Copa da Inglaterra

Chelsea passa pelo Leeds na Copa da Inglaterra, mas sofre de maneira tão desnecessária que chega a dar pena

Sem jogar aquilo que se espera, o Chelsea venceu o Leeds nas oitavas da Copa da Inglaterra, porém, o torcedor tem que ficar preocupado

Nesta quarta-feira (28), o Chelsea venceu o Leeds por 3 x 2, no Stamford Bridge, pelas oitavas de final da Copa da Inglaterra. Com o resultado, os Blues avançaram para a próxima fase da competição, onde enfrentam o Leicester, que passou pelo Bournemouth. Já os Whites se despedem do torneio e continuam brigando por uma vaga na Premier League, já que estão na vice-liderança da Championship com 72 pontos, seis a menos que os líderes Foxes.

Após o vice na Copa da Liga Inglesa no último domingo (25), quando perdeu para o Liverpool por 1 x 0, na prorrogação, em Wembley, Mauricio Pochettino mandou a campo um time misto no eliminatório da FA Cup. Apenas Gusto, Caicedo, Enzo Fernández, Sterling e Jackson foram titulares em ambos os jogos do Chelsea. Isso ajuda a explicar o desempenho de mais baixos do que altos dos Blues diante do Leeds. E obviamente os Whites se aproveitaram disso.

A verdade é que o Chelsea voltou a apresentar os mesmos erros que marcam 2023/24. A partida que poderia ser uma resposta positiva à torcida, que ficou chateada com a final da Carabao Cup, se tornou uma continuação do pesadelo. O Leeds, que não tem nada a ver com isso, tentou aprontar. Apesar de todos os problemas, os Blues passaram para as quartas de final da Copa da Inglaterra, encerrando a sequência perfeita dos Whites neste ano.

Como foi Chelsea x Leeds pela Copa da Inglaterra

Como esperado, o Chelsea começou dominando o Leeds no 1º tempo das oitavas da Copa da Inglaterra. Contudo, a falta de objetividade foi o grande problema do time do técnico argentino. Além disso, as bobeiras na defesa não costumam ser perdoadas, principalmente em jogos decisivos. E essa foi a receita que culminou no gol do Leeds, que não perdoou um erro bobo de saída de bola dos donos da casa.

Dali para frente, os Blues até melhoraram ofensivamente, rodando mais a bola perto da área adversária. O problema é que a equipe de Pochettino muitas vezes não conseguiu furar o bloqueio adversário. Isso só foi acontecer no lado direito de ataque, através de trocas de passes envolventes (com direito a triangulações) em um setor enfraquecido dos Whites. Foi assim que o Chelsea marcou dois gols no Leeds e se dirigiu para os vestiários no intervalo com a vantagem.

Contudo, o 2º tempo rendeu mais uma fragilidade dos Blues nesta temporada: o sono. Em jogos que o time do treinador argentino volta a campo com a vantagem, a sensação é que os jogadores não estão interessados em ampliar o marcador para matar a partida. Pelo contrário, o Chelsea entrega a bola nos pés do rival e se coloca em situações difíceis de defender. Esse foi o panorama contra os Whites nas oitavas de final da FA Cup.

O Leeds, que pareceu mais interessado em se classificar na competição, partiu para o ataque para furar a defesa dos mandantes, que estava mais parecendo um queijo suíço (cheia de buracos). Em um cruzamento, os Whites chegaram ao empate. Mesmo assim, os Blues continuaram dormindo no jogo e praticamente não criaram nada de perigo. Totalmente o oposto dos rivais, que ficaram mais perto da virada. Só que o futebol é uma caixinha de surpresas.

Na base do abafa no apagar das luzes, quando parecia que a vaga para as quartas de final da FA Cup seria decidida na prorrogação, o Chelsea ajudou um gol que deu números finais à partida. Triste fim para o Leeds, que mereceu mais a classificação. Já os torcedores dos Blues têm motivos de sobra para se preocupar. Se Mauricio Pochettino sofre para vencer os Whites, como ter esperança por dias melhores na Premier League?

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo