Futebol feminino

Fim da polêmica: escalação de Alexia Putelas pela Espanha nas semis da Nations League está descartada

Treinadora da seleção espanhola disse que havia "uma previsão de que Alexia pudesse estar em campo”, mas jogadora se recupera de uma grave lesão; Entenda

A convocação equivocada de Alexia Putellas pela seleção espanhola não deve ir para frente na Uefa Women's Nations League. Depois que a técnica Montse Tomé confirmou que haveria uma “previsão” de que a jogadora do Barcelona, ainda em recuperação de uma artroscopia, estivesse em campo contra a Holanda, em entrevista à RTVE, a informação foi desmentida pelo jornal SPORT, nesta quarta-feira (21).

Na última terça-feira, a treinadora disse que havia “uma previsão de que Alexia pudesse estar em campo”, reascendendo a chama da polêmica com o Barça, que enviou relatórios do estado de saúde de sua meio-campista à Federação Espanhola. No entanto, as falas de Montse foram tiradas totalmente de contexto por um perfil nas redes sociais, que foi responsável pela informação viralizar. A comandante não se referia à partida desta semana.

Segundo o periódico espanhol, que conversou com fontes ligadas à seleção espanhola, está descartada a participação de Putellas, a menos que uma reviravolta inesperada aconteça antes da semifinal da Nations League, contra a Holanda, nesta sexta-feira (23), às 17h (horário de Brasília).

Enquanto isso, Alexia Putellas continua o seu processo de recuperação, antes de viajar para Sevilha, nesta quinta, na sede da semifinal, e cumprir o plano específico elaborado pelo departamento médico do Barçelona. A ideia, por enquanto, é de que ela não jogue para evitar qualquer correr risco de sofrer uma nova ruptura do LCA do joelho.

Montse Tomé explicou convocação de Putellas

Na entrevista concedida à RTVE, a treinadora da seleção espanhola defendeu a convocação de Alexia Putellas, mesmo sem autorização médica ou o aval do Barcelona.

– Ela é uma jogadora que pode nos ajudar muito em campo. Temos que ver a evolução dela nos dias de hoje, ver como ela está e a partir daí decidir se ela pode fazer parte dos vinte e três ou não. Alexia é uma jogadora validada pelo grupo, é uma das nossas capitãs, dentro e fora do campo. Não só a valorizamos, mas em cada entrevista dada por qualquer uma de suas companheiras de equipe, elas também a valorizam – afirmou Montse.

Segundo apurou outro jornal da Espanha, o Relevo, Montse Tomé tem até a próxima quinta-feira, às 23h59, para decidir quais as duas jogadoras da lista de 25 não serão inscritas para a semifinal contra a Holanda.

O anúncio oficial só acontecerá na sexta, dia da partida. Fontes da entidade garantiram que a lista para o jogo da próxima quarta-feira (28), seja na final ou na disputa pelo terceiro lugar, poderá ser outra. Caso houvesse alguma mudança no estado clínico, Alexia poderia ser incluída no elenco do último jogo. Fato é que, por enquanto, essa possibilidade está descartada.

– Havia uma intenção clara de ambas as partes. A comissão técnica (da seleção) falou com o clube e foram eles que fizeram os trâmites para que Alexia possa vir e estar aqui. O que avaliamos com a Alexia no seu processo de recuperação é que os serviços médicos acreditam que ela poderia participar, há uma previsão de que ela possa estar em campo. Essa é a primeira avaliação para pensar que ela pode estar conosco.

Vale ressaltar que além de Alexia, a treinadora convocou Teresa Abelleira, do Real Madrid, que também está em processo de recuperação.

Botão Voltar ao topo