Futebol feminino

Brasil falha defensivamente, sofre dois gols no primeiro tempo e perde amistoso para o Japão

Minami e Tanaka marcam os gols do Japão em segundo amistoso frente ao Brasil realizado desta vez no Morumbi

Na revanche entre Brasil e Japão, melhor para a seleção japonesa, que venceu a Canarinho pelo placar de 2 x 0 em amistoso de preparação da seleção brasileira, treinada agora por Arthur Elias. O jogo disputado no Morumbi teve como autoras dos gols a zagueira Minami e Tanaka, aproveitando falha das brasileiras. Nos últimos quatro jogos disputados com o novo treinador, o Brasil perdeu dois jogos e venceu dois, nos amistosos diante do Japão e também frente ao Canadá.

Sofrendo um pouco com o calor e com a forte marcação do Japão, o Brasil bem que tentou, mudou seu esquema de para um sistema 3-4-3, mas pecou no último passe e em dois erros individuais de sua defesa, acabou punido por uma organizada equipe japonesa, que travou a equipe brasileira e teve boas oportunidades para marcar até mais gols na primeira etapa.

Brasil começa bem, mas falha na marcação e leva dois gols

Logo a um minuto de jogo, Geyse recebeu pelo lado esquerdo, trouxe por dentro, invadiu a área e tentou o chute, mas mandou a bola pela linha de fundo. No minuto seguinte, Priscilla recebeu lançamento em profundidade, a bola desviou na zagueira Koga, bateu na trave e quase entrou na própria meta. Nos primeiros minutos de jogo, o Brasil tentou pressionar, forçando muito pelos lados do campo, mas pecava no último passe e não conseguia complementar as jogadas de maneira eficiente.

Aos oito minutos, o Japão chegou pela primeira vez no jogo após cruzamento na área em cobrança de falta. Fujino dominou com liberdade, mas chutou fraco, facilitando o trabalho da goleira Lelê. Aos 10 minutos, a mesma Fujino escapou pela ponta direita e fez um cruzamento na área, Bruninha acabou falhando no domínio, Sugita tomou a bola e chutou fraco, para sorte do Brasil. Cinco minutos mais tarde, a seleção brasileira respondeu com Adriana, que trouxe por dentro e chutou forte, mas a finalização acabou bloqueada pelo sistema de defesa das japonesas.

Aos 16 minutos, o Japão abriu o marcador no Morumbi. Após cobrança de escanteio de Endo, a zagueira Minami, livre de marcação, pegou de primeira para anotar um belo gol e abrir o placar no Morumbi. O Brasil tentou responder rapidamente e por pouco não empatou o jogo. Geyse roubou a bola no campo de ataque, deu lindo passe de calcanhar para Debinha dentro da área e chutou cruzado, mas foi bloqueada no momento da finalização.

Entretanto, no ímpeto pelo empate, o Brasil acabou cedendo espaços e sofreu o segundo gol. Após escapada pelo lado esquerdo, Mina Tanaka marcou um golaço da intermediária, aproveitando o mau posicionamento da goleira Lelê para ampliar o marcador em São Paulo. Mesmo em desvantagem no marcador, a seleção brasileira não desistia de atacar, e aos 21 minutos teve mais duas oportunidades, primeiro com Priscilla e depois com Duda Sampaio, que acabou bloqueada novamente pela defesa japonesa.

O Japão ainda teve a chance de marcar o 3º gol no primeiro tempo após mais um lance pelo lado esquerdo do campo, a bola foi levantada na área e a defesa não conseguiu o corte, mas Sugita errou a finalização no rebote. O jogo seguia muito movimentado, apesar do calor, e o Brasil ainda colocou uma boa na trave aos 29 minutos. Priscilla fez ótimo lançamento para Debinha dentro da área, a camisa sete chutou cruzado no poste e no rebote, Geyse tentou a finalização para grande defesa da goleira Tanaka.

No último lance do primeiro tempo, aos 48 minutos, Naomoto recebeu nas costas da defesa brasileira, saiu na cara de Lelê, mas finalizou sem força. Brasil e Japão fizeram um jogo muito movimentado no primeiro tempo e o placar de 2 x 0 não refletiu o muito o que foi o jogo, já que a seleção brasileira merecia marcar pelo menos um gol.

Japão se segura na 2ª etapa e conquista vitória no amistoso

O Brasil tentou repetir a postura do primeiro tempo, pressionando a saída de bola japonesa e apostando nas jogadas de velocidade para incomodar a defesa adversária. Aos quatro minutos, Geyse foi lançada em profundidade, a goleira Tanaka falhou ao sair do gol e a bola sobrou limpa para a atacante, que errou o chute e perdeu uma chance incrível.

Apesar de vários lances de habilidade para tentar enganar a disciplinada e forte defesa do Japão, o Brasil pecava no último passe, facilitando assim o trabalho da marcação. Em diversos momentos na 2ª etapa, a seleção brasileira chegou até a entrada da área das asiáticas, mas não conseguia encaixar a jogada no momento da finalização. Se por meio da troca de passes as coisas não aconteciam, o jeito foi tentar chutar de fora da área, como aos 37 minutos, quando Bia Zaneratto recebeu na intermediária, fez o trabalho de pivô e arriscou para grande defesa de Tanaka.

Com muita dificuldade para criar, o Brasil acabou pecando pelos erros defensivos que cometeu no primeiro tempo e também pela falta de capricho no último terço de campo. A seleção do Japão se aproveitou disso, marcou dois gols e se limitou a marcar mais na segunda etapa, segurando um importante resultado neste amistoso.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Existe um ditado que diz que o bom filho a casa retorna não é? Pois bem, sou Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia, de volta ao site após quatro anos, e agora redator do Trivela, um dos maiores portais de futebol do Brasil. Sou jornalista, especializado em Marketing digital e narrador do Portal Futebol Interior e também da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo