Leste Europeu

Do ouro olímpico para a Rússia: Claudinho é anunciado pelo Zenit

Destaque do Red Bull Bragantino, Claudinho vai para o Zenit por € 15 milhões e será companheiro de Malcom

O meio-campista Claudinho foi anunciado como novo reforço do Zenit, da Rússia, pouco depois de ser campeão olímpico pelo Brasil na Olimpíada de Tóquio 2020. O meia, de 24 anos, acertou contrato com o clube russo e será colega de time do seu companheiro de seleção olímpica, o atacante Malcom, autor do gol do título do Brasil, e que defende o clube russo desde 2019. A transferência foi acertada em € 15 milhões pela contratação do meia, que tentará mostrar que pode brilhar também no futebol europeu.

Nascido em São Vicente, Claudinho passou pelas categorias de base do Santos e do Corinthians, onde subiu para o time principal. Foi emprestado a Bragantino, Santo André, Ponte Preta, Red Bull Brasil e Oeste, antes de partir para Barança com o projeto do Red Bull Bragantino. Foi por lá que o meia despontou de vez em cenário nacional.

Na Série B de 2019, Claudinho foi uma das estrelas. Começou a campanha no banco, mas sob o comando de Antonio Carlos Zago que ele se tornou titular e destaque do time. Vestindo a camisa 10, o meia passou a chegar mais ao ataque e fazer gols. Foi fundamental na campanha do título da Série B naquela temporada.

Em 2020, já na Série A do Campeonato Brasileiro, Claudinho brilhou novamente. Terminou como artilheiro da competição, com 18 gols, empatado com Luciano, do São Paulo. O Red Bull Bragantino foi o 10º colocado. Acabou eleito o melhor jogador do campeonato, além da revelação, além do Prêmio Bola de Prata (seleção do campeonato) e Bola de Ouro (melhor jogador) da ESPN.

Pela seleção olímpica, Claudinho passou a ser parte do time na preparação em junho de 2021. Se a Olimpíada tivesse acontecido em 2020, ele não teria disputado, porque ainda não tinha brilhado como aconteceu em 2020. No total, pelo Red Bull Bragantino, foram 126 jogos, 32 gols e 25 assistências.

A ida para a Europa era especulada há muito tempo. Como tem 24 anos, era o momento de tentar um passo acima e o futebol europeu é o que oferece mais dinheiro para o Bragantino. “Nós esperamos que Claudinho, que acabou de ganhar a medalha de ouro junto com Malcom, fortaleça o ataque do Zenit e adicione habilidade de ataque ao time depois da saída de Sebastian Driussi [que foi para o Austin, da MLS]. Ele trará também mais variedade e energia ao time”, afirmou o diretor geral do Zenit, Alexander Medvedev.

O Zenit é o atual campeão russo e começou a campanha da atual temporada com três vitórias em três jogos, a mais recente delas neste sábado, diante do Krasnodar. O time também está na Champions League como o representante russo e jogará a fase de grupos do torneio europeu.

Além de Malcom, Claudinho terá outros dois companheiros brasileiros: o lateral esquerdo Douglas Santos, ex-Atlético Mineiro e medalhista de ouro também na Olimpíada, na Rio 2016, e Wendel, ex-Fluminense e Sporting, que chegou a fazer parte do ciclo olímpico rumo a Tóquio 2020. O volante é um dos destaques do clube russo.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo