Games

SEMANA ULTIMATE: Novo evento “Mutantes” traz jogadores em posições alternativas e criam novas possibilidade no FUT 

Campanha já tradicional do calendário do Ultimate traz Messi em versão 99

Com o fim da época dos TOTS, o FIFA Ultimate Team entra oficialmente na sua reta final. Para tentar manter a comunidade engajada, a EA Sports aposta no tradicional evento “Mutantes”. Nesta campanha, os jogadores têm suas posições trocadas e também recebem sonoras melhorias para baterem de frente com as melhores cartas do jogo. O primeiro time chegou nesta sexta e, na próxima semana, teremos mais uma leva de cartas especiais do evento.

Lionel Messi, da Argentina (Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images)

Lionel Messi se torna o segundo jogador a ter uma versão de overall máximo no FIFA 22 – ao lado do Rei Pelé. O argentino deixou a ponta direita e agora a carta é de segundo atacante, região do campo em que ele mais rende na gameplay. É uma carta impecável em tudo que se espera de um avançado: finalização, passes, velocidade e mobilidade. Tanto a carta é incrível que o entrosamento ideal é o “Básico” e ela está extinta no Mercado de Transferência — quem tirou, não vende.

Também tendo sua posição corrigida, Heung-Min Son ganha uma belíssima versão de classificação 97. O sul-coreano é venenoso próximo ao gol, combinando velocidade e um bom físico — conseguindo aquelas jogadas improváveis “brocando”. Com ambidestria e o máximo nos movimentos de drible, ele é tudo o que se espera de um atacante no jogo. O melhor entrosamento para ele é o “Motorzinho”.

Eden Hazard, do Real Madrid (BRUNO FAHY/BELGA MAG/AFP via Getty Images)

Apesar da temporada discreta, Eden Hazard foi campeão europeu com o Real e agora tem uma carta especial de respeito. A versão “Mutantes” do belga tem overall 96 e já está posicionado como armador, onde ele é idealmente utilizado. Com mobilidade absurda, Hazard muda de direção com muita facilidade e carrega a bola grudada no pé. O único ponto de atenção é a baixíssima agressividade, mas que não deve comprometer o rendimento in game. A melhor opção de entrosamento é o “Atirador”.

Youcef Atal é um daqueles jogadores que não têm tanta projeção internacional, mas que é bem reconhecido no FUT. O argelino chega em carta especial de classificação 95 e posicionado como volante – exatamente a faixa do campo onde ele rende mais na gameplay. É uma carta muito equilibrada, que poderia tranquilamente atuar em todas as posições de linha do campo. Como tem a dinâmica de jogo alta para a defesa e para o ataque, Atal é muito intenso na faixa central do campo. O melhor entrosamento para ele é o “Gladiador”.

Jogador Disponível por Objetivos: Nicolas Pepe

Nicolas Pepe chega em versão “Mutantes” de maneira gratuita, a ser desbloqueada por objetivos. O jogador do Arsenal salta da sua carta ouro raro de overall 81 para esta especial de classe 93. Rápido e forte fisicamente, o marfinense é uma opção decente para o ataque, se conseguir encaixar no time ou como super sub. Os pontos de atenção são a baixa agressividade e o cabeceio apenas médio, principalmente se for utilizado como centroavante. A melhor opção de entrosamento para Pepe é o “Falcão”.

Jogador Disponível por DME: Felipe Anderson

Felipe Anderson está disponível por Desafio de Montagem de Elenco em sua versão especial de overall 94. A carta “Mutantes” alterna a ponta em que o brasileiro atua, mas, na prática, ele pode jogar como armador, ponta, segundo atacante ou segundo volante. É um jogador de muita qualidade ofensiva e também intensidade para a fase defensiva. Custando em torno de 150 mil moedas, vale demais o investimento se conseguir encaixar no time. As melhores opções de entrosamento para ele são o “Atirador”, para atuar avançado, ou o “Sentinela”, para volante.

Jogador Disponível por Objetivos: Yannick Gerhardt

Para aqueles que utilizam time da Bundesliga, Yannick Gerhardt é uma  opção de lateral esquerdo e ainda chega gratuitamente. O alemão é muito firme defensivamente e ainda tem boa estatura para ajudar no jogo por cima. Gerhart não tem agilidade e equilíbrio tão altos, então deve ser mantido no corredor nas subidas ao ataque, pois pode comprometer nas mudanças de direção. É uma carta comum para a altura da temporada, mas que pode ser útil em times mais básicos. O melhor entrosamento para ele é o “Âncora”.

Foto de João Belline

João Belline

Jornalista de formação, louco dos esportes por opção. Depois de muito escalar Cartola, jogar Winning Eleven, escrever escalação dos sonhos no caderno e topar o dedão na rua, falar sobre futebol virou uma necessidade. É mais um leitor que buscou espaço no time da Trivela e entende que futebol está acima do clube.
Botão Voltar ao topo