Inglaterra

Sancho e agora Rashford: será que o problema do Manchester United não é Erik ten Hag?

Rashford foi pego numa festa e Sancho voltou para a Alemanha após problemas com Erik ten Hag, que precisa ser cobrado no Manchester United

Os problemas do Manchester United não parecem ter fim. Após sofrer na Copa da Inglaterra para eliminar o Newport que ocupa o meio da tabela da League Two, fora de casa, pela quarta fase da Copa da Inglaterra, os Red Devils se depararam com uma polêmica de bastidores. Isso porque Marcus Rashford, que não foi relacionado por Erik ten Hag alegando estar doente, foi pego numa festa na última quinta-feira (25).

Segundo o jornal The Athletic, o atacante perdeu o treino de sexta-feira (26) após comparecer a uma boate em Belfast, na Irlanda do Norte. Rashford chegou ao país na quarta-feira passada (24) para visitar Ro-Shaun Williams, ex-Manchester United e que foi contratado pelo Larne FC, atual campeão da liga. O camisa 10 dos Red Devils foi ao Thompson Garage e voltou para a Inglaterra no sábado (27) de manhã, em um avião particular.

No domingo (28), antes da partida, o Manchester United informou que Marcus Rashford esteve no CT de Carrington para treinar enquanto se recuperava. Nesta segunda-feira (29), o atacante se reapresentou normalmente com o restante do elenco para seguir o cronograma de atividades. Apesar disso, o técnico dos Red Devils declarou que vai resolver a situação com o jogador internamente:

“É um assunto interno. Ele alegou estar doente. Eu vou cuidar disso”, disse ten Hag após a partida contra o Newport pela FA Cup.

O problema é que o caso de Rashford é apenas mais um escândalo de bastidores no Manchester United. Antes do atacante inglês, o ‘bad boy' atendia pelo nome de Jadon Sancho, que se envolveu em inúmeros desentendimentos com Erik ten Hag até ser emprestado ao Borussia Dortmund, seu ex-clube, e onde vive boa fase. Por isso, a pergunta que fica é: será que o problema dos Red Devils não passa pelo treinador?

https://twitter.com/KevinAshford7/status/1750920726922527134

Erik ten Hag também é culpado pelo que acontece no Manchester  United

É verdade que o Manchester United não vem bem das pernas há algumas temporadas. Entre as trocas no comando técnico, Erik ten Hag chegou aos Red Devils em abril de 2022, quando assinou contrato até junho de 2025. De lá para cá, o técnico tem tentado promover uma reformulação, cuja primeira grande bomba foi deixar Cristiano Ronaldo fora dos planos.

Ídolo do Manchester United, o craque português perdeu espaço com ten Hag e acabou rescindindo seu contrato – o que abriu caminho para ele ir desbravar a Arábia Saudita no Al-Nassr. Outra novela que impactou os Red Devils nos últimos meses foi a questão Sancho. Em coletiva, o treinador alegou problemas de comportamento para não relacionar o atacante em uma partida no início de 2023/24, alegando atraso nos treinamentos.

Jadon Sancho, por sua vez, respondeu Erik ten Hag desmentindo as informações, argumentando que estava servindo de “bode expiatório” em meio à crise do Manchester United dentro e fora de campo. Por conta disso, o técnico dos Red Devils decidiu afastar o atacante do grupo principal, que tentou convencer o atleta a se desculpar com o neerlandês, mas a reconciliação não veio.

Devido ao alto investimento na contratação de Sancho junto ao BVB, o Manchester United não viu outra alternativa a não ser emprestá-lo neste mês. Curiosamente, o atacante dos Red Devils voltou para o Borussia Dortmund, onde já disputou três partidas e tem apresentado bom futebol, ao ponto que já concedeu uma assistência no curto período de volta à Alemanha.

Onde entra o treinador nessa equação?

Uma declaração de Ralf Rangnick chamou a atenção dos torcedores do Manchester United. O ex-técnico dos Red Devils trabalhou com o atacante inglês por seis meses, quando ele marcou três gols e deu três assistências em 21 partidas. Em entrevista à Sky da Alemanha há duas semanas, o treinador deixou claro que nunca teve nenhum problema com o atleta, que sempre teve um perfil de ser bom de grupo:

“Nos seis meses que o tive, não houve um único problema disciplinar. Pelo contrário. Ele (Jadon Sancho) é um cara calmo e agradável”.

Agora, a bola da vez é Marcus Rashford, que estava voando em 2022/23, quando marcou 30 gols e deu 11 assistências. Nesta temporada, o atacante caiu bruscamente de desempenho, além de virar notícias por fatores extracampo. Em novembro, após uma derrota para o Manchester City por 3 x 0, o camisa 10 do Manchester United deu uma festa para comemorar seu aniversário.

À época, Erik ten Hag criticou publicamente Rashford por sua atitude, além de ter uma conversa séria sobre o assunto. Entretanto, isso não parece ter dado resultado, levando em consideração à ida para Belfast enquanto alegava doença para não treinar. E onde o treinador entra nessa equação? Para quem vê de fora, parece que o neerlandês já perdeu o controle dos jogadores dos Red Devils há muito tempo.

A sensação que dá é que o grupo não confia mais no projeto proposto por ten Hag, o que ajuda a explicar os fraquíssimos jogos do Manchester United em 2023/24. Jadon Sancho e Marcus Rashford apresentaram problemas de comportamento, mas já provaram mais de uma vez que têm talento com a bola no pé para ajudar os Red Devils. O que está faltando é um trabalho mais efetivo do técnico em lidar com os atletas.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo