Copa do Brasil

Em treino de luxo, São Paulo passeia sobre o Águia e avança na Copa do Brasil

Lucas e Erick marcam os gols de um São Paulo que não fez força para vencer o Águia no MorumBIS

O São Paulo podia se dar ao luxo até de perder por um gol de diferença, que mesmo assim garantia a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Mas o atual campeão da competição fez o que se acostumou a fazer sob o comando de Luis Zubeldía: venceu — e com autoridade, em ritmo de treino. Com Lucas Moura como grande atração em uma equipe quase toda reserva, o Tricolor passeou em campo para construir a vitória por 2 a 0 sobre o Águia de Marabá, nesta quinta-feira (23), no MorumBIS.

Lucas, de pênalti, e Erick marcaram os gols da classificação são-paulina às oitavas de final da Copa do Brasil. E o Tricolor também embolsa R$ 3,465 milhões como premiação da CBF pela vaga. O adversário na próxima fase será conhecido em sorteio a ser realizado pela entidade. Os jogos estão previstos para as semanas dos dias 31 de julho e 7 de agosto.

São Paulo faz o esperado e transforma jogo em treino de luxo

A vantagem após a vitória por 3 a 1 no jogo de ida era tamanha, que Luis Zubeldía se deu ao luxo de escalar um São Paulo quase todo reserva, com Lucas Moura como grande atração da noite. E mesmo com esta formação alternativa, o Tricolor fez o que dele se esperava: transformou a partida em um jogo de ataque contra defesa e teve um domínio avassalador sobre o Águia, mesmo em ritmo de treino.

Os números estão aí para provar. Foram 15 finalizações, três grandes chances criadas e um total de 71% de posse de bola no primeiro tempo. O São Paulo empilhou oportunidades de gol do início ao fim para construir os 2 a 0 parciais com que desceu para o intervalo — um placar magro, perto do volume ofensivo são-paulino. Em alguns momentos, faltou pontaria. André Silva perdeu chance na pequena área, Patryck acertou a trave e Luiz Gustavo levou muito perigo em chute de fora da área.

Em outros momentos, o Tricolor só não abriu o placar, porque o goleiro Axel emulou o alemão Manuel Neuer. Aos 17 minutos, André Silva aproveitou sobra em chute de Galoppo e finalizou da pequena área. O camisa 1 fez uma grande defesa, e a bola voltou para o centroavante cabecear para o que parecia um gol certo. Só parecia. Axel conseguiu reagir e operou um verdadeiro milagre.

Lucas marca seu terceiro gol no ano; o terceiro de pênalti

Coube à estrela da noite abrir caminho para o que já era uma vitória anunciada do São Paulo. Aos 33, Erick invadiu a área e foi derrubado. Pênalti, convertido por Lucas Moura com muita categoria. Foi o terceiro gol marcado pelo camisa 7 no ano. O terceiro em uma penalidade.

— Muito feliz. Marcar um gol é sempre especial aqui no Morumbis, com o São Paulo, é mais especial ainda. Eu estava adiando esse gol para o meu filho, ele tinha me dado uma dancinha nova ali, eu tinha que fazer esse gol para ele. Mas muito feliz, eu estava ansioso para poder jogar novamente, ficar de fora é ruim demais, feliz de estar podendo iniciar. Acho que a equipe está se comportando bem, vamos descansar aí para voltar para o segundo tempo e confirmar essa vitória — disse o atacante.

O gol deixou a vida do São Paulo ainda mais confortável. Tão confortável, que Ferraresi se sentiu seguro para fazer às vezes de lateral-direito após um desarme na intermediária ofensiva. Ele avançou e cruzou na medida para o baixinho Erick completar de cabeça e fazer o segundo gol na partida.

Segundo tempo vira mero protocolo

Os 45 minutos finais de jogo no MorumBIS se arrastaram como mera formalidade para decretar oficialmente a classificação do São Paulo às oitavas de final da Copa do Brasil. O Águia até ameaçou vez que outra, mas Jandrei sequer fez uma defesa na segunda etapa, e o Tricolor sempre esteve perto de um terceiro gol. Ele só não saiu antes, porque Galoppo não estava em sua noite mais inspirada.

O argentino teve algumas chances de marcar, e na mais clara delas, chutou para fora após Axel espalmar a bola em seus pés dentro da pequena área. Juan até fez o que seria o terceiro gol já nos acréscimos da segunda etapa. O atacante recebeu na área, limpou a marcação e finalizou de pé esquerdo, sem chances para o goleiro rival. Ele se ajoelhou e beijou o escudo na comemoração. Mas o árbitro assinalou falta na origem do lance.

> Os próximos três jogos do São Paulo:

  • São Paulo x Talleres — Libertadores — quarta-feira, 29 de maio, às 21h30 (horário de Brasília) — Transmissão: TV Globo (TV aberta) e Paramount + (Streaming);
  • São Paulo x Cruzeiro — Brasileirão — domingo, 2 de junho, às 18h30 (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura);
  • Inter x São Paulo — Brasileirão — quinta-feira, 13 de junho, às 20h (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura).
Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo