Eurocopa 2024

A receita do sucesso da Inglaterra em decisão de pênaltis contra a Suíça na Euro

English Team utilizou estratégias para desestabilizar adversário antes das cobranças

A Inglaterra passou sufoco nas quartas de final da Eurocopa e precisou recorrer aos pênaltis para eliminar a Suíça. 

Após empate por 1 a 1 no tempo normal, o placar se manteve inalterado na prorrogação, e a definição da vaga para a semifinal foi para as penalidades máximas.

A Inglaterra converteu 100% das cobranças que fez, enquanto Akanji perdeu logo a primeira da Suíça na série decisiva, o que foi fundamental para o resultado.

Geir Jordet, especialista em psicologia em cobranças de pênaltis, notou algumas estratégias utilizadas pela equipe inglesa antes do início da série.

Uma delas é que o último cobrador sempre “vai buscar” o próximo batedor.  Outra observação feita por Jordet é que Pickford fica posicionado na área, de modo a atrapalhar o goleiro adversário.

O jogador fica posicionado nesta região proibida até ser advertido pelo árbitro do jogo, com isso, tirando a concentração do goleiro da outra equipe.

Outra maneira de tentar desconcentrar os jogadores suíços é liderada pelo técnico Gareth Southgate. O treinador junta apenas os cobradores elegíveis para a palestra antes dos pênaltis.

Se isso terá efeito diante da Holanda nas semifinais, só o decorrer do confronto pode dizer. O que não dá para negar é que tal psicologia, utilizada desde 2021 pelo English Team, tem dado resultado quando o assunto é pênaltis.

Inglaterra joga mal, mas chega entre os quatro melhores da Eurocopa

Apesar da estratégia inglesa ter funcionado diante dos suíços, o que mais chama a atenção no English Team durante o torneio é o seu fraco futebol apresentado nesta Euro.

No entanto, se em campo o English Team não tem demonstrado tudo o que pode na competição, o jeito é apelar ao lado emocional para tentar chegar à mais uma final.

Vice-campeã na edição passada após confronto contra a Itália, a Inglaterra tem recebido inúmeras críticas após o fraco rendimento nas últimas competições oficiais. 

Southgate e Foden durante as quartas de final da Eurocopa no duelo entre Inglaterra e Suíça
Foden tentou defender o técnico Gareth Southgate após as críticas recebidas pela imprensa e torcida. Foto: Icon Sport

Em 2022, o time comandado por Southgate foi rebaixada para a segunda divisão da Nations League após ficar em último lugar no Grupo 3, atrás de Itália, Hungria, e Alemanha.

Na última Copa do Mundo, a Inglaterra chegou nas quartas de final, mas ficou pelo caminho após perder por 2 a 1 para a França.

Na Eurocopa deste ano, o time inglês não teve nenhuma exibição de bom nível, a não ser o segundo tempo do jogo contra a Eslováquia, nas oitavas de final.

No mais, a geração de Foden, Bellingham, Alexanxder-Arnold, entre outros, não tem conseguido transformar sua qualidade individual, em um jogo coletivo forte.

Jogadores defendem Southgate

Aliás, o atacante do Manchester City saiu em defesa do treinador na última semana, chamando para os jogadores a responsabilidade por um desempenho melhor na competição.

— Nos treinos, ele (Southgate) tem nos dito para pressionar e estar marcando no campo de ataque. Às vezes tal postura tem que vir dos jogadores. Temos de ser líderes e sinto que nos jogos podíamos ter nos unido mais e encontrado uma solução. Temos falado mais sobre isso e, se acontecer de novo, podemos encontrar uma saída e adaptar ao nosso jogo — disse o jogador.

Classificada para a semifinal da Eurocopa, a Inglaterra encara a Holanda na próxima quarta-feira (10), às 16h (horário de Brasília). O confronto acontece no Estádio Signal Iduna Park, em Dortmund.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de SouzaRedator

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo