La Liga

Piqué: “No um contra um, Vinícius Júnior é um dos melhores do mundo”

Às vésperas do clássico entre Barcelona e Real Madrid, Piqué, um dos líderes dos catalães, fez elogios ao brasileiro

O fim de semana terá Barcelona x Real Madrid no Camp Nou, neste domingo (11h15, no Star+) e o zagueiro Gerard Piqué deu entrevista para o canal Moviestar, que detém os direitos de transmissão na Espanha. Ele comentou sobre o jogo, sobre a aposentadoria dos gramados estar se aproximando e ainda elogiou o atacante brasileiro Vinícius Júnior, destaque do rival.

LEIA TAMBÉM: Ansu Fati: “Não sinto a pressão de jogar com a camisa 10. Tenho que seguir meu próprio caminho”

“Um clássico, em certa maneira, são mais que três pontos e mais que um simples partido. Ganhar ao eterno rival te dá força, ânimo, confiança. E isso neste esporte é muito importante. Se ganha um clássico te dá tudo isso. E a mensagem você dá se ganha é que pode ganhar do Real Madrid e competir na liga. É importante a partida, viemos com boa dinâmica e as pessoas estão respondendo. Estamos bem preparados”, afirmou Piqué.

“Se eles [Real Madrid] querem ser favoritos, passamos o papel sem problemas. Mas não há favorito em um clássico, como se demonstrou historicamente. Acredito que os dois vêm bem. Passamos por nossos momentos de crise, mas estamos em cima na liga e nos recuperamos na Champions”, continuou o zagueiro.

Aos 34 anos, Piqué é um dos mais experientes jogadores do Barcelona e um dos capitães do time – a braçadeira atual está com Sergio Busquets e o zagueiro é o vice-capitão. Ele foi perguntado sobre a maturidade. “Com a idade, quando você viveu de tudo um pouco, prefere a estabilidade, estar tranquilo. Em termos familiares, estou excelente, na equipe também. Estou bem. Sigo conservando o Gerard, esse rebelde que pisa em poças, mas estou gostando. Sei que me falta pouco, mas não sei quanto. Tenho que aproveitar”.

Ansu Fati, nova estrela da equipe

A grande coqueluche do Barcelona no momento é Ansu Fati, que fará 19 anos em 31 de outubro. Recentemente, ele renovou o seu contrato com o clube até 2027, com uma cláusula de € 1 bilhão. Tem sido o destaque, ainda se recuperando de lesão. Ele recebeu a responsabilidade de herdar a camisa 10 do Barcelona.

“O Barça precisa de figuras assim, goleadores. As pessoas precisam, e mais ainda quando saiu o jogador mais importante da nossa história. Mas temos que ser realistas com o garoto. Tem 19 anos e aqui quem tem que ganhar as partidas é a equipe e que ele ajude com gols”, afirmou Piqué.

O zagueiro foi perguntado sobre o duelo com Vinícius Júnior. Ansu Fati e Vinícius são dois jogadores jovens que tem se destacado neste início de temporada nos dois clubes. Vinícius brilhou no meio de semana pela Champions League com um golaço. Ele foi recentemente elogiado pelo técnico do Real Madrid, Ancelotti, pela sua evolução.

“Vinícius é mais rápido, mais elétrico, é mais um ponta puro. Ansu tem o talento do gol e pode jogar como atacante. Diria que Ansu tem mais gol e que o outro é mais elétrico e, no um contra um, é um dos melhores do mundo”, analisou Piqué.

O crescimento de Benzema

O zagueiro também comentou sobre Karim Benzema, que tem sido reconhecido como destaque deste Real Madrid. “Acho que o fato de o Cristiano ter saído deixou um espaço para ele ocupar e ele o ocupou perfeitamente. Ele agora tem a paz de espírito para definir bem. Karim é mais do que fazer gols. Nos últimos anos tem jogado grandes temporadas e sabemos a dificuldade. Vai ser divertido e vamos nos divertir”, disse Piqué.

Um dos jogadores que podem voltar ao Barcelona é o lateral esquerdo Jordi Alba, que estava machucado. Titular da posição, não há um substituto no elenco. Eventualmente, Álex Balde atuou por ali, ou mesmo Sergiño Dest, improvisado.

“É importante que esteja aí porque nos dá muito. Mas também porque não temos aquele segundo homem para substituí-lo. Outras pessoas podem jogar lá, mas não é sua posição usual. Jordi nos dá muito com centros, chegadas, gols. Tentaremos nos ajudar e estar lá. Estou otimista e espero isso”, disse.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo