Brasileirão Série A

Corinthians precisa transformar erros de 2023 em lições para 2024 e esse é o grande desafio de Mano Menezes

Sob nova direção, Corinthians 2024 é repleto de dúvidas que Mano Menezes parece estar focado em resolver

Agora com o fim do Campeonato Brasileiro e consequentemente o término da temporada de 2023, a casa que o Corinthians alugou na cabeça do torcedor com preocupações e muita decepção, por enquanto pode ser esvaziada. O time promete passar por mudanças nas próximas semanas mirando uma temporada melhor em 2024.

Mesmo que a maior pressão tenha caído sobre elenco e diretoria nos últimos dois meses, se analisarmos o todo, a temporada do Timão foi mais do que decepcionante, e o que levou a isso foi uma sequência de decisões erradas que afetou diretamente o desempenho dentro de campo.

Mano Menezes, que assumiu o elenco em setembro de 2023 após a saída de Luxembrugo, deixou claro durante a coletiva de imprensa depois da vitória sobre o Coritiba que todos no clube ficaram insatisfeitos com o trabalho apresentado:

— Ninguém no Corinthians ficou satisfeito com essa temporada no final, mas todos sabemos como o futebol é. Se elencar jogadores do grupo, todos tinham expectativa bastante boa e grande, o futebol tem a realidade dura, às vezes as coisas se encaixam, ou não. Modificações de rota trazem mais inconstância, e quando você vê, está por um objetivo mínimo de permanecer.

Corinthians disputou cinco competições e teve desempenho frustrante em todas

A insatisfação de todos não é para menos, já que nesta temporada, o Corinthians disputou cinco campeonatos: Paulistão, Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Libertadores da América e Copa Sul-Americana. A campanha do time em nenhuma delas pode ser classificada como boa, já que mesmo quando foi longe (alcançou duas semifinais), o a trajetoria terminou de forma bem decepcionante. .

Eliminado em todas as competições mata-mata, o Corinthians aos poucos foi sucumbindo à péssima gestão da diretoria, e, diante da única competição que restou, foi caminhando a passos largos para a pior campanha no Campeonato Brasileiro em sua história. Em algumns momentos, o clube teve pior desempenho do que em 2007, quando foi rebaixado para a Série B.

Nas simulações feitas pelo torcedor que temia um segundo rebaixamento, a aposta era que o time venceria os jogos em casa e no melhor dos mundos empataria uma ou outra partida fora da Neo Química Arena, mas não foi bem o que aconteceu. A reação que manteve o alvinegro na Série A aconteceu longe dos seus domínios: triunfos diante de Cuiabá, Grêmio e Vasco, já sob comando de Mano Menezes, foram essenciais para manter o clube na elite do futebol brasileiro.

Temporada 2024 é uma incógnita, mas por enquanto o torcedor vai precisar “viver no escuro”

Agora é hora do Corinthians realizar um balanço, sem se esquecer do que aconteceu neste ano, tomando como lição para as próximas temporadas. 2024 segue sendo uma grande dúvida para todos que compõem o ambiente do clube, desde os funcionários, passando por torcedores e chegando aos atletas. Isso porque o Timão vai passar por uma grande mudança administrativa sob o comando de Augusto Melo, que, quando eleito, prometeu um “choque de gestão”:

– O Corinthians terá o maior choque de gestão já visto dentro desta instituição, pode ter certeza. Desta vez com pessoas qualificadas, técnicas. Isso aqui é uma grande empresa e precisa de pessoas profissionais, capacitadas para tirar o clube desta situação – disse Augusto Melo.

Sem possuir certezas de quem vai e de quem fica, Mano Menezes deve se reunir nos próximos dias com o novo presidente para começar a esboçar o futuro do Corinthians, que disputará quatro campeonatos (Campeonato Paulista, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana). O treinador declarou que vai até adiar as férias para focar no processo de reformulação do clube:

— Vamos trabalhar um assunto bem complexo, que é saber quem fica, quem sai primeiro, e isso tem relação com quem chega, não é simples. Pretendo estar junto com as pessoas do Corinthians nos próximos dias, prefiro ficar sem férias nos próximos dias do que ficar sem paz na retomada. É hora de acelerar o processo, de recuperar o tempo perdido.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo