Brasileirão Série B

Seguro, mas sem brilho, Santos vence a segunda seguida e assume a ponta na Série B

Com mais uma atuação básica, o Santos derrotou o Avaí, na Ressacada, por 2 a 0, na noite desta sexta-feira (26)

O Santos tem 100% de aproveitamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta sexta-feira (26), o Peixe venceu o Avaí, na Ressacada, por 2 a 0, em confronto válido pela 2ª rodada da competição. Os gols do jogo foram marcados pelo jovem JP Chermont e Julio César Furch, no segundo tempo, após mais uma atuação sem brilho na primeira etapa.

Com a vitória, o Santos chega aos seis pontos e dorme provisoriamente na çiderança da Série B por ter o melhor saldo de gols. A rodada se encerra na próxima segunda-feira (29).

Os comandados do técnico Fábio Carille voltam a campo no próximo dia 6, contra o Guarani, na Vila Belmiro, que, mais uma vez, não contará com a presença do público, em razão da punição aplicada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD)

Quais as novidades do Santos contra o Avaí?

Apesar da vitória por 2 a 0 sobre o Paysandu, na Vila Belmiro, no último dia 20, o técnico Fábio Carille precisou mexer na equipe para o confronto contra o Avaí. Sem poder contar com o lateral-direito Aderlan, com uma lesão na mão, o treinador escolheu o promissor JP Chermont para substituí-lo. O centroavante Enzo Monteiro, titular contra o Papão da Curuzu, retornou ao time sub-20 e viu o colombiano Morelos, que sequer havia sido relacionado na primeira rodada da Série B, receber mais uma oportunidade.

Por fim, o lateral-esquerdo Gonzalo Escobar, apresentado no início da semana, ganhou a vaga de Hayner, que vinha sendo improvisado na posição.

O Santos se atrasou para o hino nacional?

Diferentemente do habitual, o Santos não respeitou o protocolo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e subiu ao gramado da Ressacada com atraso. O Peixe só se perfilou em campo com os atletas do Avaí quando o Hino Nacional já estava em execução. A demora por parte dos santistas provocou um pequeno atraso no início da partida e isso pode render uma multa ao Alvinegro.

Como foi o 1º tempo entre Avaí e Santos?

Com a bola em jogo, o Santos fez, mais uma vez, uma primeira etapa sem brilho. O Peixe até foi mais agressivo ofensivamente e exigiu intervenções por parte do goleiro Igor Bohn. Mas em momento algum o Alvinegro conseguiu submeter o sistema defensivo do Avaí a uma pressão.

Inferior tecnicamente, o Leão da Ilha foi ganhando confiança e também construindo as jogadas de ataque. E em algumas delas João Paulo precisou se esticar para manter a igualdade no placar.

Como foi o 2º tempo entre Avaí e Santos?

Sem chegar ao gol na primeira etapa, Carille aproveitou o intervalo para ajustar a equipe na base da conversa. Sem mexer no time. O diálogo não fez o Santos mudar a sua postura ofensivamente. Mas, ainda assim, aos 13 minutos, abriu o placar graças a uma finalização da entrada da área de JP Chermont, que desviou na zaga do Avaí, e morreu no fundo das redes do goleiro Igor Bohn.

Em vantagem, o Santos desestabilizou o Avaí. Se a equipe catarinense apresentava alguma organização coletiva enquanto o confronto permanecia empatado, após o gol do Peixe, o Leão da Ilha se perdeu. Com o adversário desorganizado, Carille promoveu algumas mudanças na equipe e resolveu definitivamente a partida.

Furch, que havia acabado de entrar no lugar de Morelos, se posicionou no meio da área e, aos 34, aproveitou um cruzamento preciso de Guilherme para marcar o segundo do Santos na Ressacada.

A partir daí, o Santos, que já tentava gastar o tempo vencendo por 1 a 0, passou a tocar a bola e só se expor por meio de contra-ataques. Com o intuito de demonstrar luta para os seus torcedores, o Avaí tentou diminuir o resultado, mas não foi capaz de exigir grandes defesas de João Paulo.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo