Brasil

‘Videogame no modo amador’: dirigente do Grêmio detona Flamengo, Palmeiras e São Paulo

Vice-presidente gremista, Eduardo Magrisso criticou a postura de Flamengo, Palmeiras e São Paulo, que foram contrários à paralisação do Campeonato Brasileiro por conta das enchentes no Rio Grande do Sul

A paralisação da Série A do Campeonato Brasileiro, confirmada pela CBF na última quarta-feira (15), está dando o que falar. Mesmo que a maioria dos clubes tenha sido a favor, o que motivou a entidade que rege o futebol brasileiro a tomar a decisão, a firme posição contrária de algumas agremiações gera incômodo. Nesta sexta-feira (17), em entrevista à ESPN, Eduardo Magrisso, vice-presidente do Grêmio, detonou a postura de Flamengo, Palmeiras e São Paulo.

– Na posição de dirigente eu sei o quanto é importante defender os interesses dos nossos clubes. E eu imagino que Flamengo e Palmeiras, que estão numa boa posição no campeonato, estejam defendendo o interesse dos clubes. Mas eles estão jogando videogame no modo amador. Aí vão ganhar sempre. A gente ainda espera demovê-los dessa posição, e que eles venham a concordar com a gente, entendendo a nossa situação. A gente não pode olhar só para o nosso clube, porque a gente precisa de adversário para competir. Sem adversário a gente não compete. Sem adversário em igualdade de condições a competição fica muito ruim, perdem todos – opinou.

Vice-presidente do Grêmio diz que algumas declarações machucaram

Embora Flamengo, Palmeiras e São Paulo tenham colocado suas instalações à disposição dos clubes gaúchos, ainda no dia 7 de maio, algumas declarações de representantes dessas equipes incomodaram o Grêmio. Magrisso revelou que o presidente gremista, Alberto Guerra, tem mantido contato com dirigentes desses três times para tentar modificar suas opiniões.

– Palmeiras, Flamengo e São Paulo, que fizeram manifestações bem duras, e que de certa forma nos causou alguma dor, a gente espera que eles ainda mudem a posição e entendam. O presidente Guerra vem tendo conversas insistentes com eles tentando mostrar nossa posição – comentou.

Flamengo se preocupa com eventuais desfalques nos jogos remarcados

Entre os argumentos utilizados pelos clubes contrários à paralisação do Campeonato Brasileiro, está o prejuízo para o calendário. Possivelmente, as duas rodadas adiadas pela CBF serão realizadas em Datas Fifa, fazendo com que equipes com jogadores convocados para suas seleções estejam desfalcadas. Essa preocupação foi exposta, por exemplo, por Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo.

— A gente esperava a reunião da CBF no dia 27, mas foi feita essa determinação. Espero que o Flamengo não tenha mais jogos na Data Fifa. Por exemplo, nós iríamos jogar contra o Vasco no sábado (18) com todo o elenco disponível. Não quero falar do Grêmio, na outra rodada, pois é uma situação diferente por razões óbvias. Espero que não amplie. A princípio, eram nove jogos. Agora espero que não passe para 10, 11, 12, 13, 14 jogos nos quais o Flamengo jogaria sem quatro ou cinco jogadores – disse Braz após a goleada por 4 a 0 sobre o Bolívar, na última quarta-feira (15), pela Libertadores.

Grêmio retoma treinamentos no CT do Corinthians e volta a jogar no dia 28

Com a Arena do Grêmio e o CT Luiz Carvalho completamente alagados, o Grêmio retomou seus treinamentos, nesta sexta-feira (17), no CT Joaquim Grava, do Corinthians, que curiosamente também foi contrário à paralisação do Campeonato Brasileiro. O Tricolor Gaúcho permanece em São Paulo até o dia 26. No dia 29, volta a jogar, em partida decisiva pela Libertadores, contra o The Strongest, no Couto Pereira, em Curitiba.

Tragédia climática no Rio Grande do Sul deixou mais de 150 mortos

Os temporais que iniciaram no dia 29 de abril no Rio Grande do Sul deixaram 154 mortos, 98 desaparecidos e 806 feridos, conforme o último levantamento da Defesa Civil gaúcha, divulgado na manhã desta sexta-feira (17). Há 618,3 mil pessoas fora de casa. Desse total, são mais de 78,1 mil acolhidos em abrigos e 540,1 mil desalojados (pessoas que estão nas casas de familiares ou amigos). Estima-se que 2,2 milhões de pessoas foram afetadas de alguma forma pelas enchentes. 461 dos 497 municípios do estado registraram algum tipo de transtorno.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo