Champions LeagueEuropaLeste Europeu

Uefa condena invasão da Rússia à Ucrânia e convoca reunião extraordinária

Reunião do Comitê Executivo para decidir mudança está marcada para esta sexta, quando é esperado que seja anunciada a mudança da sede

A Uefa condenou os ataques da Rússia à Ucrânia, em meio a uma pressão intensa para mudar a final da Champions League, marcada para São Petersburgo. A entidade ainda informou que a reunião desta sexta-feira definirá os rumos relativos ao futebol, que implicam na mudança do local da final da Champions League, especialmente, mas também em relação a outras medidas, como a questão das Eliminatórias da Copa. Há jogo marcado na Rússia para março.

VEJA MAIS:
Campeonato Ucraniano é paralisado por 30 dias após invasão russa e brasileiros não têm como sair do país
Parlamento Europeu pede que Uefa tire final da Champions League da Rússia e encerre contrato com a Gazprom

“A Uefa compartilha a preocupação significativa da comunidade internacional pela situação de segurança se desenvolvendo na Europa e condena veementemente a invasão militar russa na Ucrânia”, diz a nota da Uefa.  

“Como órgão dirigente do futebol europeu, a Uefa trabalha incansavelmente para desenvolver e promover o futebol de acordo com valores europeus comuns, como a paz e o respeito pelos direitos humanos, no espírito da Carta Olímpica. Continuamos resolutos na nossa solidariedade com a comunidade do futebol na Ucrânia e estamos prontos para estender a nossa mão ao povo ucraniano”, continua o comunicado.

“Estamos lidando com essa situação com a máxima seriedade e urgência. As decisões serão tomadas pelo Comitê Executivo da Uefa e anunciadas amanhã”, confirma ainda a Uefa, se referindo justamente à reunião nesta sexta-feira.

A decisão de mudar a sede da final da Champions League está tomada, segundo informações do site The Athletic, mas a Uefa só deve anunciar nesta sexta-feira, com a reunião do Comitê Executivo, inclusive por preocupações jurídicas e comerciais implicadas com a mudança.

Há também a questão do patrocínio da Gazprom, estatal russa que é uma gigante de energia e responsável pelos gasodutos que abastecem a Europa com gás natural. O Schalke 04 já anunciou que rompeu com a empresa russa. É espero que a Uefa anuncie mais do que apenas a mudança de sede da Champions League, mas isso só deve ser revelado na sexta-feira pela manha.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo