internacional, Corinthians teria zerado suas chances de queda no Campeonato Brasileiro

O Corinthians se despediu da Neo Química Arena com uma derrota para o Internacional. O revés foi um balde de água fria no torcedor e até mesmo o elenco que almejava, para essa última partida em casa, resultado e desempenho melhores levando em conta a boa vitória diante do Vasco, em São Januário.

Com segunda derrota seguida dentro de casa, dentre tantas coisas que o Timão perdeu na temporada de 2023, uma delas parece ter sido a força nas partidas realizada na Neo Química Arena Para o treinador corintiano, alguns jogadores se inibem ao jogar diante do seu torcedor, mas segundo ele isso é um problema temporário:

– O fator casa é importantíssimo no futebol brasileiro. A maioria das equipes tem aproveitamento alto em casa. Em determinados momentos isso se torna uma pressão, você não consegue conviver com isso porque (jogar em casa) deveria ser positivo, mas alguns jogadores acabam se inibindo um pouco mais. É só temporário. Vamos voltar a vencer como sempre vencemos, no ano que vem será diferente. – disse Mano Menezes

 

Jogando em casa, Corinthians teve mais empates do que vitórias 

O fator casa sempre foi uma carta na manga do Corinthians em qualquer competição que disputasse. Na Neo Química Arena, diante do seu torcedor, o Timão tinha a confiança para conseguir os resultados necessários e até mesmo algumas viradas mais que improváveis, mas nesta temporada as coisas não foram tão boas assim.

Segundo o levantamento feito pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), dos 19 jogos disputados em Itaquera, o Corinthians somou 28 pontos. A equipe mais empatou do que venceu: 10 empates e apenas seis triunfos, além de 3 derrotas. Uma delas foi a humilhante derrota para o Bahia por 5 a 1. Esses números fazem o Timão o líder em empates como mandante.

Se comparado ao Campeonato Brasileiro do ano passado, com os mesmo 19 jogos, a equipe somou 40 pontos em casa, ou seja, mais que a metade deste ano, Em 2022 foram 12 vitórias, três derrotas e somente 4 empates. Números que deixam mais do que claro como a temporada de 2023 do Timão foi caótica e decepcionante.

Corinthians só deve sofrer na última rodada caso aconteça uma hecatombe na rodada 

A situação do Timão estaria pior se o time também tivesse saído com um resultado ruim de São Januário, mas a derrota para o Internacional ainda deixa o sinal de alerta ligado dentro do clube contra o rebaixamento, já que ao que tudo indica neste ano a taxa de corte será maior do o que famigerado número mágico de 45 pontos. Hoje a equipe alvinegra soma 47 e ainda pode ser alcançada pelos times que vêm atrás.

O próprio Romero, que mais uma vez balançou a rede para o Timao, pregou que o elenco ainda não poderia relaxar. Para ele, neste ano seria necessário mais pontos para escapar definitivamente:

-Não, eu acho que não (o resultado não garante a permanência do Corinthians na Série A), ainda não. Esse ano, vai ser mais de 45 pontos para permanecer. Vamos precisar de mais de 45 pontos. – disse o paraguaio

Caso tivesse somado apenas um ponto diante do Internacional, a permanência da equipe na Série A já estaria garantiria, mas a derrota colocou uma vírgula onde seria ponto final. Para que o rebaixamento do Timão aconteça, será necessária uma combinação quase que improvável de três resultados na 37ª rodada: Bahia e Vasco vencerem seus jogos, e o Santos pelo menos empatar.

Caso essa hecatombe realmente aconteça, o Corinthians vai ao Paraná enfrentar o já rebaixado Coritiba ainda na briga contra o rebaixamento, em plena última rodada, cenário que o torcedor alvinegro quer evitar de qualquer forma.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância, paixão que se tornou profissão. Além do futebol me mantenho por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhei como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo