Brasil

Santos pagou caro e Carille terá de mostrar que vale a pena tirando o time da Série B

Carille já participava do planejamento para 2024 nos bastidores e agora atuará efetivamente diante as chegadas e partidas do elenco

Fábio Carille é o novo treinador do Santos. Após esbarrar no alto valor da multa rescisória de aproximadamente U$$ 1,5 milhão (R$ 7,4 milhões), do treinador junto ao clube japonês, V-Varen Nagasaki, a diretoria do Peixe repensou a negociação, e nas últimas horas aceitou desembolsar o valor para ter Carille comandando o CT Rei Pelé. O “investimento” alto no valor é resultado das tratativas entre os dirigente e o técnico, que tinha sinalizado o desejo de retornar ao Peixe, e ao futebol brasileiro.

O contrato entre o clube e o técnico de 50 anos, inicialmente deve ser válido por dois anos, e caso haja interesse das duas partes há possibilidade renovação por mais uma temporada. Passando férias no Brasil, Fábio esteve na Vila Belmiro, nesta terça-feira (19), para assinar a documentação e começar a trabalhar oficialmente o planejamento para 2024.

A principal missão da segunda passagem Fábio Carille no Santos 

O já conhecido e novo treinador do Santos chega com a missão de recuperar o futebol do clube e tentar fazer a melhor campanha nas competições que jogará, principalmente no Campeonato Brasileiro onde o clube buscará a volta a Série A e consequentemente o retorno a elite do futebol.

A tarefa não será fácil, próxima temporada o Peixe não terá vida fácil nem mesmo nos bastidores, com apenas o Campeonato Paulista e a Série B para disputar, e por consequência a com redução do valor das receitas, o clube não tem dinheiro em caixa, e a diretoria tem buscado alternativas para conseguir negociar alguns jogadores e reduzir a folha salarial do time, hoje uma das mais caras do futebol brasileiro.

Apesar de ter a confirmação de contrato somente agora, Fábio Carille já estava trabalhando no planejamento para 2024, junto a nova diretoria que assume o comando clube no início do ano. Agora, anunciado de forma oficial, o treinador terá mais voz ativa quanto as chegadas e partidas do elenco, sejam por empréstimo ou em vendas definitivas, essas poderiam render aos cofres do clube algum valor aos cofres do clube.

Até agora a única contratação anunciada foi o retorno do volante Diego Pituca, que assinou um pré-contrato ainda durante a gestão de Andres Rueda. O Peixe também confirmou a permanência do volante Tomás Rincón que aceitou uma reduzir o valor do seu salário para seguir defendendo o clube em 2024.

Fábio Carille foi o primeiro a ser procurado após a recusa de Thiago Carpini, que optou por ficar no Juventude, isso muito por conta da sua primeira passagem pelo clube, que para os atuais dirigentes, fez um trabalho honesto diante as dificuldades que teve -como ainda terá -.

Em 2021 quando chegou ao Santos, a equipe estava pressionada com os péssimos resultados e próxima a zona de rebaixamento, Carille conseguiu estruturar a defesa e o alvinegro praiano terminou a temporada na 10ª posição, e ainda beliscou uma vaga na Sula-Americana, ainda assim teve sua saída anunciada por conta de problemas com então coordenador de futebol do clube, Edu Dracena. Ao todo foram 27 partidas no comando do Santos com 9 vitórias, 10 empates e 8 derrotas e o aproveitamento de 45,6%.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo