Nenhuma das propostas que chegaram ao executivo-chefe da Premier League, , o deixou convencido que a organização de uma , que reuniria os principais clubes das ligas mais fortes do continente, seria uma boa ideia, especialmente pela ausência ou fragilidade dos mecanismos de acesso e rebaixamento.

A ideia tem ganhado força nos últimos meses, com o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, como um dos principais entusiastas. Ao renunciar, o ex-mandatário do Barcelona, Josep Bartomeu, anunciou que havia aceitado participar da novidade. Liverpool e estiveram em discussões sobre um plano de € 6 bilhões com apoio do banco de investimentos JP Morgan.

Por outro lado, a ideia é rejeitada por grupos de torcedores, a Fifa, a Uefa e outros clubes muito importantes, como o Paris Saint-Germain e o Bayern de Munique. À cúpula Business of Football, do Financial Times, o principal executivo da Premier League apresentou sua oposição mais contundente, em público, até agora.

“Todas as propostas que li ou ouvi não têm acesso via ligas domésticas ou, se tem, é no patamar mais baixo da pirâmide. Isso seria destrutivo ao valor do futebol doméstico em toda a Europa, não apenas à Premier League”, afirmou o executivo, que também não está contente com um outro plano, este da Uefa, para ampliar a Champions League de 32 clubes para 36, aumentando também o total de partidas por temporada, com um sistema suíço.

Ele descartou diminuir o tamanho da Premier League para encaixar mais partidas europeias: “O calendário inglês está lotado. Pelo futuro próximo, a Premier League será uma competição com 20 clubes”.

Em outros assuntos, Masters afirmou que ainda tem esperanças de que os torcedores retornem às arquibancadas da Premier League nesta temporada. “Dependendo do que acontecer com os números, esperamos talvez ter alguns torcedores de volta nesta temporada. Espero que ela termine como planejado em 23 de maio e, onde for a apresentação do troféu, talvez com alguns torcedores no estádio também”, disse.

“Depende do que acontecer com os números, mas espero que a próxima temporada abra rapidamente para que possamos ter torcedores novamente e voltarmos à verdadeira Premier League”, encerrou.

.