Ligue 1

O Reims mostrou que seu bom campeonato não é a toa ao fazer o Monaco perder a 1ª em casa

Derrota do Monaco foi a primeira dentro dos seus domínios e deixa a equipe estacionada na terceira colocação da tabela.

O Monaco perdeu a sua invencibilidade em casa para o Reims que perdeu o jogo por 3 a 1, e segue com uma campanha bastante instável na Ligue 1. Em partida que marcou o primeiro jogo do returno do campeonato nacional para as duas equipes, o Reims levou a melhor e vai dormir na 5ª posição da Ligue 1, colocação essa que classifica o time para a Liga Europa da temporada 24/25.

Para permanecer nesta condição, o Reims seca amanhã o LOSC e o Lens, o primeiro precisa apenas de um empate em casa com o Lorient para retomar o posto, enquanto o segundo receberá o líder PSG, precisando da vitória para superar o Reims. O Monaco, por sua vez, segue em terceiro lugar, podendo cair para quarto com uma vitória do Brestois, que recebe amanhã o Montpelier no complemento da rodada.

A campanha do time monegasco é marcado pelo desiquilíbrio dos setores dos comandados de Adi Hütter. A equipe tem o segundo melhor ataque da competição, no entanto, é também o quinto time que mais sofreu gols dentro os 18 da liga. Pelo lado do Reims, a trajetória tem sido dentro das expectativas, se mantendo no meio da tabela para beliscar, quem sabe, uma vaga para uma competição continental, repetindo o feito histórico de 2020.

Os dois times voltam a campo na próxima semana pela segunda rodada da Copa da França. O Monaco visita o Rodez Aveyron no próximo sábado (20), já o Reims tem pela frente o Sochaux, no domingo (21), às 13h30 (horário de Brasília).

Vitória do Reims expõe ainda mais dificuldade defensiva do Monaco mesmo dentro de casa

Nos primeiros 30 minutos as duas equipes tiveram dificuldades na criação de jogadas, e conseguiram chegar apenas em erros dos adversários, o principal deles aconteceu já no segundo minuto de jogo quando a equipe monegasca conseguiu uma boa oportunidade pela lado esquerdo, mas o capitão Ben Yedder escorregou dentro da área ao tentar o domínio e facilitou a defesa do goleiro Diouf .

O Rems bem que tentou criar algumas jogadas pelas pontas, principalmente com os atacantes Diakhon, pela direita, e Darame que abria pelo lado esquerdo, mas a falta de aproximação de seus companheiros dificultou a criação de oportunidades de finalização.

O principal lance dos donos da casa foi nos pés do Ben Yedder que recebeu um passe praticamente na marca do pênalti, ficou cara-a-cara com Diouf, e mais uma vez viu o goleiro fechar o ângulo e evitar o gol do Monaco. Pouco tempo depois, Akilouche teve mais uma grande oportunidade para o deixar os monegascos afrente na primeira etapa, mas acabou se atrapalhando na hora de finalizar e desperdiçou a chance de ir para o vestiário com a vantagem no marcador.

Apesar das poucas chances no primeiro tempo, foi o Reims que conseguiu abrir o placar, em um belíssimo contra-ataque, Darame apenas ajeitou a bola para a finalização do capitão Telma que acertou um belíssimo chute de fora da área. O meia de 30 anos fez o seu 5º gol na temporada e deu ao Stade de Reims a vitória parcial na etapa inicial.

O Monaco mudou a postura depois do intervalo e com bastante ímpeto em buscou o tento de empate, o gol foi rapidamente conquistado. Após a tentativa de finalização de Golovin, Ben Yedder colocou a cabeça na bola no meio da trajetória e tirou qualquer possibilidade de defesa, empatando o jogo ainda antes dos primeiros 5 minutos da etapa complementar.

Com a tentativa desesperada do Monaco de buscar a virada, a equipe deixou espaços em seu campo defensivo e foi através de um drible na jogada um contra um que Khadra superou Maripán, invadiu a área e levou novamente a melhor para conseguir a finalização, anotando o segundo gol da equipe visitante. Rems 2 a 1.

O time da casa se desconcentrou com o tento sofrido e passou a ter dificuldades em todos os setor do gramado, principalmente no de criação de jogadas. Mas foi devido a um erro do zagueiro Magassa que Khadra teve a grande oportunidade de abrir uma vantagem maior, mas foi parado pelo goleiro Köhn.

Em mais uma substituição arrojada do técnico Adi Hütter, o meio campista Fofana deu lugar ao atacante Myron Boadu, deixando o time monegasco ainda mais ofensivo.  Em resposta, o técnico Will Still tirou seu principal atacante para colocar um zagueiro na tentativa de segurar o resultado: Khadra deu lugar a Wilson-Esbrand, jogador emprestado ao Reims pelo Manchester City.

A partida seguiu bastante truncada, com as duas equipes abusando das faltas e recebendo sucessivos cartões amarelos. Foram 5 no total, sendo 3 deles nos últimos 15 minutos de jogo. Foi esse, inclusive, o principal motivo que impediu a fluidez da partida após o gol segundo gol do time visitante.

Com o Monaco se lançando de forma desordenada ao campo de ataque, o Reims passou a explorar os contra-ataque e a fragilidade defensiva de uma piores defesas da liga e foi por meio de uma jogada de velocidade que Wilson-Esbrand tocou para o volante Matusiwa dar números finais ao marcador já nos acréscimos do segundo tempo.

Estatísticas de Monaco X Stade Reims – Ligue 1 2023/24 – 18ª Rodada

  • Posse de bola: 57% x 43%
  • Faltas: 11 x 9
  • Chutes: 9 x 12
  • Chutes no gol: 5 x 5
Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo