Leste Europeu

Steaua é obrigado a jogar sem seu nome, escudo e cores depois de perder direito na justiça

Um dos mais tradicionais e vitoriosos clubes da Romênia teve que entrar em campo sem nome neste fim de semana. O Steaua Bucareste perdeu na justiça o direito de usar seu nome, escudo e cores. Isso mesmo: o clube não pode usar nada disso. Isso porque o clube tem a sua origem no exército romeno, do qual só se separou oficialmente em 1998. Só que uma ação na justiça do Ministério da Defesa levou à perda do direito do clube usar seu nome, escudo e cores. E neste domingo, a situação se tornou tão ridícula que o clube entrou com cores diferentes, com o escudo tampado nas camisas e sem nome.

EMOÇÃO: Um ano após ser ressuscitado em campo, alemão anota gol decisivo e emociona a todos
ARGENTINA: Riquelme voltou às origens para levar o Argentinos Juniors de novo à primeira divisão
JAPÃO: Gamba Osaka conquistou uma proeza para poucos: do acesso ao título em um ano

O jogo deste domingo foi contra o CSMS Iasi e foi o primeiro depois da decisão judicial. Então, o clube divulgou sua escalação seu o nome, apenas como “mandante”. No placar eletrônico, nada do nome do clube também. Na camisa, o amarelo, que é o uniforme dois do time, em vez do tradicional azul e vermelho. O banco de reservas teve que ter o escudo removido e até a flâmula do clube teve que ter o nome e escudo tampados. Uma situação para lá de estranha. E como faz para noticiar quem ganhou o jogo?

Placar do jogo não mostrou "Steaua", mas sim "mandante"
Placar do jogo não mostrou “Steaua”, mas sim “mandante”

Bom, a situação é bastante inusitada e o Steua Bucareste, dono de 25 títulos romenos e campeão da Copa dos Campeões da Europa em 1986, derrotando o Barcelona na final, pode nunca mais poder usar seu nome. Evidentemente, o clube entrou com um recurso contra a decisão. Vale lembrar que o clube tem como dono Gigi Becali, que está preso por sua atuação criminosa enquanto foi político no país. As polêmicas envolvendo o clube foram grandes desde que ele assumiu, em 2004, e esta é só a última delas em uma disputa na justiça pela marca do clube contra o Ministério da Defesa. Mas o bizarro da história é que o time poderá até mesmo perder os seus títulos romenos e da Champions League. Na quinta, o time joga contra o Dynamo Kiev e a Uefa permitiu que o clube use seus cores, escudo e nome no jogo.

Atualizado às 19h: O Ministério da Defesa cedeu um pouco em sua medida esdrúxula e o Steaua poderá utilizar de novo o seu nome, as suas cores e os seus símbolos – ao menos temporariamente.  Clube e Exército entraram em acordo para “não afetar o time no Campeonato Romeno e na Liga Europa”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo