Inglaterra

Rangnick diz que pode recomendar continuar como treinador do United

Com 63 anos, Rangnick foi contratado como interino e depois será consultor e diz que pode recomendar o mesmo que fez no Leipzig: que ele fique mais um ano

Ralf Rangnick está na Inglaterra e esteve em Old Trafford para ver o Manchester United vencer o Arsenal nesta quinta-feira, pela Premier League. O alemão irá assumir como técnico dos Red Devils até o final da temporada com a missão de acertar o time, para depois assumir um posto de consultoria. A ideia é que ele tenha inclusive voz na escolha do próprio técnico e ele surpreendeu ao dizer que pode recomendar que ele mesmo continue se as coisas derem certo.

“Estamos falando sobre seis meses e meio, então temos apenas um terço dos jogos disputados e concordamos em um papel de consultor por dois anos depois desses seis meses e meio. Se um clube como o Manchester United entra em contato com você por um cargo desse, você não pode recusar”, afirmou Rangnick em sua primeira coletiva de imprensa.

“É um dos maiores clubes, se não o maior clube do mundo. É um grande desafio, mas fico mais que feliz em trabalhar com este grupo de jogadores. Quero dizer, obviamente assisti aos últimos jogos, também assisti, por interesse, aos jogos contra o Liverpool e o Manchester City, por isso estou bastante familiarizado com o que está acontecendo no clube”, continuou.

Ir além dos seis meses como técnico?

“Quero dizer, as pessoas com quem falei até agora deixaram bem claro que estamos falando sobre uma função de seis, seis meses e meio como técnico atualmente. Nunca falamos sobre o que acontecerá no verão. Neste momento, estou totalmente ciente que eles podem estar procurando um novo técnico”, disse o alemão. “Se eles irão falar comigo sobre isso, então veremos”.

“Talvez se eles perguntarem a minha opinião e tudo for bem, desenvolvermos o time, eu posso até fazer a mesma recomendação à direção que eu fiz no Leipzig duas vezes quando recomendei que seria uma boa ideia continuar trabalhando comigo por um ano”, afirmou Rangnick. “Mas tudo isso é hipotético. Não podemos falar sobre isso. Para mim, se trata de vencer os próximos jogos e esse é o maior foco”.

Conversa com Solskjaer

Ole Gunnar Solskjaer foi demitido no dia 21 de novembro. Sua saída depois de quase três anos no cargo – ele foi contratado em dezembro de 2018 – deixou o clube sem um caminho claro. Rangnick foi a opção para conduzir o time ao acertar com o alemão no dia 25 e anunciá-lo no dia 29. Rangnick disse que conversou com o antigo técnico.

“Falei com Ole no último domingo antes do jogo contra o Chelsea por quase duas horas”, afirmou Rangnick em Old Trafford, na noite desta quinta. Ele foi muito generoso de passar, como disse, mais de uma hora e meia no telefone comigo, me dizendo detalhes sobre o time”.

“Elenco bom o bastante para competir”

O treinador foi perguntado sobre a capacidade do elenco do United. “É definitivamente bom o bastante para competir. Os três melhores times são muito bons com grandes técnicos. Quando Jürgen [Klopp] veio para o Liverpool, definitivamente não era um elenco melhor do que eu tenho no United”, disse Rangnick.

O treinador foi perguntado sobre suas ambições para o futuro com o United. “Em um mundo ideal, não iremos apenas estar nos quatro primeiros regularmente, mas também brigar por títulos”, disse. “Isso é algo que está no DNA do clube, ganhar ligas, ganhar Copas, ter tanto sucesso quanto é possível na Champions League”.

“Essa é também uma questão para o ano novo; ainda estamos na Champions League e, dependendo do sorteio, espero que possamos ir além nessa competição e, em dois anos e meio, acho que o DNA do clube estará mais claro, você tem que ter o máximo de sucesso que você pode”.

Michael Carrick, que conduziu o Manchester United como técnico interino nos dois jogos após a demissão de Solskjaer, decidiu deixar o clube com a chegada de Rangnick. Segundo ele, a saída de Solskjaer teve algum peso, por tudo que ele deve ao norueguês. Carrick fazia parte da comissão técnica permanente do clube.

Aposta em Cristiano Ronaldo

Desde que Rangnick foi contratado, um dos pontos que mais gera dúvida é como ele irá usar Cristiano Ronaldo. Isso porque o treinador é considerado um dos mestres do estio gengenpress, que exige uma pressão forte na saída de bola, dos atacantes. Ronaldo é o atacante que menos pressiona, segundo levantamento do site The Athletic. O alemão, porém, tratou de tirar isso da frente e disse que quem se adapta aos jogadores é o técnico, e não o contrário.

“Você sempre tem que adaptar o seu estilo de jogo aos jogadores que você tem disponíveis, não vive-versa, e tendo visto Cristiano ontem no segundo tempo com 36 anos de idade, incrível, um profissional de elite. Na sua idade, eu nunca vi um jogador que ainda está fisicamente na melhor forma, e ele é um jogador que pode facilmente fazer a diferença”.

“Se trata de desenvolver o time todo, não apenas Ronaldo. Jogamos na liga mais competitiva no mundo e precisamos trazer todos esses jogadores a bordo. O que eu vi do Cristiano ontem, ele está mais do que disposto a fazer isso e dar a sua contribuição à equipe e os seus companheiros terão de fazer o mesmo”

A estreia do treinador pelo Manchester United será neste domingo, contra o Crystal Palace, às 11h (horário de Brasília).

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo