Inglaterra

Após Enzo, Chelsea quer nova joia do Benfica e de novo por 100 milhões de libras

Sem medo de gastar com reforços, o Chelsea promete desembolsar fortuna por 'outro' Enzo Fernández do Benfica

De novo, o Chelsea corre o risco de ficar de fora de competições europeias na próxima temporada. No meio da tabela da Premier League, a equipe de Mauricio Pochettino está longe do ideal em 2023/24 e espera ter melhor sorte na Copa da Inglaterra, onde enfrenta o Manchester City pela semifinal. Fato é que os Blues pretendem gastar ainda mais dinheiro em reforços, uma tendência desde a chegada de Todd Boehly, em 2022.

Em meio a esse cenário, o Chelsea pode repetir a mesma estratégia utilizada com Enzo Fernández e desembolsar mais de £ 100 milhões (cerca de R$ 634,2 milhões) em uma nova joia do Benfica. Trata-se de João Neves, uma das revelações mais impactantes das categorias de base das Águias nas últimas temporadas. Por conta disso, o meia português não atrai somente o interesse dos Blues.

O principal favorito no mercado para contratar João Neves é o rival Manchester United, que está de olho na promessa do Benfica desde a última temporada, quando ele surgiu para o futebol. Entretanto, segundo O Jogo, Chelsea e Liverpool decidiram entrar na disputa pela contratação do meia na reabertura da janela de transferências. PSG e Bayern de Munique também já monitoraram o talento das Águias.

Mas o Benfica não deve liberar João Neves por um valor baixo. Isso porque o meia tem contrato com as Águias até 2028 e uma multa rescisória de € 120 millhões (em torno de R$ 652,4 milhões). Ou seja, caso o Chelsea queira trazer a joia portuguesa, terá que pagar praticamente o mesmo valor gasto em Enzo, em janeiro de 2023, um mês após ter sido um dos protagonistas da conquista da Copa do Mundo.

Chelsea tem que se preocupar com o fair play financeiro

João Neves tem sido fundamental no Benfica em 2023/24, assumindo a titularidade e percorrendo quase o campo todo para ajudar a equipe, seja no ataque, ou na defesa. Tais características em um meia tão jovem foram suficientes para convencer o Chelsea de que ele tem que ser a próxima contratação. Entretanto, os Blues têm que se preocupar com o fair play financeiro.

Após gastar mais de £ 1 bilhão (aproximadamente R$ 6,3 bilhões) em reforços nos últimos anos, o Chelsea precisa fazer caixa para não violar as Regras de Lucro e Sustentabilidade de Premier League. Com um teto de £ 105 milhões (cerca de R$ 666 milhões) em dívidas a cada três anos, os Blues são obrigados a também ter lucros. E uma das saídas para evitar possíveis punições no campeonato é vender jogadores.

Para ter João Neves, a tendência é que o Chelsea se desfaça de algumas peças, principalmente jogadores que foram revelados em sua base. Esses são os casos de Reece James e Conor Gallagher, pois a dupla é vista como um ativo com potencial para render bons valores para os cofres dos Blues e, consequentemente, uma segurança maior para ir atrás do meia do Benfica.

O Chelsea também não descarta negociar jogadores estrangeiros de seu elenco, porém, eles representariam um ganho menor, já que desembarcaram em Stamford Bridge por meio de um investimento (quase sempre alto). Enquanto os Blues desejam tirar João Neves das Águias, Enzo Fernández espera melhorar cada vez mais sob o comando de Pochettino para justificar o peso de sua contratação.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo