Alemanha

Crise no Borussia não para em Terzić: agora, é o ídolo Hummels que se despede

Zagueiro teve problemas de relacionamento com treinador, afirmou que também deixará o clube

Um dia após o pedido de desligamento do técnico Edin Terzić, foi a vez do ídolo Mats Hummels afirmar que deixará o Borussia Dortmund em breve.

Em um comunicado publicado em suas redes sociais, o defensor disse ter sido uma honra ter vestido a camisa do clube alemão durante tanto tempo.

Hummels acompanhou boa parte do crescimento da equipe nos últimos anos, se tornando um símbolo da evolução do Dortmund, seja no cenário alemão ou internacional.

“Foi uma grande honra e uma alegria ter jogado pelo Dortmund por tanto tempo e ter conseguido acompanhar o crescmimento do clube desde janeiro de 2008, quando fomos 13º colocado (na Bundesliga daquele ano), para o que hoje é o Borussia Dortmund”, disse Hummels.

O clube alemão também fez um post homenageando o zagueiro, que ao longo do seu período na equipe disputou 508 partidas, marcando 38 gols, e contribuindo com 23 assistências.

Embora não tenha definido qual será seu futuro, Hummels rejeitou recentemente propostas dos Estados Unidos e da Arábia Saudita, e manifestou o desejo de permanecer na Europa.

Problemas internos desgastaram as relações no Borussia Dortmund

No dia 27 de maio de 2023, o Borussia Dortmund empatou em casa por 2 a 2 diante do Mainz, pela Bundesliga 22/23.

Era preciso uma vitória simples para selar o título após uma grande temporada, mas o resultado fez com que a taça fosse para as mãos do Bayern de Munique.

A imprensa local especula que os problemas de relacionamento expostos no final da atual temporada, começaram após o fim daquela Bundesliga. 

Em dezembro de 2023, Marco Reus manifestou os problemas com o treinador, que só manteve seu cargo por conta da boa campanha da equipe na Champions League.

As vitórias diante do Atlético de Madrid nas quartas de final, e frente ao PSG de Mbappé na semi, deram sobrevida ao comandante.

Foi de Hummels, aliás, o gol marcado no jogo da volta em Paris, na vitória por 1 a 0, que sacramentou a classificação do time alemão para a final da competição europeia.

Ao final da temporada, os problemas ficaram ainda mais expostos quando o zagueiro afirmou que só renovaria com caso Terzić fosse demitido. 

A diretoria do clube estava em uma situação complicada, já que Terzić tinha a confiança da alta cúpula do Dortmund, mas era claro que o elenco não gostaria mais de ter o treinador por mais um ano.

Terzić então pediu para sair, mas a repercussão do pedido de Hummels também fez com que o zagueiro reconsiderasse sua decisão, mesmo com a saída do treinador.

Diretoria lamenta saída de Hummels

Sebastian Kehl, ex-jogador e atual diretor-esportivo do Borussia Dortmund, lamentou a saída do zagueiro da equipe.

Segundo o dirigente, a equipe perderá uma grande personalidade para próxima temporada, e afirmou que o estilo de jogo do zagueiro de 35 anos revolucionou a posição no futebol atual.

— Com a saída de Mats (Hummels), certamente perdemos uma personalidade excepcional, talvez a última de seu tipo no futebol. Durante sua carreira, Mats não só deixou sua marca no clube, mas também no estilo de jogo dos zagueiros, levando-o a um novo nível — disse.

Legado de conquistas e títulos

Revelado no Bayern de Munique, Hummels chegou pela primeira vez ao Borussia Dortmund em 2008.

Entre indas e vindas por empréstimo, o zagueiro se firmou em 2009, disputando sete temporadas seguidas pelo time Aurinegro, retornando ao clube bávaro em 2016.

Mais três temporadas se passaram, e o defensor voltou novamente ao Signal Iduna Park em 2016, ficando na equipe até este momento. 

Campeão do Mundo com a seleção alemã em 2014, Hummels faturou duas Copas da Alemanha, dois títulos da Bundesliga, e três taças da Supercopa da Alemanha defendendo o Borussia Dortmund.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo