Estados Unidos

Messi é decisivo mais uma vez e conquista primeiro título com o Inter Miami

Inter Miami contou com mais um golaço de Messi e venceu a Leagues Cup ao bater o Nashville nos pênaltis

Barcelona, Paris Saint-Germain, Argentina e, agora, Inter Miami. Não importa qual camisa tenha vestido, Lionel Messi já conquistou um título com ela. Neste sábado (19), o craque faturou a Leagues Cup, torneio de intertemporada que reúne os times da MLS e da Liga MX, e levantou seu primeiro troféu pelo novo clube. Na final contra o Nashville, o astro abriu o placar para o Inter Miami com um lindo gol de fora da área no primeiro tempo, mas Fabrice Picault deixou o placar em 1 a 1 ao marcar de cabeça na segunda etapa. Nos pênaltis, a equipe da Flórida sagrou-se campeã pela primeira vez em sua curta história ao vencer por 10 a 9 no Geodis Park, em Nashville.

Marcando em todas as sete partidas e terminando com dez gols, Messi foi o artilheiro da competição e se isolou como terceiro maior artilheiro do Inter Miami, que passou a disputar jogos oficiais em 2020. O argentino, que fez sua estreia pelo clube há menos de um mês, também foi eleito o melhor jogador da Leagues Cup.

Lionel Messi e Inter Miami voltam a campo na quarta-feira (23), às 20h30 (horário de Brasília), para enfrentar o Cincinnati, novamente fora de casa. O confronto é válido pela semifinal da USA Open Cup.

Messi abre o placar, mas Nashville empata

Foram necessários 23 minutos para Lionel Messi marcar em sua primeira final com o Inter Miami. Após a tentativa de passe Robert Taylor para Cremaschi ser cortada, o camisa 10 ficou com a sobra na entrada da área, cortou um marcador e finalizou forte colocado no ângulo direito do goleiro Elliot Panicco.

O Nashville buscou o empate aos 11 minutos da segunda etapa. Após escanteio cobrado pela esquerda, Fabrice Picault aproveitou um leve desvio e, agachando, conseguiu cabecear dentro da pequena área. Cremaschi tentou tirar em cima da linha, mas o goleiro Drake Callender botou a bola novamente na direção do gol.

Mesmo chegando menos ao ataque, o Inter Miami ainda teve duas oportunidades de sagrar-se campeão no tempo normal. A primeira foi com Messi que recebeu de Sergio Busquets, carregou para o meio e chutou cruzado da entrada da área, carimbando a trave aos 25 minutos.

Já no último lance da decisão, o atacante Leonardo Campana fez o que parecia ser impossível. Depois de grande lançamento de Busquets, o camisa 9 venceu a disputa com a marcação, invadiu a área sozinho e tentou encobrir o goleiro Elliot Panicco. A finalização acabou virando um chapéu, e Campana tentou completar para o gol com um carrinho, mas também acertou a trave.

Longa disputa de pênaltis termina com título inédito

Como já havia acontecido nas oitavas de final contra o Dallas, Lionel Messi foi o responsável por abrir a disputa de pênaltis. Com tranquilidade, deslocou Panicco e bateu cruzado para colocar o Inter Miami na frente.

O Nashville também converteu sua primeira cobrança com Hany Mukhtar, enquanto Busquets deixou o time da Flórida em vantagem mais uma vez. Foi então que Drake Callender defendeu a batida de Randall Leal, que foi forte no meio, e deixou o Inter Miami mais próximo do título.

Acontece que após Campana e kamal Miller marcarem para os visitantes e Anibal Godoy e Zimmerman diminuírem para os donos da casa, Victor Ulloa parou em defesa de Panicco. Na sequência, Sam Surridge balançou a rede e mandou a disputa para morte súbita.

As cinco cobranças seguintes das duas equipes terminaram em gol. Pelo lado de Miami, Kryvtsov, Jordi Alba, Diego Gómez, David Ruiz e DeAndre Yedlin marcaram. Já Nashville contou com Shaquell Moore, Daniel Lovitz, MacNaughton, Sean Davis e Jacob Shaffelburg para seguir vivo na briga pelo título.

Quando parecia que os cobradores precisariam se repetir, e veríamos Messi cobrando mais uma vez, a estrela de Drake Callender brilhou novamente. O goleiro do Inter Miami converteu sua cobrança e defendeu a de Elliot Panicco, garantindo a conquista da Leagues Cup.

Efeito Messi

Com Lionel Messi, o Inter Miami não só conquistou seu primeiro título na história como também está invicto. Foram cinco vitórias e dois empates em sete jogos, além de dois triunfos em decisões por pênaltis.

Antes de Messi, o time havia disputado 26 partidas em 2023, acumulando oito vitórias, quatro empates e 14 derrotas, um aproveitamento de apenas 35,8%.

Apesar da conquista da Leagues Cup, o Inter Miami não está em uma situação confortável na MLS. O time de Messi é o lanterna da conferência leste e tem a pior campanha da competição, com 18 pontos conquistados em 22 partidas.

Lionel Messi: artilheiro, melhor jogador e campeão da Leagues Cup (Foto: Icon sport)

O Inter Miami ainda terá mais 12 compromissos pela MLS, mas precisará de um verdadeiro milagre para avançar ao mata-mata. A primeira equipe da conferência leste que atualmente está se classificando diretamente para os playoffs é o Atlanta United, que tem 35 pontos. Já o DC United, que está em nono lugar e garantindo vaga em uma espécie de repescagem, tem 30 pontos. Ambos os clubes disputaram 24 jogos.

Relembre a campanha do título

Para chegar até a decisão, o Inter Miami passou por outros seis jogos na Leagues Cup. Na estreia, derrotou o Cruz Azul por 2 a 1, com direito a um golaço de falta de Messi nos acréscimos para assegurar a vitória em sua estreia no novo clube.

Ainda na fase de grupos, goleou o Atlanta United por 4 a 0 e venceu o Orlando City por 3 a 1. Em ambos os jogos, Lionel marcou duas vezes. Nas oitavas de final, um confronto eletrizante com o Dallas terminou em 4 a 4 e triunfo por 5 a 3 nos pênaltis. Para variar, Messi também anotou dois, incluindo o de empate em outro golaço de falta, mais uma vez na reta final do jogo.

As quartas de final e semi foram mais tranquilas. Primeiro, vitória por 4 a 0 sobre o Charlotte. Depois, 4 a 1 contra o Philadelphia Union. Messi marcou uma vez em cada goleada, enquanto Jordi Alba, outro que também fez história no Barcelona, fez seu primeiro gol pelo Inter Miami diante do Philadelphia.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo