Argentina

Após sonhar com Suárez, River Plate anuncia Borja como novo camisa 9

Após uma longa negociação, River Plate chega a acordo com Junior Barranquilla e Palmeiras e contrata Borja até 2025

O River Plate sonhou com Luis Suárez, mas acordou com Miguel Borja. O colombiano é o novo camisa 9 do clube do Monumental de Núñez, após uma longa negociação com o Junior Barranquilla. Aos 29 anos, Borja será a nova referência ofensiva dos Millonarios, que perderam Julian Álvarez, vendido ao Manchester City. O jogador assinou contrato até dezembro de 2025 com a mensagem: “Uma nova história a escrever”.

Houve uma tentativa de convencer Luis Suárez a rumar à Argentina e ao River, com o técnico Marcelo Gallardo e o dirigente Enzo Francescoli, que é uruguaio, em contato com o atacante da seleção uruguaia. No fim, após a eliminação do clube diante do Vélez nas oitavas da Libertadores, Suárez descartou ir para o River.

A transferência de Borja custará US$ 7 milhões ao River Plate para ter todos os direitos do atacante, que tinha partes iguais divididas entre Junior Barranquilla e Palmeiras, ou seja, o Palmeiras receberá US$ 3,5 milhões (equivalente a R$ 18,9 milhões na cotação atual). Segundo relato do Olé, a presença do clube brasileiro como detentor de parte dos direitos foi o que tornou difícil a negociação.

No Palmeiras, Borja passou longe do que se esperava quando foi contratado, em 2017. Após surgir como um nome badalado no mercado da América do Sul, contratado pelo Atlético Nacional para a fase final da Libertadores, com muitos gols na semifinal contra o São Paulo e na final contra o Independiente del Valle.

Foram 112 jogos pelo Palmeiras, com 36 gols (média de 0,32 por jogo). Embora tenha sido artilheiro da Libertadores em 2018 pelo clube, suas atuações foram muito abaixo do esperado, sem conseguir entregar o que se esperava dele. Acabou negociado primeiro para o Junior Barranquilla, por empréstimo, por um ano e meio, de janeiro de 2020 a junho de 2021. Foi emprestado ao Grêmio em agosto de 2021, mas acabou rebaixado no clube. Foi negociado em definitivo ao Junior Barranquilla em janeiro de 2022, com o clube brasileiro mantendo 50% dos direitos.

Pelo Junior Barranquilla, foram 59 jogos no total, com 35 gols marcados, média de 0,59 gol por jogo. Uma média bem mais próxima daquele período de estouro pelo Atlético Nacional, quando fez 27 jogos e marcou 17 gols, média de 0,63 gol por jogo. O River Plate é mais um clube que deve oferecer oportunidades para o colombiano, que terá uma responsabilidade grande.

Borja chegou ao Aeroporto de Azeiza, na Argentina, às 7h15 da manhã desta terça-feira vindo de Bogotá, onde fez escala do seu destino inicial de Barranquilla. Na Argentina não falou com a imprensa, mas falou com veículos colombianos no embarque.

“Foi um trabalho difícil junto com meu representante, que tem trabalhado em todo esse tempo. Eu simplesmente me dediquei a cumprir as instruções que eles me deram”, disse o atacante.

“Eu me dediquei a cumprir as instruções que me davam: o dia que tinha que treinar, ia; quando me davam autorização, ficava trabalhando com meu preparador físico, porque sempre fiquei trabalhando”, disse ainda o jogador.

Borja chega a um elenco que perdeu Julián Álvarez e ainda tem Braian Romero, que tem jogado mal, Lucas Beltrán, que voltou de empréstimo do Colón e ainda está se adaptando, e Matías Suárez, normalmente titular, mas que está lesionado.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo