Europa

Melhor do mundo? Estudo aponta jogador do City como o mais impactante de 54 ligas

CIES considerou seis áreas do futebol e apontou o volante do Manchester City como jogador de maior impacto

Como definir o quanto um jogador impacta em um time individual e coletivamente? Número de participações em gols, desarmes, finalizações? Bom, o CIES Football Obseravatory realizou esse levantamento levando em consideração seis áreas do futebol e concluiu que Rodri, volante do Manchester City, é o atleta com maior impacto entre 54 campeonatos nacionais ao redor do mundo na temporada 2023/24. O estudo também considerou minutos em campo e os resultados dos respectivos times.

O espanhol, invicto com o clube inglês desde fevereiro do ano passado, atuou 33 partidas, nas quais marcou sete gols e distribuiu nove assistências. Segundo o SofaScore, ele lidera as estatísticas de passes certos (98.2 com eficácia de 92%) e de bolas longas por jogo (7.1). Por tudo isso, conforme estudo do CIES, atingiu pontuação de 98,5 de 100 pontos possíveis na área de distribuição – uma das seis consideradas pelo Observatório, que também considerou criação de jogadas, dribles certos, finalização, jogo aéreo e defesa pelo chão.

Em segundo está Granit Xhaka, outro meio-campista e na área de distribuição, do invicto Bayer Leverkusen, que tem pontuação de 92,3. Martin Odegaard fecha o pódio com 89,9 no quesito criação de jogo.

Os jogadores com maior impacto no mundo

  1. Rodri (Manchester City): 98,5 – distribuição
  2. Xhaka (Bayer Leverkusen): 92,2 – distribuição
  3. Odegaard (Arsenal): 89,9 – criação de jogadas
  4. Florian Wirtz (Bayer Leverkusen): 89,2 – criação de jogadas
  5. Toni Kroos (Real Madrid): 89,0 – distribuição
  6. Jude Bellingham (Real Madrid): 87,9 – finalização
  7. Alexis Mac Allister (Liverpool): 85,0 – defesa pelo chão
  8. Bukayo Saka (Arsenal): 84,2 – finalização
  9. Rúben Dias (Manchester City): 83,9 – distribuição
  10. Phil Foden (Manchester City): 83,7 – finalização

Os melhores por posição

  • Zagueiro: Rúben Dias – 83,9
  • Lateral: Josko Gvardiol – 81,4
  • Volante: Rodri – 98,5
  • Meia ofensivo: Wirtz – 89,2
  • Ponta: Saka – 84,2
  • Atacante: Lautaro Martínez – 82,9

Cadê o Brasil?

Precisamos procurar bem na lista para encontrar os brasileiros. O melhor colocado é Rodrygo, do Real, com 78,0 pontos em finalização, ocupando a 54ª colocação. Na sequência vem Savinho, do Girona, com 77,5 (dribles certos), em 61º, e Gabriel Magalhães, do Arsenal, com 77,2 (jogo aéreo), 64º.

Ironicamente, Vinicius Júnior, cotado para ser o primeiro brasileiro melhor do mundo desde Káká em 2007, aparece apenas na posição 97 por somar 74,8 pontos (dribles). Vale destacar que o levantamento não levou em consideração o Campeonato Brasileiro.

Veja todos os brasileiros presentes no top-100 do ranking de impacto do CIES.

  • 54: Rodrygo – 78,0
  • 61: Savinho – 77,5
  • 64: Gabriel Magalhães – 77,2
  • 76: Yan Couto – 76,2
  • 83: André Ramalho – 75,9
  • 84: Bruno Guimarães – 75,8
  • 93: Douglas Luiz – 75,1
  • 97: Vinicius Júnior – 74,8
  • 98: Lucas Paquetá – 74,8

O mundo fora das cinco grandes ligas da Europa

Por posição fora das cinco grandes ligas da Europa (Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha e França), é legal ver como a Arábia Saudita se meteu no meio de outros campeonatos por conta dos milhões investidos recentemente. O Al-Hilal tem o melhor lateral, no caso Saud Abdulhamid (70,5 pontos), e também o volante Sergej Milinković-Savić (83,7, número alto e igual ao do décimo melhor no geral).

Além da liga saudita, o Campeonato Português foi representado por Rafa Silva, do Benfica, melhor entre os meias ofensivos (73,0) e Viktor Gyökeres, do Sporting, no recorte dos atacantes (79,6). Por fim, o PSV, campeão holandês, conta com o zagueiro, Olivier Boscagli (80,4), e o ponta, Johan Bakayoko (76,8), com mais pontuação.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo