Brasil

Lesão interrompe retomada de Yuri Alberto e cria problema gigantesco para António Oliveira no Corinthians

António Oliveira tem quatro opções para o lugar de Yuri Alberto, que sofreu fratura no dérbi e já é desfalque certo diante do Cianorte, pela Copa do Brasil

A sobrevida do Corinthians no Campeonato Paulista passa diretamente por Yuri Alberto, que colocou fim na má fase e marcou três gols nos últimos três jogos. A reviravolta tem um outro personagem importante: o novo treinador António Oliveira, que desde sua chegada deu mais confiança não apenas ao atacante, mas também a todo o restante do elenco alvinegro.

Há cerca de dez dias o Corinthians perdeu cinco jogos em seis e parecia sem perspectiva alguma, inclusive se preocupando com uma possibilidade de rebaixamento no Campeonato Paulista. Após duas vitórias e o empate heroico no dérbi diante do Palmeiras neste domingo (18), o Timão ainda segue com chances de se classificar para o mata-mata mata do torneio estadual.

Yuri Alberto foi um dos personagens do dérbi não apenas pelo gol, mas também por ter deixado o campo logo depois lesionado. Ele que começou a temporada de 2024 tão mal quanto havia terminado a de 2023, vinha de uma sequência de atuações mais sólidas, sem os erros técnicos de outrora, mas agora pode ter sua boa fase interrompida por uma fratura na costela.

Clássico foi a 100ª partida de Yuri no Corinthians, e última por pelos três semanas

Assim que entrou em campo para disputar o clássico com o Palmeiras, Yuri Alberto chegou a marca de 100 jogos com a camisa do Timão, uma marca expressiva dentro do clube. Contratado após muito esforço financeiro do clube, o jovem atacante teve uma boa fase inicial, mas depois enfrentou muitas dificuldades quando o clube perdeu Roger Guedes que, na ocasião, era o seu parceiro fiel de ataque.

Mesmo com marca importante e gol essencial para evitar a derrota do Corinthians, a celebração de Yuri Alberto ficou de lado e deu lugar a uma preocupação. O atacante deixou o campo de maca após sofrer uma entrada nas costas do zagueiro palmeirense Murillo. No momento do lance, Yuri Alberto já caiu no gramado sem conseguir respirar e segurando o peito. Jogadores e médicos dos dois times prontamente ajudaram, e ele saiu carregado de campo.

Logo de cara a impressão foi de que seria algo na região das costelas. Horas depois, o próprio jogador divulgou nas redes sociais que foi constatada uma fratura no 8º arco costal. Na tarde desta segunda-feira (19) o clube confirmou o tipo de lesão do atacante e disse, em nota, que o jogador já começou o tratamento:

 O atacante Yuri Alberto, que levou uma joelhada na região do cotovelo e da costela, teve uma fratura no oitavo arco costal constatada após exames e já iniciou a recuperação.

Apesar de não confirmar o tempo de recuperação do jogador, a reportagem da Trivela apurou que esse tipo de lesão pode levar cerca de três semanas para sarar completamente. Independentemente disso, Yuri Alberto já é desfalque certo para a primeira partida da Copa do Brasil e para a reta final da fase de grupos do Campeonato Paulista.

Com ausência certa de Yuri Alberto, Corinthians precisará de solução rápida

Na quinta-feira (22), o Corinthians tem o seu primeiro desafio na Copa do Brasil. O time enfrenta o Cianorte, em Maringá, no Paraná. O jogo é válido pela primeira fase da competição, ou seja, quem perder está fora, porém o clube paulista tem a vantagem do empate.

Agora com a ausência certa de Yuri Alberto, António Oliveira precisará achar soluções rápidas para ocupar o lugar do camisa nove dentro do ataque alvinegro. Já sem Pedro Raul, que atuou pouco antes de se lesionar, o treinador português tem três dias para conseguir trabalhar com as opções disponíveis para que o time consiga sair classificado do Paraná.

António Oliveira tem quatro nomes que podem formar o ataque alvinegro sem Yuri Alberto e Pedro Raul: Arthur Souza, Giovani, Romero e Pedro Henrique.

  • Arthur Souza: Campeão da Copinha com o sub-20, foi o artilheiro do Timãozinho na competição. No clássico com o São Paulo teve oportunidade de entrar e substituir Yuri Alberto e balançar a rede dentro da Neo Química Arena. Arthur se encaixa bem nas características de Yuri e no que tem sido pedido pelo treinador.
  • Giovani: Mais um garoto que pode jogar avançado ou centralizado. Apesar de não ter tantas características de pivô, Giovanni já foi utilizado assim, inclusive na Seleção Brasileira. Na temporada passada marcou seu primeiro gol como profissional diante do Vasco.
  • Romero: Na primeira passagem pelo clube, Romero chegou a atuar como atacante centralizado, antes de passar a atuar pelas pontas.
  • Pedro Henrique: Recém-chegado do Internacional, também joga pelas pontas, mas possui características que podem aumentar a movimentação rápida pelo meio.
Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo