MLS

Sem espaço no Atlético de Madrid, Héctor Herrera aceita proposta do Houston Dynamo

Aos 31 anos, Héctor Herrera vai para uma cidade com grande comunidade mexicana e próximo à sua terra natal

O Houston Dynamo anunciou a contratação do meio-campista mexicano Hector Herrera, de 31 anos, do Atlético de Madrid. O jogador era reserva do time de Diego Simeone e chega em um local com uma grande comunidade mexicana e com contrato até 2025. O jogador chegará sem custos de transferência para a equipe da MLS, já que foi liberado pelo Atlético. Ele chega como um dos três jogadores designados do Houston Dynamo.

VEJA MAIS:
Deu casamento: LA Galaxy anuncia contratação de Douglas Costa
Sem emplacar nos seis meses de Lyon, Shaqiri deixa o futebol europeu e vai atuar no Chicago Fire
Atlanta United quebra recorde da MLS e oficializa a contratação do promissor Thiago Almada

Herrera tem 93 jogos pela seleção mexicana, com 10 gols marcados. Chegou ao Atlético de Madrid em 2019, depois de ótimas temporadas pelo Porto. Ele fez parte do elenco campeão espanhol na temporada 2020/21, sendo um reserva da equipe. Pelo Porto, conquistou o título português em 2017/18. Jogou as Copas do Mundo de 2014 e 2018 pelo México.

O seu técnico será um latino também: Paulo Nagamura é brasileiro e mora há muitos anos nos Estados Unidos, onde jogou sua carreira profissional como jogador e agora migrou para a carreira de técnico. Ele assumiu o time nesta temporada, depois de um ano de 2021 muito ruim, com campanha que terminou em último lugar na Conferência Oeste. Estreou na temporada com um empate por 0 a 0 com o Real Salt Lake.

“Em nome da cidade de Houston e nossos leais e apaixonados torcedores, estou honrado em dar as boas-vindas a Héctor Herrera ao Houston Dynamo Football Clube”, disse o dono do clube, Ted Segal. “O gerente geral Pat Onstad e eu focamos em identificar alguém que fizesse a diferença para o nosso clube e o talento de Héctor o tornam um encaixe perfeito. Tão importante quanto, através deste processo de assinatura, fiquei animado ao ouvir o compromisso de Héctor com nosso clube e a cidade de Houston, e espero que ele se torne parte de nossa comunidade muito em breve”.

Morar no Houston, uma grande cidade do Texas, onde há uma comunidade mexicana forte, é um ponto bastante atrativo para Herrera aceitar a proposta. Jogar nos Estados Unidos é um passo atrás esportivamente, mas é uma garantia de boa qualidade de vida e um bom salário, além de estar mais próximo da terra natal. São condições que compuseram um pacote atrativo para Herrera, que já jogava pouco na Espanha e não parecia ter espaço no time de Simeone.

VOCÊ PDE GOSTAR TAMBÉM:
Destaque nas Eliminatórias, Michael Estrada será mais um sul-americano na MLS, emprestado ao DC United
O Toronto FC confirma a contratação de Insigne, que deixa a idolatria no Napoli por uma oferta astronômica da MLS
MLS planeja expansão e Las Vegas é favorita a receber o 30º clube da liga

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo