Alemanha

Bayern de Munique contrata Marcel Sabitzer, capitão do RB Leipzig

A um ano do fim do seu contrato, Sabitzer chega ao Bayern de Munique para reforçar as opções de meio-campo de Nagelsmann

O Bayern de Munique anunciou a contratação do meia austríaco Marcel Sabitzer, capitão do RB Leipzig. Aos 27 anos, o jogador era especulado desde o começo da janela para mudar de clube na Bundesliga e se integrar ao campeão alemão. A contratação acontece por € 15 milhões, com adicionais de desempenho. Ele assinou contrato por quatro temporadas, até dia 30 de junho de 2025, e recebeu a camisa 18 do Bayern.

LEIA TAMBÉM: Lewa quebra outro recorde insano de Gerd Müller: faz três contra o Hertha e chega a 16 jogos consecutivos marcando gols pelo Bayern

O preço baixo da contratação chama a atenção, mas há uma explicação: o contrato do austríaco só ia até junho de 2022. Sem acertar a renovação, o jogador poderia se acertar com outro clube a partir de janeiro e deixar o RB Leipzig ao final da temporada sem pagar qualquer valor de transferência ao RB Leipzig. Assim, o clube da Red Bull decidiu aceitar a proposta.

Sua saída é muito sentida pelo RB Leipzig. Além de capitão do time, Sabitzer é um dos jogadores com melhor desempenho na equipe já há alguns anos. Em Munique, ele reencontrará figuras bem conhecidas: o técnico Julian Nagelsmann, que o treinou até a temporada passada, e o zagueiro Dayot Upamecano, que também trocou o RB Leipzig pelo Bayern depois da temporada passada.

Sabitzer começou a carreira no Admira Wacker, em 2010, e depois brilhou pelo Rapid Viena, que o contratou em 2013. Ficou apenas um ano no novo clube e foi comprado pelo RB Leipzig, que o levou à Alemanha. Sua contratação custou apenas € 2 milhões na época e se enquadrava em um modelo muito claro dos clubes da Red Bull: contratar jogadores jovens e com potencial para desenvolvê-los. A ideia era manter Sabitzer, mas a vontade do austríaco era sair.

Sonho de criança

Sabitzer é apresentado no Bayern (divulgação / Bayern)

“Eu estou muito feliz de poder jogar pelo Bayern. Mesmo quando criança, eu ficava muito orgulhoso de vestir a minha camisa do Bayern e todo Natal eu ganhava uma nova. Darei tudo por este clube, quero vencer o máximo de jogos possíveis e, claro, ganhar muitos títulos”, disse Sabitzer, que confessou ser um torcedor do Bayern desde criança.

Na Bundesliga, Sabitzer tem 145 jogos e 32 gols. Também tem 21 jogos pela Champions League, com quatro gols marcados. Fez parte daquela campanha de 2019/20 quando o RB Leipzig foi semifinalista do torneio, perdendo para o PSG – que seria derrotado justamente pelo Bayern na final.

“Marcel Sabitzer oferece tudo que um jogador do Bayern precisa. Além disso, ele não precisará muito tempo para se adaptar, já que ele está bastante acostumado com a filosofia do nosso técnico Julian Nagelsmann”, afirmou o CEO do Bayern, o ex-goleiro Oliver Kahn.

LEIA TAMBÉM: Kimmich renovou com o Bayern até 2025, numa negociação que ele mesmo conduziu, sem intermediários

Onde Sabitzer pode jogar?

No início da sua carreira, Marcel Sabitzer atuava como um meia ofensivo, um camisa 10. No RB Leipzig, se estabeleceu como um meio-campista central, capaz de organizar o time com inteligência, mas mantendo intensidade. Além disso, é muito versátil: pode atuar pelos dois lados do campo, aberto como meia ou como ponta, mais como meio-campista ou mesmo como atacante.

Inicialmente, o jogador chega para ser uma opção a Joshua Kimmich e Leon Goretzka como meio-campista central. Eventualmente, pode ser aproveitado nas duas pontas, quando necessário, ou mesmo na posição de meia central, atrás do atacante.

O reforço aos bávaros é também um desfalque importante para o RB Leipzig, que perde o seu capitão e um jogador importante a um dia do final da janela de transferências. Veremos se o clube da Red Bull irá se movimentar no mercado para encontrar um substituto, ou se encontrará uma solução caseira.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo