Eurocopa 2024

Cucurella se torna alvo de protestos da torcida após lance polêmico na Euro

Lateral-esquerdo do Chelsea foi vaiado pelos alemães durante a partida contra a França

Marc Cucurella assumiu o posto na lateral-esquerda na seleção da Espanha e vem fazendo uma Eurocopa excepcional. Seguro na marcação, o jogador do Chelsea é homem de confiança do técnico Luis de la Fuente.

Contra a França, pela semifinal da Eurocopa, o ala mais uma vez demonstrou seu poder defensivo ao anular o lado direito do ataque dos Les Bleus.

Marcando implacavelmente a Dembelé e Koundé, Cucurella ainda tinha fôlego para buscar o ataque e fazer parte do processo criativo da Fúria.

No entanto, nem tudo foi tão bem ao jogador. A cada vez que pegava na bola, o jogador era alvo constante de xingamentos, vaias e apitos por parte da torcida alemã.

Na última sexta-feira (5), Cucurella foi protagonista de um lance polêmico contra a Alemanha, durante as quartas de final da competição.

Durante a prorrogação, Musiala disparou um chute forte da entrada da área, e acertou precisamente o braço esquerdo do espanhol, que estava um pouco aberto.

O árbitro do jogo, Anthony Taylor, deu sequência ao jogo, causando revolta e indignação na torcida alemã. A insatisfação foi tanta que até um abaixo-assinado foi feito no intuito de anular a partida.

Em entrevista pós-jogo, Cucurella admitiu que a bola havia tocado em seu braço, mas que se a arbitragem não marcou nada, a partida deveria prosseguir.

— A bola bateu na minha mão, mas o árbitro disse imediatamente não, e isso me fez sentir melhor! Se os especialistas em arbitragem disserem que não é pênalti, então não é pênalti — disse o lateral após a vitória por 2 a 1 diante da Alemanha.

Cucurella se defende de comportamento hostil da torcida alemã

A Espanha bateu a França pelo placar de 2 a 1 e está na final da Eurocopa. Após 12 anos, a equipe espanhola disputará novamente uma decisão e vai em busca do seu quarto título europeu.

Em entrevista à rádio espanhola Cadena COPE, o lateral-esquerdo tentou se defender das vaias e xingamentos que vinham da arquibancada.

O jogador se isentou de qualquer culpa em relação ao lance polêmico contra a Alemanha. Além disso, aproveitou para valorizar a vitória espanhola e a classificação da Fúria para a decisão da Euro.

— São coisas que acontecem, não tenho culpa de nada. O importante é que estamos na final e pronto — afirmou Cucurella.

Imprensa alemã condena atitude da torcida

A imprensa alemã condenou o comportamento dos torcedores em relação à Cucurella. Sendo assim, alguns dos principais veículos do país consideraram os xingamentos uma falta de espírito esportivo.

O Kicker, por exemplo, classificou a atitude da torcida local como “vergonhosa, boba e contrária à ideia de fair play”. O veículo ainda pontua que a eliminação da Alemanha da Euro em nada tem relação com o lateral-esquerdo, e que reconhecer a derrota faz parte.

— A eliminação da Alemanha não é culpa do vistoso lateral-esquerdo encaracolado, mas uma interpretação completamente errada de uma regra de mão que tem sido muito complicada nos últimos anos. Faz parte do esporte celebrar vitórias e reconhecer derrotas — reitera o portal.

Já o canal de televisão NTV classificou a torcida alemã como “má perdedora” e também como “anfitriões ruins” ao perseguir Cucurella durante todo o jogo contra a França.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo