Leste Europeu

Destaque na Rússia, Bitello está perto de título inédito com o Dínamo Moscou

Em sua primeira temporada na Europa, ex-meia do Grêmio é destaque do Dínamo Moscou, que depende apenas de si para conquistar o Campeonato Russo

Após ser vendido pelo Grêmio, em setembro de 2023, Bitello precisou de pouco tempo para se adaptar ao futebol europeu. Em sua primeira temporada no Velho Continente, o meia de 24 anos é um dos destaques do Dínamo Moscou, que depende apenas de si para, pela primeira vez em sua história, conquistar o Campeonato Russo.

Estou muito feliz, no meu primeiro ano poder já estar disputando para ser campeão é algo muito bom — comemora Bitello via assessoria de imprensa.

Depois da vitória por 4 a 1 sobre o Krylya Sovetov, com direito a um gol do meia brasileiro, no último sábado (18), o Dínamo Moscou chega na última rodada na liderança, com 56 pontos — dois a mais do que o Zenit. Com isso, será campeão se vencer o Krasnodar, que é o terceiro colocado, fora de casa, no próximo sábado (25), às 10h30 (horário de Brasília).

Se empatar, o Dínamo precisa contar com tropeço do Zenit, que recebe o Rostov, sétimo colocado, no mesmo horário. Em caso de derrota, o time de Bitello seria ultrapassado pelo próprio Krasnodar, que também torceria por um tropeço da equipe de São Petesburgo para ficar com o título.

Mesmo com menos jogos, Bitello igualou temporada mais artilheira no Grêmio

O decisivo sábado (25) na Rússia pode coroar uma ótima temporada de Bitello. O meia já mostrou suas credenciais logo de cara, ao marcar gol em sua estreia como titular, no empate em 1 a 1 justamente com o Krasnodar, pela Copa da Rússia, no dia 19 de setembro.

Esse foi o primeiro de dez gols de Bitello em 27 jogos até aqui pelo Dínamo Moscou — dois deles na vitória no clássico do segundo turno do Campeonato Russo, contra o CSKA Moscou. O meia igualou sua temporada mais artilheira pelo Grêmio, em 2022, quando marcou o mesmo número de gols, mas em 48 jogos.

Bitello promoveu rifa para ajudar vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Mesmo com o sucesso na Rússia, Bitello não esquece do Rio Grande do Sul, onde morou de 2019 a 2023. Diante das enchentes que assolaram o estado nas últimas semanas, deixando 162 mortos, 75 desaparecidos e 653 mil pessoas fora de casa, o meia buscou ajudar de alguma forma, ainda que do outro lado do mundo.

— Tenho amigos lá [no Rio Grande do Sul]. Nós temos que dar todo o apoio, eu mesmo estou ajudando, fiz uma rifa com uma camiseta do Dínamo. Estamos arrecadando dinheiro para repassar ao pessoal que está ajudando. Espero que todo mundo fique bem — torce Bitello.

Bitello pelo Dínamo Moscou

  • 27 jogos
  • 10 gols
  • 2 assistências
Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo