Ásia/Oceania

Jorge Jesus é implacável: Al-Hilal vence Al-Fayha no Saudita e chega a 20 jogos de invencibilidade na temporada

O Mister é um dos responsáveis diretos pelo sucesso do Al-Hilal, que está com 100% de aproveitamento desde a lesão de Neymar

Nesta sexta-feira (29), o Al-Hilal venceu o Al-Fayha por 2 x 0, no Estádio Príncipe Faisal bin Fahd, em Riade, pela 19ª rodada do Campeonato Saudita. Com o resultado, a equipe de Jorge Jesus se manteve na liderança isolada da competição com 53 pontos, 10 a mais que o vice-líder Al-Nassr, que ainda joga na rodada. Já os visitantes ficaram na 12ª posição com 19 pontos.

Mais do que isso, o Al-Hilal continua invicto na Saudi Pro League. E muito disso passa pelo trabalho do Mister, que conseguiu 100% de aproveitamento nos últimos 20 jogos, juntando todas as competições (Copa do Rei Saudita e Champions League Asiática). O período coincide com a ausência de Neymar, que sofreu uma grave lesão no joelho a serviço da Seleção Brasileira e só deve voltar a jogar em meados de 2024.

Como foi Al-Hilal x Al-Fayha pelo Campeonato Saudita

Como esperado, o Al-Hilal dominou o jogo mesmo jogando na casa do Al-Fayha. Aos seis minutos, Al-Dawsari carregou a bola da esquerda para o meio e, da meia-lua, arriscou a finalização. Mas a bola foi para fora. Cinco minutos depois, Abdulhamid fez um cruzamento do lado direito em direção à segunda trave e encontrou Kanno, que cabeceou por cima do travessão.

A resposta do adversário aconteceu aos 18 minutos, em um gol certo perdido pelo Al-Fayha. Em rápida progressão ofensiva, um passe de letra desmontou a defesa do Al-Hilal. Onyekuru driblou o marcador e passou a bola para Mandash, livre na grande área. Só que, cara a cara com o goleiro, ele chutou por cima. A “sorte” é que o impedimento foi marcado na origem da jogada.

No lance seguinte, o time de JJ acertou o travessão após cobrança de escanteio. A bola chegou em Kanno, que testou firme para o gol, mas sem balançar as redes. Somente aos 29 minutos o Al-Hilal voltou a incomodar, quando Abdulhamid cruzou da direita para Milinkovic-Savic. Ele cabeceou no cantinho, mas o goleiro foi buscar. No rebote, Michael finalizou à queima-roupa, mas também parou no arqueiro.

Já aos 31 minutos da etapa inicial, Al-Dawsari construiu boa jogada individual e enfiou um bolão para Mitrovic dentro da área. O centroavante bateu firme por baixo, mas viu ela explodir no pé da trave. Nove minutos depois, Sakala pedalou dentro da área e quase finalizou, mas não conseguiu abrir o placar para o Al-Fayha ao acertar a rede pelo lado de fora.

No último lance dos acréscimos, Abdulhamid foi até à linha de fundo e cruzou por baixo para Al-Dawsari, que estava livre de marcação perto da grande área. Mesmo assim, o capitão do Al-Hilal conseguiu perder um gol feito ao chutar a bola por cima do travessão. E isso foi tudo até a ida para o intervalo.

Sem inspiração, mas efetivo

A equipe de Jorge Jesus voltou para o 2º tempo na mesma pegada, controlando a posse de bola. Apesar disso, não conseguiu criar tantas chances de gol. O Al-Fayha, por sua vez, sequer finalizou na metade final da partida. Somente aos 13 minutos, Milinkovic Savic recebeu cruzamento rasteiro vindo da linha de fundo. Dentro da grande área, ele chutou de primeira no canto, mas foi parado pelo goleiro.

Aos 19 minutos, Michael aproveitou sobra na área e finalizou, mas também em cima do arqueiro rival. O jogo ficou morno, sem emoções, tanto que apenas aos 33 minutos o time do Mister voltou a atacar. Mitrovic recebeu um cruzamento da direita e cabeceou perigosamente, mas viu a bola passar tirando tinta do travessão.

A rede só foi balançar aos 40 minutos da etapa final, quando Aibulayhi venceu uma bola alta após ela ficar dando sopa pelo alto dentro da área. Ele só teve o trabalho de vencer o goleiro quase embaixo das traves para marcar o primeiro gol. No último lance do jogo, o Al-Fayha teve a capacidade de fazer um pênalti, que foi cobrado por Mitrovic. Ele não desperdiçou e deu números finais à partida.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo