Brasil

Wesley surpreende positivamente e assume titularidade no Internacional

Contestado no Cruzeiro, Wesley é destaque na arrancada do Internacional no Campeonato Brasileiro e faz por merecer titularidade

Em um Internacional que buscou 11 reforços para a temporada 2024, Wesley chegou como um dos menos badalados após passagem ruim pelo Cruzeiro. Entretanto, o atacante de 25 anos tem surpreendido positivamente e vem, jogo após jogo, afastando a desconfiança que a torcida colorada tinha nele.

Neste início de Campeonato Brasileiro, Wesley tem sido decisivo para a boa arrancada do Internacional, que tem 100% de aproveitamento, assim como o Flamengo. Com dois gols nas duas partidas disputadas até aqui, o atacante colorado divide a artilharia da competição com De La Cruz, do rubro-negro carioca, Lima, do Fluminense, e Jean Carlos, do Juventude.

Wesley chegou ao Internacional disposto a apagar passagem ruim pelo Cruzeiro

Wesley desembarcou em Porto Alegre, em fevereiro, disposto a desfazer a imagem negativa deixada no Cruzeiro, em que fez apenas quatro gols e deu quatro assistências em 42 jogos, e ficou marcado por desperdiçar grandes oportunidades. O atacante entende que a cobrança da torcida cruzeirense passava também pelo expressivo montante de R$ 16 milhões que o clube mineiro pagou para tirá-lo do Palmeiras.

— Críticas acontecem. Acho que no Cruzeiro, pela questão do investimento que foi feito pelo clube, é normal as críticas, a cobrança. Acho que o que passou, passou. Aqui é uma nova história, e vamos construí-la da forma mais bonita possível — disse Wesley em sua apresentação no Internacional, no dia 20 de fevereiro, no CT Parque Gigante.

Com boas participações, Wesley merecia chance como titular

O ex-atacante de Palmeiras e Cruzeiro foi contratado pelo Internacional para ser alternativa a Wanderson, que também possui características de drible e velocidade. Após entrar no segundo tempo das vitórias sobre Grêmio e ASA, Wesley marcou gol em seu primeiro jogo como titular, quando time alternativo foi utilizado, na vitória por 2 a 1 sobre o Juventude, pela última rodada da fase de grupos do Campeonato Gaúcho.

Mas foi no momento de maior instabilidade do Inter na temporada que o camisa 21 realmente começou a se destacar. Em meio à indigesta sequência de quatro empates, que contou com a eliminação na semifinal do Gauchão, para o Juventude, Wesley foi um dos poucos que se salvaram nos tropeços contra Belgrano e Real Tomayapo, pela Copa Sul-Americana. E o Inter voltou a vencer muito por causa dele. O atacante entrou bem no intervalo da estreia no Campeonato Brasileiro, contra o Bahia, e iniciou a reação colorada, que culminaria na virada, ao marcar o gol de empate logo depois do Tricolor de Aço abrir o placar.

Com merecimento, Wesley começou como titular contra o Palmeiras, na Arena Barueri. E, novamente, foi decisivo. No primeiro tempo, cavou pênalti, que Borré desperdiçou, e marcou o gol da vitória, na ‘Lei do Ex’, ao receber passe do colombiano, no lado direito da grande área, e bater cruzado. Na segunda etapa, seguiu como principal válvula de escape do Inter, até ser substituído por Robert Renan, quando Coudet resolveu fechar a casinha.

Wesley pode seguir titular mesmo quando lesionados do Internacional retornarem

Claro que essa titularidade de Wesley passa, também, pelos desfalques que o Inter vem tendo no setor ofensivo, com Alan Patrick e Enner Valencia no departamento médico. Mas mesmo quando os dois voltarem, o camisa 21 faz por merecer a continuidade no 11 inicial. Até porque vive momento melhor do que o de Wanderson, o outro jogador com suas características no elenco, e Maurício, que habitualmente é o titular pelo lado direito.

Coudet parece respeitar a boa fase de Wesley. Tanto é que adaptou seu esquema tático habitual, o 4-1-3-2,com dois meias pelos lados e dois centroavantes. Contra o Palmeiras, o Inter se posicionou no 4-2-3-1, com dois pontas agudos, mesmo que o também agressivo Bustos fosse o lateral pela direita — normalmente, Maurício atua como meia-ponta para liberar o corredor para o argentino.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo