Champions League Feminina

Pernille Harder decide para o Chelsea, que alcança grande vitória fora de casa contra a Juventus

O dia de jogos da Champions League feminina ainda teve goleadas por 5 a 0 de Wolfsburg, PSG e Real Madrid

Jogadora mais cara do futebol feminino – € 350 mil -, Pernille Harder mostrou novamente o seu poder de decisão nesta quarta-feira ao marcar o gol que deu ao Chelsea uma importante vitória por 2 a 1 sobre a Juventus, em um Allianz Stadium com 17.000 pessoas, na segunda rodada da fase de grupos da Champions League feminina.

Repaginada, a principal competição europeia das mulheres agora conta com uma fase que antecede o mata-mata com quatro grupos de quatro equipes, e o de Chelsea e Juventus é o mais equilibrado porque também conta com o Wolfsburg, uma das potências da Bundesliga feminina.

Abusando dos erros, o Chelsea estreou empatando em casa com as alemães, por 3 a 3, mas conseguiu recuperar terreno derrotando a Juventus fora de casa. Divide a liderança, em quatro pontos para cada, com o Wolfsburg, que goleou o Servette por 5 a 0. A vantagem inglesa é ter dois jogos seguidos contra o time mais fraco da chave nas próximas rodadas, enquanto Wolfsburg e Juventus, em terceiro lugar com três pontos, se matam em confrontos diretos.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Uma cabeçada perigosa de Barbara Bonansea, aos 18 minutos, indicou que o Chelsea não teria um jogo fácil pela frente, mas a ala direita Erin Cuthbert fez uma linda jogada para abrir o placar, na marca da meia hora. Recebeu pela direita, dominou, ajeitou de cabeça e invadiu a área antes de tocar no canto.

Lina Hurtig estava esperta para pegar o Chelsea em contra-ataque e quase o fez, logo depois do gol de Cuthbert, mas Jess Carter conseguiu fechar o ângulo da finalização. Antes do intervalo, porém, Lisa Boattin cruzou da esquerda e Bonansea pegou de primeira para empatar a favor da Juventus.

Sam Kerr quase marcou o segundo do Chelsea ao pressionar a goleira Pauline Magnin, que acabou acertando a australiana e quase levou um gol embaraçoso. Mas quem assumiu as rédeas foi Harder, com uma jogada individual, aos nove minutos do segundo tempo, que terminou perto da trave, e uma chapada de dentro da área após outra boa jogada de Cuthbert e passe de Guro Reiten.

Aos 24 minutos, Kerr carimbou a marcação pela direita, e a bola sobrou para Harder, na marca do pênalti, garantir a vitória do Chelsea. Kerr ainda exigiu uma linda defesa da goleira Magnin com a ponta dos dedos. A bola pegou na trave após a intervenção de Magnin.

“Ela veio para este clube, e a Inglaterra é um país difícil para se adaptar, em um time que já era incrível, e ela nos levou a um outro patamar porque o padrão que estabelece todos os dias deveria ser exemplo para todas as jovens. Ela assume responsabilidade, ela comparece quando realmente importa, ajuda o time e estou muito feliz que ela faz parte desta equipe”, afirmou a técnica do Chelsea, Emma Hayes, ao Guardian.

 

O outro jogo do grupo terminou com uma goleada tranquila do Wolfsburg sobre o Servette. Aos 18 minutos, Mónica Mendes errou o passe na saída de bola, Tabea Wassmuth interceptou, mas parou na goleira Inês Pereira, que havia fechado bem o ângulo. O rebote, porém, ficou com Svenja Huth, que encheu o pé para abrir o placar.

Em uma sobra de escanteio, Wassmuth girou batendo para ampliar e, ainda antes do intervalo, recebeu de Jill Roord nas costas da defesa e tocou na saída da goleira portuguesa. Dominique Janssen pegou outra bola viva dentro da área após escanteio, e Joëlle Smits fechou o placar com uma batida colocada.

.

 

PSG e Real Madrid goleiam por 5 a 0

No outro grupo com partidas disputadas nesta quarta-feira, Paris Saint-Germain e Real Madrid golearam pelo mesmo placar, 5 a 0, e contaram com tripletas de Jordyn Huitema e Caroline Moller para despacharem o Zhytlobud Kharkiv, da Ucrânia, e Breidablik, da Islândia, respectivamente.

As duas inclusive fizeram seus hat-tricks ainda no primeiro tempo. Huitema ganhou o jogo de corpo pela esquerda antes de entrar na área e bater com tranquilidade na saída da goleira, cabeceou o rebote de uma bomba de Ramona Bachmann no travessão e recebeu a assistência após uma linda jogada individual de Kadidiatou Diani pela esquerda. Paulina Dudek, em escanteio, e Lea Khelifi, no rebote, fecharam vitória do PSG.

.

 

Na Espanha, Caroline Moller assassinou o lançamento de Kenti Robles antes de bater cruzado para abrir o placar, ainda aos seis minutos. Depois, aos 19, Lucía Rodríguez deixou Lorena Navarro na cara do gol. A defesa finlandesa ainda conseguiu cortar em cima da linha, mas Moller compareceu para o rebote. O terceiro gol saiu após uma tabela de Robles pela direita e um cruzamento rasteiro. A dinamarquesa também deu a assistência para Olga Carmona marcar o quarto gol do Real Madrid, e Lorena Navarro deu números finais ao placar.

.

 

As duas principais forças do grupo ainda não se enfrentaram e lideram com seis pontos para cada uma. O primeiro confronto direto será em 9 de novembro, em Paris, e o segundo nove dias depois na capital espanhola.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo