Libertadores

Calleri persegue marca de Ceni e reforça São Paulo em primeira decisão na Libertadores

Recuperado de lesão, argentino está a dois gols de virar maior artilheiro do São Paulo na competição

O São Paulo vive nesta quarta-feira (29), a partir das 21h30 (horário de Brasília), a sua primeira decisão na Libertadores 2024. O Tricolor depende de uma vitória simples sobre o Talleres no MorumBIS para garantir a liderança do Grupo B e a consequente vantagem de mando de campo nas oitavas de final. Será preciso destronar o atual líder, invicto até agora na chave. E para isso, a equipe de Luis Zubeldía conta com o retorno de Jonathan Calleri.

O centroavante volta a ficar à disposição exatas três semanas após sofrer uma lesão de grau 2 na panturrilha direita na vitória por 3 a 1 sobre o Cobresal, no Chile. A recuperação, aliás, foi em tempo muito menor do que o esperado e só não causa surpresas no São Paulo, porque se trata justamente de Calleri.

Pela gravidade da lesão, a projeção era de pelo menos 30 dias de tratamento. Em 14 dias, o argentino já estava liberado pelo departamento médico e entregue à preparação física. Desde então, o camisa 9 cumpriu à risca a rotina de atividades programada. Voltou a treinar ainda na última semana e participou de todas as sessões previstas.

— Calleri vai bem. A ideia é que duas ou três sessões antes da partida contra o Talleres. Só não posso te dizer os minutos. Aí será um trabalho de equipe entre DM, jogador e corpo técnico. Mas ele está bem — adiantou o técnico Luis Zubeldía após a vitória sobre o Águia de Marabá.

Calleri próximo de recorde de Luis Fabiano e Rogério Ceni

Ainda resta saber se o centroavante terá condições de iniciar entre os titulares — a tendência é de que ele seja alternativa no banco de reservas e entre no decorrer da partida. Mas o retorno do camisa 9 deve ser festejado, porque quando o assunto é Libertadores, pode tocar no Calleri, que é gol.

O argentino está muito perto de ultrapassar Rogério Ceni e Luis Fabiano para se tornar o maior artilheiro estrangeiro do São Paulo na competição continental. O centroavante soma 12 gols em 15 jogos de Libertadores pelo São Paulo. Está a apenas dois de distância dos goleadores máximos.

Artilheiros do São Paulo na Libertadores

  1. Luis Fabiano — 14 gols em 24 jogos (2004, 2013 e 2015)
  2. Rogério Ceni — 14 gols em 90 jogos (2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2013 e 2015)
  3. Calleri — 12 gols em 15 jogos (2016 e 2024)
  4. Pedro Rocha — 10 gols em 23 jogos (1972 e 1974)
  5. Müller — 10 gols em 29 jogos (1987 e 1992-1994)
  6. Palhinha — 10 gols em 28 jogos (1992-1994)

Para Calleri, se isolar na artilharia realmente parece questão de tempo. O centroavante disputa a competição pela segunda vez com a camisa são-paulina. Na primeira, em 2016, empilhou nove gols na campanha do Tricolor até a eliminação para o Atlético Nacional na semifinal.

Em 2024, já são três gols marcados em três jogos. Calleri balançou as redes nas duas vitórias sobre o Cobresal (2 a 0 no Morumbis e 3 a 1 no Chile) e também na vitória por 2 a 0 sobre o Barcelona-EQU, em Guayaquil. Não à toa, ele acaba de se isolar como maior artilheiro estrangeiro do São Paulo na Libertadores.

Do que o São Paulo precisa para ser líder do Grupo B?

O São Paulo chega à última rodada do Grupo B na segunda colocação, com dez pontos. O Talleres é o líder da chave, com 13. Ao Tricolor basta uma vitória simples no confronto direto para encerrar a fase de grupos na liderança, devido à diferença no saldo de gols.

Hoje, o Talleres tem saldo de seis gols, contra cinco do São Paulo. Com uma vitória por um gol de diferença, o Tricolor “inverte” esta conta: vai a seis de saldo e deixa a equipe argentina com cinco. Vale lembrar que os dois clubes já estão classificados às oitavas de final.

> Os próximos três jogos do São Paulo:

  • São Paulo x Talleres — Libertadores — quarta-feira, 29 de maio, às 21h30 (horário de Brasília) — Transmissão: TV Globo (TV aberta) e Paramount + (Streaming);
  • São Paulo x Cruzeiro — Brasileirão — domingo, 2 de junho, às 18h30 (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura).
  • Inter x São Paulo — Brasileirão — quinta-feira, 13 de junho, às 20h (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura)
Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Jornalista pela PUCRS, é setorista de Seleção e do São Paulo na Trivela desde 2023. Antes disso, trabalhou por uma década no Grupo RBS. Foi repórter do ge.globo por seis anos e do Esporte da RBS TV, por dois. Não acredite no hype.
Botão Voltar ao topo