Itália

Del Piero sobre crise na Juventus: “Aqueles com mais personalidade devem aparecer agora”

Um dos grandes atacantes da história da Juventus, Del Piero acredita que Allegri vai encontrar o caminho de tornar a Velha Senhora forte de novo

O início de temporada da Juventus é de crise. Um momento ruim da equipe, que parece ter problemas para encontrar a velha forma. O início de temporada titubeante, com um empate e duas derrotas, deixa uma sensação ruim. Primeiro, empatou com a Udinese, depois, perdeu do Empoli. Neste fim de semana, perdeu para o Napoli. Ainda teve que lidar com saída de Cristiano Ronaldo, que deixou o clube para voltar ao Manchester United. Para Alessandro Del Piero, lendário jogador dos bianconeri, é preciso paciência, mas também que os jogadores com personalidade apareçam neste momento.

“Estou surpreso pelo começo da Juventus, mas não pela derrota contra o Napoli”, disse Del Piero em entrevista à Sky Sport Italia. “Eu acho que eles estão pagando algumas coisas. Todo mundo está falando sobre Cristiano Ronaldo porque ele saiu nos últimos momentos e muitas outras coisas”.

“Com o retorno de Allegri, a Juventus precisa de tempo para voltar a diferentes hábitos. O Napoli deu um passo adiante com Spalletti”, afirmou o lendário ex-jogador da Juve. “Eles estão mais maduros, mesmo quando estavam perdendo, tentaram marcar de forma calma, com serenidade que é dada por um homem que é capaz de transferir esse sentimento”.

A Juventus estreia pela Champions League nesta terça-feira, contra o Malmö. Depois, no domingo, o adversário será o Milan, em Turim. Será o momento de encerrar a crise? “Certamente, os jogadores estão cientes da situação, os mais experientes terão um papel chave, assim como Allegri”, disse o jogador, em entrevista à Gazzetta dello Sport.

“É vital evitar qualquer referência ao passado, ao mercado, para quem sobrou. A única coisa que importa é quem está no time agora. O problema não é a tabela, mas o desempenho. Aqueles com mais personalidade devem aparecer agora”.

Sobre Cristiano Ronaldo: “O problema foi o fracasso do time”

É inevitável falar sobre a saída de Cristiano Ronaldo, que engrandeceu a lista de feitos no clube, mas não transformou a Juventus como se imaginava. Alessandro Del Piero, porém, tem uma visão otimista. O salário de Cristiano Ronaldo era muito alto e o jogador não queria ficar. E também acha que o ataque do time continua forte – agora formado por Paulo Dybala e Álvaro Morata.

“Eu não penso que deveríamos falar sobre não estarem preparados, mas sobre lidar com a realidade”, disse o jogador. “Obviamente, Cristiano Ronaldo não queria ficar, mas é óbvio que também é útil não pagar um salário tão pesado. Se a questão se refere a como ele foi substituído, eu diria que devemos nos medir com nossa capacidade financeira. O ataque da Juventus pode ser muito competitivo”.

“Ronaldo é um campeão e ele tinha que ser contratado. Além disso, o problema foi o fracasso do time em crescer em volta da superestrela”, analisou Del Piero. “Frequentemente julgamos os desempenhos de Cristiano de forma quase completamente separada da Juventus, o que sintomático que algo não funcionou”.

“O resultado na Europa não esteve à altura, mas se pensarmos que o Manchester City não conquistou a Champions League ainda, entendemos como investimentos não são sinônimos de vitórias”, declarou o ex-jogador.

Sobre Dybala: “Quanto mais livre ele fica, mais pode fazer a diferança”

Um dos jogadores que ganha espaço com a saída de Cristiano Ronaldo é Paulo Dybala, camisa 10 e um dos jogadores com mais talento no ataque. Para Del Piero, o atacante argentino, que veste o seu número, pode ser um protagonista na Juventus e acredita que a liberdade que ele ganhará pode ajudar a explorar o seu potencial.

“Na minha opinião, ele já ofereceu muito no passado. Ele pode voltar a esse nível. Você não joga com a pressão de vencer sozinho. Quanto mais livre ele fica, mais ele pode fazer a diferença, explorando o seu enorme potencial”, analisou Del Piero.

“Allegri tem ideias claras”

Para Del Piero, o retorno de Massimiliano Allegri para a Juventus é positivo, mas ressaltou que o técnico terá um trabalho enorme pela frente. “Gosto de Allegri, ele tem ideias claras. Ele não pode fazer milagres, porque ele é o primeiro a saber que os problemas da Juventus não podem ser resolvidos só pelo técnico”, disse. “O trabalho a ser feito é grande, tanto no vestiário quanto em campo”.

Champions League

A Juventus volta à Champions League nesta semana em um grupo que tem Chelsea, Zenit e Malmö. Para o ex-atacante, o Chelsea, atual campeão, segue como um dos favoritos a repetir o título. “O Chelsea tem uma qualidade extraordinária e fortaleceu o elenco. Eles estão na primeira fila junto com o Paris Saint-Germain”.

O Manchester City e o Bayern de Munique estão imediatamente atrás, então os outros times ingleses e espanhóis. Neste momento, os italianos estão atrás: nós estamos acostumados a começar com ideias melhores e custos mais baixos. Mas os valores do começo da temporada nem sempre correspondem ao resultado final”, disse o ex-Juve.

NA TV

Malmö x Juventus
Terça-feira, 14 de setembro, 16h – HBO Max

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo