Ligue 1

Com Mbappé na reserva, Luis Enrique prova que PSG é um time comum diante do Reims

O PSG não conseguiu vencer o Reims em casa na Ligue 1, cujo teste sem Mbappé deixou uma pulga atrás da orelha de Luis Enrique

Neste domingo (10), o PSG empatou com o Reims por 2 a 2, no Parc des Princes, pela 25ª rodada da Ligue 1. Com o resultado, os Parisienses continuam tranquilos na liderança do campeonato com 56 pontos, 10 a mais que o vice-líder Brest. Já os Rouges et Blancs, longes da briga pelo título francês, permanecem na 9ª colocação com 35 pontos.

A partida marcou um teste de Luis Enrique, que resolveu poupar Donnarumma, Dembelé e Mbappé. Obviamente a decisão passa pela decisão das oitavas de final da Champions League na última semana. Porém, mais do que isso, o Paris Saint-Germain usou os Rouges et Blancs como um teste de comportamento da equipe, para analisar como o time se comporta sem sua principal estrela, que vai embora no final da temporada.

Com Kylian Mbappé na reserva, o espanhol provou que o PSG é um time comum diante do bom Reims, que fez uma grande partida defensivamente e soube aproveitar suas chances no ataque. Por outro lado, os Parisienses sabem que vão precisar de um substituto de peso para o craque francês se não quiserem perder sua hegemonia na Ligue 1. E os Rouges et Blancs reforçaram essa previsão.

Como foi PSG x Reims pela Ligue 1

Com algumas de suas principais estrelas no banco de reservas, o PSG começou a 25ª rodada da Ligue 1 meio sonolento. Até porque, a liderança tranquila, somada a recente classificação às quartas de final da Champions League, deu uma certa displicência à equipe de Luis Enrique. O Reims, que não tem nada a ver com isso, aproveitou o aparente pouco interesse dos donos da casa para abrir o placar.

Para ilustrar essa postura despreocupada dos Parisienses, basta olhar o gol dos Rouges et Blancs. Sem pressionar o rival lá na frente, o Paris Saint-Germain deu uma bobeira lá atrás com Hakimi, que perdeu a bola quase na pequena área, e Munetsi não perdoou. Ficar atrás no placar foi um bom incentivo para o time de Luis Enrique acordar para vida e partir para cima do Stade de Reims.

Sem seu principal artilheiro, os Parisienses encontraram o caminho do gol com Gonçalo Ramos. Na verdade, o empate veio por meio de um gol contra de Abdelhamid após dividida com o atacante português em um escanteio. Quase imediatamente depois, o camisa 9 do PSG assumiu o fardo de goleador ao colocar os mandantes na frente. Contudo, os Rouges et Blancs não estavam mortos na partida.

O Reims aproveitou novos cochilos dos rivais, principalmente na defesa, para Agbadou lançar um bolão para Diakité, que bateu com estilo na saída de Keylor Navas. E essa foi a experiência de Luis Enrique sem Mbappé no 1º tempo. Os Parisienses até dominaram a posse de bola, mas não usaram esse domínio para chegar com muito perigo ao último terço. Valentes, os Rouges et Blancs mereceram o empate parcial.

Sem Mbappé não vai ser fácil

Na volta para o 2º tempo, o Paris Saint-Germain decidiu não fazer mudanças para continuar seus testes sem Kylian Mbappé. Como resultado, os donos da casa repetiram o mesmo roteiro de antes: seguraram a posse, porém, sem criar jogadas impactantes lá na frente. Também não dá para esquecer o mérito da boa marcação do Stade de Reims, que vez ou outra chegava em seu setor ofensivo.

Com um jogo bem abaixo do esperado, Luis Enrique começou a fazer substituições, com Mbappé e Dembelé entrando em campo perto dos 30 minutos da etapa final. Com a dupla em campo, os Parisienses melhoraram no ataque, abafando a defesa dos Rouges et Blancs. Apesar disso, o PSG não conseguiu furar a parede do Reims, somando mais um empate na Ligue 1.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo