Brasileirão Série B

Postura de Carille no Santos diante de interesse do Corinthians pode trazer graves consequências

No momento mais delicado da história do Peixe, treinador usa empresário e flerta com arquirrival

Cobiçado pelo Corinthians, que procura um técnico desde a demissão do português António Oliveira, Fábio Carille não consegue garantir publicamente a sua permanência no Santos.

Após a vitória do Peixe sobre o Ceará, por 1 a 0, pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o treinador foi questionado sobre o seu futuro e optou por ficar em cima do muro com a justificativa de que só o seu empresário, Paulo Pitombeira, tem condições de responder essa pergunta.

A postura de Carille diante das especulações que dizem respeito ao Corinthians causa estranheza por uma série de fatores. A começar pelo momento vivido pelo Santos.

Carille foi a aposta do presidente Marcelo Teixeira para tirar o Peixe do pior capítulo da sua história, que é a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Abandonar o projeto de recolocar o Santos na elite do futebol nacional para assumir o arquirrival, pode fechar, para sempre, as portas da Vila Belmiro para o treinador, que sempre foi muito respeitado por conta de sua primeira passagem, em 2021 – à época, Carille livrou o Santos do rebaixamento no Brasileirão.

Carille e o risco da contradição

Além do que representaria uma saída para o Corinthians, Carille corre o risco de cair em contradição dois meses depois de afirmar que não trocaria o Santos por nenhum clube.

Procurado pelo Vasco, no início de maio, o treinador, em entrevista coletiva no CT Rei Pelé, recusou publicamente o interesse cruzmaltino e de qualquer time que viesse a lhe procurar ao longo da atual temporada.

— Deixo essa parte com meu empresário, que tem relação muito boa com Marcelo Teixeira. O bom trabalho nosso do Santos chama a atenção de outros clubes. Mas vocês sabem que estou feliz e contente. Quando estava no Japão tive propostas muito melhores do que a que me trouxe ao Santos. A questão é que me sinto muito bem aqui. Vim para cá por saber o objetivo do clube. Então, fico aqui independentemente da situação ou da possibilidade que existe. E isso não vale somente sobre o Vasco, mas qualquer outra proposta já está descartada. Quero alcançar o objetivo de estar em 2025 com o Santos na série A — disse o treinador no dia 2 de maio.

Prejuízos para o Santos

Ainda que o desempenho na Série B desagrade parte da torcida, uma hipotética saída de Carille pode trazer prejuízos futebolísticos (não táticos) para o Santos.

Afinal, a diretoria teria que ir ao mercado em busca de um novo treinador para recomeçar o trabalho, mesmo com a equipe liderando provisoriamente a competição.

O torcedor que se mostra favorável a saída de Carille precisa colocar na balança as opções disponíveis neste momento. E dentre elas, não há nenhum nome para desembarcar na Vila Belmiro com força para trazer o tão sonhado acesso sem sustos.

Isso pode acontecer, pois o futebol é mágico. Mas a chance disso não acontecer também existe.

Foto de Bruno Lima

Bruno LimaSetorista

Jornalista pela UniSantos com passagem pelo Jornal A Tribuna de Santos. Já trabalhou na cobertura de jogos da Libertadores e das Eliminatórias Sul-Americanas no Brasil e no Exterior. Na Trivela, é setorista do Santos.
Botão Voltar ao topo