Brasil

Perda de mando e multas: entenda as punições à torcida do Cruzeiro no Mineiro 2024

Por causa de incidentes no Campeonato Mineiro de 2023, Cruzeiro terá que fazer seu primeiro jogo em casa pelo estadual fora de Belo Horizonte

A tabela completa do Campeonato Mineiro de 2024 foi divulgada no dia 22 de dezembro e uma coisa chamou a atenção do torcedor cruzeirense: o primeiro jogo do Cruzeiro no estadual — contra o Athletic, no dia 27/1 (sábado), às 16h30, válido pela segunda rodada da competição — não tinha local indefinido, apesar de outros jogos, já em rodadas mais avançadas terem sido marcados para o Mineirão.

Em contato com o departamento jurídico do Cruzeiro, foi explicado que o clube teria de mandar seu primeiro jogo em casa fora de Belo Horizonte em decorrência de uma punição impostas pelo TJD/MG e STJD por arremessos de objetos em direção ao campo durante o empate em 1 a 1 entre o time celeste e o Atlético-MG, ainda na primeira fase do Campeonato Mineiro de 2023, no dia 13 de fevereiro do ano em questão. A partida, realizada no Independência, registrou incidentes envolvendo as duas torcidas.

A perda de mando implica que o clube terá que escolher uma praça com distância superior a 50 km de Belo Horizonte para mandar a partida contra o Athletic. O clube decidirá o local deste primeiro jogo como mandante no Mineiro 2024 dentro do prazo estabelecido pelo regulamento da competição. A Arena do Jacaré, localizada em Sete Lagoas, que fica há cerca de 78 km da capital mineira, é uma opção, assim como outras cidades do interior mineiro que possuem grande concentração de cruzeirenses.

A distância válida para o cumprimento da perda de mando no campeonato estadual (50 km), é mais permissiva que a de competições nacionais, que precisa ser superior a 100 km. As distâncias e demais determinações para esse tipo de punição estão descritas nos Regulamentos de cada competição e disponíveis no site da FMF ou CBF. Como a punição do Cruzeiro não envolve portões fechados, o mando no novo local, conforme as regras detalhadas acima, permite a presença de público.

Jogo apenas com mulheres e crianças?

Em 2023, outra das tantas partidas que renderam problemas para o Cruzeiro foi o jogo contra a Caldense, vencido pelo time celeste por 2 a 1, também pela primeira fase do Campeonato Mineiro de 2023, disputado no estádio Ronaldo Junqueira, em Poços de Caldas.

Na ocasião, houve infrações cometidas pela torcida celeste e num segundo momento, foi divulgado que o clube estrelado teria revertido uma punição de nova perda de mando para a liberação de apenas mulheres e crianças de até 12 anos nas arquibancadas do jogo de estreia no estadual de 2024. Apesar disso ter sido amplamente divulgado, o jurídico da Raposa informou que isso não procede.

— Houve, sim, infrações na partida de ida da semifinal do Campeonato Mineiro 2023, na ocasião sendo lançamentos de copo em direção ao campo. O clube já foi julgado e punido com multa, estando o caso já encerrado pelo TJD. A possibilidade de haver apenas mulheres e crianças no jogo contra o Athletic não procede, pelo fato da presença de público estar autorizada sem restrições nesta partida em questão. O Cruzeiro de fato foi punido com a restrição de público devido a incidentes no jogo contra a Caldense, em Poços de Caldas, pela primeira fase do Mineiro deste ano. Contudo, o clube recorreu e, no Tribunal do Pleno da FMF, a condenação foi extinta por vício processual. Desta forma, o clube está absolvido desta punição específica do jogo contra a Caldense e o caso está encerrado pelo TJD — explicou o jurídico do Cruzeiro.

Cruzeiro busca conscientizar torcida

O Cruzeiro acumulou diversos problemas em relação a atitudes de torcedores nas arquibancadas durante a temporada de 2023. Após multas e punições, o clube celeste iniciou forte campanha de conscientização para que não houvesse arremessos de objetos no gramado durante as partidas da equipe.

Confira abaixo a relação de partidas em que o clube foi penalizado devido ao arremesso indevido de objetos no campo:

  • 13/02/23 – Cruzeiro 1×1 Atlético-MG (Campeonato Mineiro): Multa no valor de R$ 20 mil + 1 perda de mando de campo.
  • 11/03/23 – Cruzeiro 0x2 América-MG (Campeonato Mineiro): Multa no valor de R$ 400;
  • 25/04/23 – Cruzeiro 2×0 Náutico (Copa do Brasil): Multa no valor de R$ 45 mil;
  • 06/05/23 – Cruzeiro 2×1 Santos (Campeonato Brasileiro): Multa no valor de R$ 30 mil;
  • 10/05/23 – Cruzeiro 0x2 Fluminense (Campeonato Brasileiro): Multa no valor de R$ 35 mil;
  • 31/05/23 – Cruzeiro 0x1 Grêmio (Copa do Brasil): Multa de R$ 1 mil;
  • 24/06/23 – Cruzeiro 1×0 São Paulo (Campeonato Brasileiro): Multa de R$ 8 mil.

Total em multas: R$ 139.400,00

Além disso, o Cruzeiro jogou contra o Vasco da Gama, em confronto importantíssimo na luta pela permanência na Série A do Campeonato Brasileiro em 2023, com o Mineirão vazio, já que o clube foi punido após invasão de campo de torcedores durante a derrota por 1 a 0 para o Coritiba, na Vila Capanema, em Curitiba. A situação ainda resultou no impedimento de que a Raposa colocasse torcedores nos três jogos finais disputados fora de casa no último Brasileirão.

O Cruzeiro tem reforçados os pedidos para que não ocorram arremessos de objetos e nem invasões de campo na temporada 2024. O clube considera que estes atos, recorrentes durante a temporada que terminou neste mês de dezembro, prejudicaram severamente a Raposa.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo