Champions League FemininaFutebol feminino

Aminata Diallo, jogadora do PSG, é presa acusada de orquestrar agressão a companheira de clube

Hamraoui sofreu agressão nas pernas em suposto assalto, mas polícia de Versalhes suspeita que foi armado por Diallo, que estava com a companheira

A jogadora Aminata Diallo foi presa preventivamente acusada de orquestrar uma agressão à sua companheira de clube, Kheira Hamraoui. A polícia de Versalhes tem como uma das linhas de investigação a disputa por espaço entre as duas jogadoras na seleção francesa e também no clube. Sem Hamraoui, machucada, Diallo foi titular do PSG no jogo desta terça-feira pela Champions League contra o Real Madrid. Diallo acabou liberada por falta de provas na sexta, dia 12. Segundo a Polícia de Versalhes, não havia qualquer prova contra a jogadora, que foi liberada sem ter qualquer acusação contra si.

Hamraoui é uma jogadora experiente, de 31 anos, que já passou por Barcelona e Lyon. Voltou a ser convocada para a seleção francesa há um mês pela técnica Corinne Diacre. Com 36 jogos com a camisa dos Bleus, a meia ganhou espaço e se tornou uma concorrente de Diallo. Com uma lesão na panturrilha, Hamraoui ficou fora das partidas contra Estônia e Cazaquistão pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2023. Foi substituída justamente por Diallo, de 26 anos.

A disputa das duas se acirrou nesta temporada, quando Hamraoui se transferiu ao PSG, depois de uma passagem de três anos pelo Barcelona. Pelo clube catalão, ela foi campeão da Champions League na última temporada, além da liga espanhola e também da Copa da Espanha. É convocada para a seleção francesa desde 2012 e fez parte das categorias de base da seleção, assim como Diallo.

A polícia de Versalhes suspeita que Aminata Diallo contratou pessoas para agredir a colega de time. O episódio aconteceu na quinta-feira, dia 4. Diallo ofereceu uma carona a Hamraoui e, no caminho, elas sofreram uma emboscada. Os homens, encapuzados, agrediram Hamraoui com barras de ferro e miraram as pernas da jogadora. Nada foi roubado e Diallo não sofreu qualquer agressão. Segundo o L’Equipe, há testemunhas que corroboram essa versão.

Com Hamraoui lesionada, Diallo ganhou a vaga de titular no PSG e, assim, teria mais chance também de continuar na seleção francesa. O PSG divulgou comunicado dizendo estar ciente da prisão de Aminata Diallo. “O Paris Saint-Germain condena veementemente a violência cometida”, diz a nota. “O Paris Saint-Germain está trabalhando com a Polícia de Versalhes para lançar luz sobre os fatos. O clube está atendo ao andamento do procedimento e estudará o acompanhamento a ser dado a ele”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo