França

Marseille não engole sequência fraquíssima de Gattuso, demite técnico e já anuncia substituto

Contratado em setembro, Gattuso foi sacado pelo Olympique de Marseille, que já trouxe um novo treinador para a sequência da temporada

O Olympique de Marseille não engoliu a sequência fraquíssima de Gennaro Gattuso e tomou uma decisão. O OM demitiu o italiano após os últimos sete jogos sem vitória, sendo dois empates e cinco derrotas, incluindo uma eliminação na Copa da França. Os franceses não perderam tempo e já anunciaram um substituto para o técnico, que ficou poucos meses no cargo.

Contratado em setembro de 2023, Gattuso chegou ao Marseille para substituir Marcelino, que começou a temporada, mas foi sacado após 90 dias e hoje comanda o Villarreal. O italiano ficou à frente do OM por 24 jogos, conquistando nove vitórias, nove empates e seis derrotas. O treinador deixa a equipe na 9ª posição da Ligue 1 com 30 pontos e nos playoffs da Liga Europa.

Longe da zona de classificação a competições continentais, Gennaro Gattuso viu o Olympique de Marseille ser eliminado para o Rennes na segunda fase da Copa da França, nos pênaltis, fora de casa, após um empate por 1 x 1 no tempo regulamentar. A gota d´água para o técnico italiano no OM foi o revés para o vice-líder Brest no último domingo (18) por 1 x 0, pela 22ª rodada do Campeonato Francês.

Campeão da Copa do Mundo com a Itália em 2006, Gattuso ainda não engrenou como treinador, acumulando passagens por Milan (onde é ídolo), Napoli e Valencia. Parecia que as coisas seriam melhores no Marseille, quando ele conseguiu quatro vitórias consecutivas na Ligue 1 em dezembro, superando o início ruim e alcançando o 6º lugar da classificação.

Gennaro Gattuso não conseguiu manter a boa fase no OM, que trocou de comando pela terceira vez em 2023/24. Quem assume é Jean-Louis Gasset, que estava livre no mercado após ser demitido pela Costa do Marfim durante a Copa Africana de Nações. Agora, o Olympique de Marseille espera ter melhor sorte com o francês do que teve com o italiano.

Gasset no Marseille

Após agradecer Gattuso pelos serviços prestados, o Marseille efetivou a contratação de Gasset para a sequência da temporada. O último trabalho do francês foi uma verdadeira montanha-russa. Em maio de 2022, o técnico foi contratado pela Federação Marfinense de Futebol para comandar a seleção rumo à glória na CAN 2023, que foi disputada entre janeiro e fevereiro deste ano.

Entretanto, Jean-Louis Gasset foi uma verdadeira decepção à frente da Costa do Marfim. Comandando a anfitriã da Copa Africana de Nações, o francês venceu apenas o primeiro jogo, contra Guiné-Bissau, por 1 x 0. Na sequência, perdeu para a favorita Nigéria por 2 x 0 e terminou a fase de grupos sofrendo uma goleado humilhante para Guiné Equatorial por 4 x 0.

Por conta disso, os marfinenses demitiram o técnico antes mesmo da confirmação dos duelos do mata-mata da Copa de Nações Africanas. Os Elefantes Brancos garantiram vaga nas oitavas de final por terem uma das melhores campanhas como 3º colocado e, curiosamente, foram campeões da CAN com o interino Emerse Faé, que acabou sendo efetivado após erguer o título.

Agora, Gasset espera dar uma rápida resposta no OM, que tem uma decisão pela frente. Nesta quinta-feira (22), às 17h (horário de Brasília), o Olympique de Marseille enfrenta o Shakthar Donestk, no Vélodrome, pelo jogo de volta dos playoffs da Europa League. Como Gennaro Gattuso conseguiu um empate por 2 x 2 com os ucranianos, fora de casa, o treinador francês só precisa de uma vitória para garantir o time nas oitavas de final do torneio.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo