Brasil

Preocupa? Atlético-MG deve ter menos de 20 jogadores à disposição durante Copa América

Partida contra o Sport alertou, mais uma vez, para o elenco curto do Atlético, que vai diminuir ainda mais durante a Copa América

A derrota contra o Sport na última quarta-feira (22) chamou atenção da torcida do Atlético-MG por conta do elenco curto que Milito tinha à disposição. Como, por exemplo, nenhum volante no banco. A situação para o treinador argentino deve ficar mais apertada ainda durante a disputa da Copa América no próximo mês.

Contra o Sport, Milito não tinha o meia/lateral Rubens e os volantes Otávio e Paulo Vitor à disposição, todos por lesão. Além disso, o zagueiro Jemerson virou desfalque certo por já estar negociado como Grêmio. De última hora, o argentino perdeu Hulk, que nem viajou para o Recife para resolver problemas pessoais, e o também zagueiro Bruno Fuchs, que teve problemas estomacais e também não pôde atuar.

Diante desse cenário, Milito iniciou o jogo com o volante Battaglia na zaga, recuando Alan Franco para fazer o primeiro volante, função que era de Otávio. No banco, nenhuma opção de meia defensivo. Na verdade, só um meia à disposição, que era Pedrinho — que é ofensivo e está praticamente fora dos planos do clube.

Durante o jogo, Milito basicamente só pôde acionar jovens: Rômulo, zagueiro de 20 anos (que fez só seu segundo jogo como profissional); Alisson, ponta de 18 anos; Cadu, atacante de 19 anos; e Palacios, de 21 anos (que fez sua estreia pelo Galo). A única exceção foi Igor Rabello, que já tem 29 anos.

A falta de opções para o treinador já era tema debatido há semanas, principalmente após a lesão de Otávio, e ficou evidente na partida contra o Sport. E a vida de Milito pode ficar ainda mais difícil durante a Copa América.

Mais três desfalques certos

Durante a Copa América, o Atlético terá mais três desfalques no seu elenco. O lateral-esquerdo Guilherme Arana disputará o torneio pela Seleção Brasileira. Com Rubens, seu substituto, lesionado, o Galo não tem outro jogador para a posição. Scarpa, titular pela direita, deve ser improvisado na esquerda durante esse período.

Além de Arana, Alan Franco também deve disputar a competição, mas pelo Equador. A convocação equatoriana ainda não foi divulgada, mas o volante atleticano é figurinha carimbada e deve estar na lista. Para um time que já não tinha ninguém à disposição na função, perder mais um nome pode ser desastroso.

Por fim, o chileno Eduardo Vargas, principal substituto do ataque, está na pré-lista de sua seleção para o torneio. Sem ele, sobram no ataque o quase nunca utilizado Alan Kardec, e os jovens Cadu e Isaac.

Elenco do Atlético com menos de 20 peças?

É comum os times no Brasil terem elencos com 30 jogadores em média. Excluindo os goleiros, o Galo tem hoje 26 nomes em seu elenco, somando os que estão disponíveis no momento, os lesionados e o futuros convocados. Atualmente, 22 estão em condições de jogo, mas só 16 atuam regularmente.

Se analisarmos só os jogadores que atuam com mais frequência, durante a Copa América o Atlético terá só 13 atletas desses, ou seja, quase não tem um time completo. Incluindo os que não atuam regularmente, o número sobe para 20.

O já desfalcado 11 inicial contra o Sport, que vai perder Arana, Franco e Vargas (AGIF/Icon Sport)

Dentre os jogadores que não atuam, estão dois laterais: o experiente Mariano, de 37 anos, que vem em queda de rendimento desde a última temporada e, quando entra, faz a função de zagueiro pela direita, e o jovem Vitor Gabriel, que consta como jogador do time principal, mas está atuando pelo Sub-20 no momento.

No meio-campo, Pedrinho,  única opção do setor no último jogo, está emprestado até o fim de junho e não terá o contrato renovado. O jogador já está praticamente descartado, e não atuou nem 45 minutos com Milito. Outro que sequer estreou é o jovem Robert, destaque no Mineiro pelo Athletic, que está em fase de adaptação, já que teve um salto muito grande na carreira e não estava preparado (principalmente fisicamente) para tal.

No ataque, Alan Kardec puxa a fila dos inutilizados. O experiente centro-avante atuou por apenas 11 minutos com Milito e já parecia carta fora do baralho desde a época de Felipão. Outros que pouco atuam são os jovens Isaac (15 minutos na temporada) e Brahian Palacios, que chegou em março e só estreou justamente no último jogo, contra o Sport.

Entre os lesionados, só Paulo Vitor deve voltar nas próximas semanas. Mas, vale lembrar, ele é um jovem jogador, com pouca experiência no profissional e que sofreu uma grave lesão. Não deve (e nem pode) ser a solução.

O elenco do Atlético durante a Copa América

Goleiros Zagueiros Laterais Volantes Meias Pontas Atacantes
Everson (T) Bruno Fuchs (T) *Saravia (D/T) *Battaglia (T) Zaracho (T) Scarpa (T) Hulk (T)
Matheus Mendes (R) Igor Rabello (O) Mariano (D/O) **Paulo Vitor (O) Igor Gomes (T/R) Alisson (R) Paulinho (T)
Gabriel Delfim (O) Mauricio Lemos (O) Vitor Gabriel (D/NJ) Pedrinho (NJ) Palacios (O) Cadu (R)
Gabriel Átila (O) Rômulo (O) Robert (NJ) Isaac (NJ)
Alan Kardec (NJ)

T: Titular — R: Reserva — O: Opção — NJ: Não Joga — *Joga como zagueiro — **Voltando de lesão

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo